Como lidar com diabetes do tipo 1

Veja como lidar e entender a diabete tipo 1.

1,310 views   |   shares
  • Pouco se sabe sobre o que causa o diabetes do tipo 1. Sabemos que é devido a uma falha na produção das células beta produzidas pelo pâncreas. Alguns especialistas a denominam como doença autoimune. Estima-se que cerca 246 milhões de pessoas no mundo possuem diabetes e somente no Brasil são 7,5 milhões. Existem três tipos de diabetes, o mais comuns são os tipos 1, 2 e o gestacional, como o próprio nome já diz, surge em mulheres gestantes.

  • A predominância de casos do tipo 1 ainda é relacionado com crianças e adolescentes, que se tornam insulinodependentes (fazem uso das injeções de insulina). Quando se tem um diagnóstico de diabetes confirmado, existe um abalo emocional muito grande. Devido ao medo do desconhecido ou por pensar que terão várias limitações, muitos jovens desenvolvem depressão.

  • Os sinais mais comuns são

    • Sentir muita sede.

    • Urinar com mais frequência que o habitual.

    • Perda de peso, mesmo comendo muito.

    • Visão embaçada.

  • Mas como lidar com o diabetes do tipo 1?

    • Aceitar sua doença é um dos passos mais importantes.

    • Conhecer a fundo o tratamento, as causas e as consequências.

    • Estabelecer uma rotina, principalmente, com as refeições que terão que ser fracionadas.

    • Dieta: o que poderá comer, quantidades e quais alimentos contêm menos açucares e carboidratos.

    • Ajuda profissional, pelo menos no início.

  • Como agir?

    • Você vai ter que reaprender algumas coisas. Também, terá que respeitar melhor os horários das refeições para que não sofra uma hipoglicemia ou uma hiperglicemia no caso de exagerar na alimentação.

    • Terá que deixar de lado a vida sedentária e passar a fazer exercícios (consulte seu médico), como andar de bicicletas ou fazer corridas. Essa prática dificultará o enrijecimento das artérias e vasos sanguíneos que causa falta de sensibilidade nas pernas e, principalmente, nos pés. Mesmo que não ocorra a falta de sensibilidade, terá que tomar mais cuidado com os pés, já que a cicatrização fica comprometida. Também, precisará tomar cuidado com os olhos que são afetados. Veja esse link em azul que explicará melhor.

    • Você precisará saber, também, como aplicar as injeções de insulina que são subcutâneas, onde são os locais de aplicação que terão de ser alternados para que não haja dor nem necrose. A insulina é essencial no tratamento.

    • Tente controlar o estresse e a ansiedade que andam juntos, devido aos cuidados que a diabete exige. No começo, ter que controlar a glicose, ter que furar o dedo e ter que controlar a alimentação não são tarefas muito fáceis de fazer e precisam de disciplina. A ansiedade é um fator que, muitas vezes, descompensa os níveis de glicose, levando a outras complicações. Oriento você a procurar ajuda, se esse for o seu caso. Converse com os familiares e amigos e com o seu médico a respeito dos medos e frustrações. Procure grupos de apoio em sua cidade. O conhecimento da doença lhe trará segurança e conforto.

  • Advertisement
  • Dica:

  • O material que será utilizado por você como a insulina, seringas, agulhas e monitor de glicose, tais como as fitas, é fornecido pelo governo, ou seja, procure o posto de saúde de sua preferência.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Weslei Zanaldo gosta de ler e estudar os mais variados assuntos, ama sua família e sua profissão, além de ser um marido dedicado à esposa e filhas. Trabalha como coordenador de Enfermagem Colégio Notre Dame.

 

Como lidar com diabetes do tipo 1

Veja como lidar e entender a diabete tipo 1.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr