Dicas de atos diários que diminuem o ciúme do cônjuge

"Os amantes que confiam no ciúme para preservar o seu amor, ou são demasiado ingênuos ou são por demais confiados." - Miguel de Cervantes.

1,448 views   |   1 shares
  • O ciúme não é filho do amor, mas irmão da insegurança. Alguns dizem que o ciúme é um sentimento nobre, que serve apenas para demonstrar o tamanho do amor que se sente pelo outro. Nada disso. Trata-se de possessividade nua e crua, de desamor por si mesmo, de incapacidade de sentir compaixão pelo outro, de medo de permitir a liberdade e o curso da vida.

  • Quando nos entregamos àquele que amamos, estamos fazendo algo que acreditamos nos completar, nos melhorar, nos transformar em pessoas mais lúcidas, mais felizes, mais próximas da perfeição. Estamos entregando nossa alma àquele que acreditamos estar fazendo o mesmo conosco. Com esta pessoa queremos filhos, netos, cuidado, amor, carinho e segurança. Queremos partilhar de igual para igual.

  • Como ter tudo isso com alguém que duvida de nossas virtudes? Quanto mais o outro se sente inseguro, mais indigno será do amor daquele a quem não deveria temer, duvidar ou questionar insensatamente com palavras que ferem, que deixam marcas e que podem causar fissuras no relacionamento.

  • A pessoa que sofre com o ciúme do outro não deve se vitimizar. Se o amor existe entre vocês, lute para que esse sentimento traga a segurança necessária para a vida do casal. Você pode ajudar seu amor a se ajudar:

    • Toque no assunto “ciúme” com seu cônjuge de maneira leve, sem gerar conflitos, sempre que possível. Você pode dar exemplos de casais amigos que sofrem com isso e talvez consiga fazê-lo entender que o ciúme é ruim.

    • Lembre-se que o ciumento não precisa de motivo para sentir ciúme e de que você não precisa viver numa prisão. Se é necessário que você conte detalhadamente como foi seu dia ou quem encontrou, faça sem raiva. Isso passará mais segurança a ele e a relação ficará melhor.

    • Evite fazer aquilo que gera ciúme no seu cônjuge, como sair sozinha com amigas. Convide-o sempre para ir junto.

    • Procure ter mais momentos a sós com seu cônjuge. Saiam para jantar, ir ao cinema ou outra coisa que ambos sintam prazer sempre que possível.

    • Fale sempre o quanto ama seu cônjuge. Isso é importantíssimo para alguém ciumento.

    • Tente fazer com que seu cônjuge seja o foco de suas atenções na maior parte do tempo, mesmo que a rotina dificulte essa atitude.

    • Presenteie com lembranças simbólicas nas datas comemorativas.

    • Mostre sempre ao outro que você tem a vida que deseja com a pessoa que deseja e que não quer mudar isso, mas sim melhorar.

    • O ciúme é fruto da insegurança, que foi gerada por alguma experiência ruim. Se seu cônjuge não aceita trabalhar isso em terapia, que tal você tomar umas “aulinhas” com um terapeuta para ajudá-lo de maneira mais objetiva?

  • Advertisement
  • Essas são pequenas dicas para auxiliar no relacionamento de casais que estejam atravessando as crises provocadas por ciúme. Lembrem-se que não basta que apenas um de vocês queira que o casamento dê certo. Ambos têm que se esforçar, se amar e trabalhar juntos para que sentimentos como o ciúme não os afastem. Cresçam unidos, tendo a certeza de que amam um ao outro com exclusividade e serão felizes. E se precisarem pedir auxílio de profissionais, façam sem vergonha ou preconceitos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

Dicas de atos diários que diminuem o ciúme do cônjuge

"Os amantes que confiam no ciúme para preservar o seu amor, ou são demasiado ingênuos ou são por demais confiados." - Miguel de Cervantes.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr