Como encontrar-se na multidão

Não abra mão de ser você mesmo e de realizar seus sonhos e metas. Sendo fiel a si mesmo, você se torna mais feliz e contribui para um mundo melhor.

1,031 views   |   1 shares
  • Vivemos em um mundo cheio de padrões e estereótipos criados pela mídia. Somos constantemente bombardeados com propagandas que dizem que "temos" que usar o que está na moda, ler os livros que estão em evidência, ver os filmes que ganharam o Oscar. Ler as revistas que os famosos leem. Falar sobre os mesmos assuntos, ver os mesmos vídeos, ouvir as músicas que todos ouvem e como nossos corpos devem ser.

  • Mas, e o meu gosto pessoal? E a minha vontade? Os meus desejos? Será que eu gosto do que ouço e vejo? Será que me sinto bem com esse tipo de roupa? É isso que eu quero ler?

  • Assim como as digitais em nossos dedos, não há um ser humano igual ao outro. Até os gêmeos idênticos que têm o mesmo DNA apresentam diferenças. Somos diversidade por natureza e é onde está a beleza da vida. Viver essa diversidade é que torna rica a natureza humana.

  • O que é um sonho para um não é para o outro. As pessoas não desejam as mesmas coisas sempre. Muitas vezes somos induzidos a pensar que desejamos ou que precisamos de determinado produto ou bem.

  • Cabe a cada um olhar para dentro de si e ver-se, sem comparações com outros. Comparar-se pode ser um caminho de destruição da autoestima.

  • Algumas ideias que podem ajudar a se encontrar em meio à multidão:

  • 1. Espiritualidade

  • Independente de suas crenças pessoais, busque a espiritualidade. Alimente seu espírito assim como alimenta seu corpo. Somos corpo, mas somos espírito também. Meditação, servir e amar ao próximo, exercer o perdão, cultivar bons hábitos de leitura, fazer um diário, ter mais contato com a natureza e apreciar as belezas do mundo em que vivemos são maneiras agradáveis de alimentar nosso espírito e renovar nossas forças. O materialismo e a busca desenfreada por bens de consumo podem tornar-nos insensíveis e embotar nossa percepção daquilo que realmente tem valor.

  • 2. Descobrir-se

  • Busque fazer coisas diferentes que nunca tentou antes. Como estudar piano ou pintura, aprender a dançar. Desenvolva seus próprios talentos sem copiar ou comparar-se a outros. Outra mentira que ouvimos veladamente é que há uma idade certa para fazer as coisas. Piano ou balé começa-se na infância ou esportes é só para jovens. Sabemos que não é verdade. A nossa capacidade física diminui sim com os anos, mas não nossa capacidade de aprender. Ainda assim, muitas pessoas na terceira idade aprendem a dançar, começam a fazer ginástica e musculação ou voltam a estudar. Mesmo pessoas com alguma debilidade ou deficiência física podem e devem buscar romper suas barreiras dentro de sua capacidade. Fazer coisas que exigem certo esforço nos ajuda a melhorar e manter a autoestima.

  • Advertisement
  • 3. Mantenha seus sonhos e metas

  • Não abra mão de seus ideais, seus sonhos. Tenha metas e trabalhe nelas. Faça metas de curto e longo prazo. Mas certifique-se de que essas metas são realmente suas e não uma maneira de agradar a outros ou buscar bens que você não deseja realmente só para mostrar a outros o que você tem. Se assim for, ao final essas metas não lhe trarão alegria.

  • Faça metas na área de saúde: alimentar-se bem, exercitar-se, emagrecer (não para ficar como modelos), mas sim para ficar mais bonito e saudável.

  • Metas acadêmicas: Estudar e conseguir um diploma universitário. Aprender uma nova língua ou informática.

  • Metas financeiras: Economizar para comprar a casa que você deseja. Fazer uma poupança para a universidade dos filhos. Trabalhar para pagar seus próprios estudos. Investir em um negócio próprio são metas que devem ser trabalhadas e quando alcançadas trazem um sentimento de realização e autoconfiança.

  • 4. Ame-se

  • Olhe para si mesmo. Veja seus cabelos, seu tom de pele, seus olhos, suas mãos e pés. Seja grato por ser quem é. Veja a si mesmo como um ser único e um milagre. Um ser pensante, que vê, ouve, fala, interage com outros, criativo, criador. Tenha orgulho de suas origens, de sua família, ainda que tenha problemas (muitas famílias têm). Talvez você não seja tão bonito como gostaria de ser (quase ninguém se acha bonito.). Talvez não tenha a inteligência de um Einstein (a maioria não tem!). Mas, você é capaz de realizar muito. Seja gentil consigo mesmo. Não diga ou pense palavras pejorativas em relação a você. Não se refira a si como burro, feio, idiota, etc. Você não diria isso de alguém que ama, por que dizer de si mesmo? Cumprimente-se mentalmente por um trabalho realizado e se não foi tão bom, diga que será melhor da próxima vez. Todos têm talentos, todos têm pensamentos que podem contribuir para um mundo melhor. Há algo em seu comportamento ou hábitos que precisa ser mudado? Trabalhe nisso sem se culpar ou reclamar de si mesmo. Apenas mude. Não para agradar a outros, mas pra melhorar a si mesmo. Quem o ama, continuará a amá-lo. Seja somador. Seja aquele que torna o mundo um lugar melhor.

  • Seja fiel a si. Seja você mesmo em todos os momentos e será alguém notável e não mais um rosto na multidão.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

Como encontrar-se na multidão

Não abra mão de ser você mesmo e de realizar seus sonhos e metas. Sendo fiel a si mesmo, você se torna mais feliz e contribui para um mundo melhor.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr