Indo além da Cinderela: Criando relacionamentos felizes com seus enteados

Aprenda 6 dicas criativas para ter um bom relacionamento com seus enteados e agir com responsabilidade e bom humor.

1,533 views   |   shares
  • Ser pai é difícil. Você simplesmente já ouviu todos os pais dizerem que queriam que os seus filhos viessem com um manual. Os pais se perguntam sobre quando devem dar um bom toque de recolher para os seus filhos de 12 anos de idade, se seus filhos estão envolvidos em muitas - ou não muitas – atividades, que tipos de amigos eles têm e mais algumas coisas. Acima de tudo, os pais se perguntam se eles estão criando seus filhos de forma que irá ajudá-los a serem adultos fortes, confiantes e competentes.

  • Se ser pais é difícil, padrasto ou madrasta é muito mais

  • No topo das preocupações dos pais já mencionadas, padrastos têm ainda mais em que pensar. Padrasto tem que se esforçar para tornar as regras consistentes entre duas famílias, negociar regras quando o padrasto e uma mãe biológica discordam, e ver todas as questões extras legais como trazer uma criança ao hospital ou ter que assinar alguma coisa na escola. E depois lidar com aquela frase, "Você não é meu pai. Você não pode me dizer o que fazer!". Como você lida com isso?

  • Bem, a vida de padrasto nem sempre tem que ser tão difícil. É possível ter um relacionamento feliz, saudável e bem-sucedido com seu enteado. Aqui estão seis dicas rápidas de um especialista em casamento e família para ajudá-lo a ser o melhor padrasto que você pode ser.

  • 1. Crie uma relação cordial com o outro pai biológico

  • As crianças naturalmente escolhem os pais para pedir. Pense sobre isso. Quando você cresceu, você deliberadamente pediu a sua mãe certas coisas antes de pedir ao seu pai. Seus próprios filhos fazem o mesmo. E enteados fazem também. Exceto quando há muito mais pais para escolher. Ter um relacionamento cordial com o outro pai biológico diminui as escolhas de pai.

  • 2. Deixe as crianças decidirem que tipo de relação eles querem com você

  • A pior coisa que um padrasto pode fazer é empurrar-lhes uma espécie de relação que seus enteados não querem. Com poucas exceções, independentemente do quanto você tente, um padrasto nunca vai ter o mesmo lugar no coração da criança como o pai biológico. Então pare de tentar. É possível ter um forte relacionamento com seu enteado, mesmo se eles não respeitam você tão altamente quanto respeita a mãe biológica ou pai biológico. Deixe-os escolher o quanto eles querem estar perto e respeite os desejos deles.

  • 3 . Aceite o seu papel disciplinador como um padrasto

  • Você não é o pai biológico. Então pare de brigar por causa disso. Enteados não vão achar que você tem o mesmo tipo de autoridade ou respeito que tem os pais biológicos deles, porque eles não têm o mesmo apego a você como tem ao pai biológico.

  • Advertisement
  • Se surgir um problema, diga algo como: "Não, eu não sou seu pai. Mas eu ainda sou o adulto responsável e você precisa me ouvir". Então, quando o pai biológico estiver disponível, discuta com ele o que aconteceu e discuta como isso será tratado daquele momento por diante.

  • 4. Deixe-os decidir como chamá-lo

  • Não há regras dizendo que seus enteados devem chamá-lo de pai ou mãe ou chamá-lo pelo seu primeiro nome. Solicitar-lhes que o chame por um nome escolhido por você é bom. Só não os force. Deixe-os fazer a escolha, a menos que queiram chamá-lo de algo desrespeitoso.

  • 5. Crie tradições com eles

  • Uma das melhores maneiras de criar um forte relacionamento com seus enteados é criando tradições divertidas com eles, e que eles gostem. Se eles gostam de filmes, faça uma noite de cinema da família e faça revezamento na hora de escolher o filme. Se eles gostam de comida, escolha uma noite por semana, onde podem tentar cozinhar para a família. Estas tradições criam ótimas lembranças e fortalece o relacionamento.

  • 6. Gaste tempo com eles

  • Deixe-os decidir o que fazer. Talvez esta seja a melhor coisa que você possa fazer para criar um forte relacionamento com os seus enteados. Quando você passar o tempo com eles fazendo o que eles querem fazer, você os mostrará que você se importa com eles. Você também cria boas recordações. Tenha a mente aberta e não tenha medo de fazer o papel de bobo. Dê-lhes muitos motivos para rirem depois.

  • Essas seis dicas rápidas são apenas a ponta do iceberg quando se trata de coisas que você pode fazer para fortalecer seu relacionamento com seus enteados. Há uma série de outras coisas que você pode fazer. Lembre-se, criar uma forte relação é lutar por eles. Padrasto está sobre o amor altruísta. A experiência é a mesma, não importa que tipo de família que você tenha.

  • Traduzido e adaptado por Jaguaraci N. Santos do original Moving beyond Cinderella: Creating happy relationships with your stepchildren.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Aaron Anderson é terapeuta e diretor da clínica "The Marriage and Family Clinic em Denver, CO. Ele é escritor, palestrante e especialista em relacionamentos. Leia mais em seu blog RelationshipRx.net.

Website: http://www.TheMarriageandFamilyClinic.com

Indo além da Cinderela: Criando relacionamentos felizes com seus enteados

Aprenda 6 dicas criativas para ter um bom relacionamento com seus enteados e agir com responsabilidade e bom humor.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr