Aprendendo a amar

Reflexões sobre o que faz as pessoas sentirem-se só por não encontrarem alguém a quem se amem e que as deseje amar.

315 views   |   shares
  • O amor é fundamental na vida das pessoas; alguns o proclamam, outros o buscam, mas muitos guardam carências perturbadoras e muitas vezes, tristes. A busca de um amor que se encaixe num modelo, como se sentimento pudesse ter forma, têm levado muitos ao desespero da solidão.

  • Quando algo não vai bem é sábio refletir sobre as causas, revendo velhos conceitos e concepções.

  • O vazio existencial

  • Na busca insensata de alguém que lhe traga a famosa felicidade, a decepção tem sido grande. Relacionamentos caem no vazio e aumentam, cada vez mais, o índice de divórcio e discórdia entre familiares. É preciso refletir: Por que continuar a depositar nas mãos de outras pessoas o que não lhes compete? A felicidade é aquisição de cada um e compreende a satisfação íntima que se opera pela sensação do dever cumprido e da consciência tranquila. O amor romântico tem lá o seu charme, mas não pode ser determinante na vida de ninguém, pois não corresponde a realidade do dia a dia. Bom mesmo é dedicar-se ao amor sem tantas exigências.

  • Amor e compreensão

  • Nessa busca por amor, aprender a amar é fundamental. Então se somam fatores que nos levam a observar que para amar é preciso crescer em paciência, resignação, compreensão e, consequentemente, em perdão. Quase sempre as pessoas que mais amamos são as que mais nos ferem e nos fazem sofrer. Isso acaba fazendo com que a pessoa ferida não se sinta amada, pior ainda, sinta-se rejeitada. No entanto, é preciso considerar que as pessoas são e agem em conformidade com suas concepções interiores. Por essa razão é que devemos procurar em nós mesmos a compreensão que nos leve a amar as pessoas como elas são. Enquanto esperarmos que os outros nos amem do modo que desejamos, jamais nos sentiremos satisfeitos, pois, estaremos estacionados no egoísmo.

  • O grande aprendizado

  • Para o aprendizado do amor é necessário assimilar as diferenças, já que cada pessoa tem a sua forma própria de amar e se manifestar. Enquanto o seu empenho for pela transformação do outro conforme o seu ideal, você não se sentirá amado e muito menos estará amando. Ao passo que aceitar o sentimento dos outros como eles sabem manifestar é iniciar o aprendizado do verdadeiro amor que é incondicional. Essa disposição, certamente, tem poder de provocar a felicidade.

  • O psiquiatra Içami Tiba fala desse aprendizado de forma poética: "Eu sou branco. Você é vermelho. Quando estamos juntos somos rosa. Antes de eu conhecer você, eu não sabia o que era rosa... Percebi-me em alguns variados momentos querendo mudar a sua cor. Ainda bem que você soube permanecer-se vermelho”.

  • Advertisement
  • Para aprender a amar e sentir-se amado: ame!

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Aprendendo a amar

Reflexões sobre o que faz as pessoas sentirem-se só por não encontrarem alguém a quem se amem e que as deseje amar.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr