Dicas para desenvolver a compaixão

Dicas simples que podem ser muito úteis para a transformação dos pensamentos em relação ao outro e como agir em seu auxílio.

2,012 views   |   2 shares
  • A prática da compaixão é essencialmente a busca de aliviar o sofrimento alheio; sem dúvida é a mais efetiva maneira de satisfazer os melhores interesses próprios e dos outros. Uma mente comprometida com a compaixão é uma semente que cultiva o bem na própria vida, fazendo grande diferença no mundo. A mente que tem compaixão é capaz de transformar situações ruins em benéficas.

  • Mas não basta apenas saber o quanto salutar é a compaixão; o essencial é desenvolvê-la através de um esforço concentrado. Para tanto vale considerar algumas dicas:

  • 1- Use dos eventos cotidianos para transformar sentimentos, ações e comportamentos em oportunidades de desenvolver a força interior que propiciará maior sensibilidade em relação aos que nos cercam. O caminho da comiseração inicia-se nos pequenos atos de doação pelos quais por alguma fração de tempo nos mobilizamos para o auxílio do outro.

  • 2- Lembre-se que todas as pessoas têm seu próprio quinhão de dor e que, portanto, você não é o único a sofrer. Sair do casulo das próprias dores e observar o que se passa com o outro faz com que a piedade desperte seus melhores sentimentos. Ninguém é vítima do mundo e todos desejam aprimorar escolhas e encontrar a felicidade, mesmo que aparentemente não saibam como fazê-lo. Pensar nessa realidade fará com que você sinta maior disponibilidade em ser útil e ajudar.

  • 3- Desenvolva a empatia; sensibilize-se com o sentimento das pessoas, procure entendê-las dentro do contexto delas, isso é, avalie o que elas sentem a partir das concepções e valores que possuem e não de seus próprios valores. Não perca tempo com julgamentos infrutíferos e concentre-se na busca de aliviar a dor alheia, independente do que ela representa para você. Compreendendo a situação sob a ótica do outro, você terá maior clareza da necessidade dele e do que você pode fazer quanto a isso.

  • 4- Tenha boa vontade com as pessoas a seu redor, observe suas necessidades e se coloque à disposição o máximo que puder. Para tanto, a prática da tolerância é fundamental, pois sentir compaixão por quem é receptivo e grato é fácil, entretanto, desenvolvê-la em relação às pessoas difíceis e ingratas é que nos trará real amadurecimento e satisfação íntima.

  • 5- Reconheça os seres humanos como semelhantes seus, com aspirações e necessidades assim como você, isso facilita a empatia e a aproximação com eles. É importante acostumar a nossa mente com esse senso de altruísmo universal, desenvolvendo o senso de responsabilidade por todos. É essa noção de universalidade que promove o desejo de ajudar as pessoas a superar seus problemas.

  • Advertisement
  • Para o psicólogo americano Marshall B Rosenberg: "Quando nos concentramos em esclarecer o que está sendo observado, sentido, e necessário ao invés de diagnosticar e julgar descobrimos a profundidade de nossa própria compaixão".

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Dicas para desenvolver a compaixão

Dicas simples que podem ser muito úteis para a transformação dos pensamentos em relação ao outro e como agir em seu auxílio.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr