Como ensinar seus filhos sobre a morte

Quando nos tornamos pais e somos confrontados com a necessidade de ensinar os nossos filhos sobre a morte, isso nos leva a uma situação muito difícil. Aqui você encontrará dicas de como fazê-lo.

638 views   |   shares
  • Um dos eventos que certamente partem o coração quando acontecem é a morte de um ente querido. Tendo experimentado isso algumas vezes, posso dizer-lhes que, quando você tem filhos, falar sobre a morte para eles nunca será uma tarefa fácil. Quando o meu sogro faleceu muito cedo na vida, foi um momento de grande perda para todos nós. Minha esposa era muito próxima de seu pai e essa foi uma experiência particularmente difícil para ela. Nossos garotos tiveram a oportunidade de conhecer o seu avô e adoravam passar o tempo com ele. Tivemos uma oportunidade maravilhosa de, em família, discutir o que acontece quando alguém morre, a importância da morte e do desgosto que pode vir ao se perder alguém que amamos.

  • Quando nos tornamos pais e somos confrontados com a necessidade de ensinar os nossos filhos sobre a morte, esta pode ser uma situação muito difícil. Se não for tratado da forma correta, poderá com frequência ter efeitos devastadores por um longo período de tempo. Não há nenhuma maneira muito feliz de se discutir a morte com ninguém, especialmente com nossos filhos, no entanto, pode ser uma das experiências mais espirituais e edificantes compartilhadas com os membros da família. Na verdade, os relacionamentos de muitos pais/filhos são reforçados durante esse tipo de momento de ensino. Aqui estão algumas maneiras úteis para ensinar a seus filhos sobre a morte:

  • Permita a discussão de sentimentos

  • Não há nenhuma razão para tentar reprimir os sentimentos que surgirem em momentos de tristeza. Na maioria das vezes isso levará a uma situação pior e poderá criar uma circunstância ainda mais difícil e confusa. Converse com seus filhos sobre o que você estiver sentindo e deixe-os compartilharem com você, o que eles estiverem percebendo. É muito importante que eles vejam suas emoções, pois isso lhes permitirá vê-lo de uma forma mais humana e sensível. Essa situação também ajudará a mostrar o valor do amor, à medida que você estiver mostrando essas emoções por alguém com quem você se importa.

  • Faça perguntas

  • Perguntas levam a conversas e quanto mais você puder descobrir sobre o que seus filhos sabem, sentem e estão preocupados, melhor poderá ajudá-los com essa experiência. Essa é uma área em que você certamente não tem a intenção de ser arrogante e pretensioso. A melhor maneira de fazer isso é através de perguntas. Aqui estão alguns exemplos:

  • Como você está se sentindo?

  • O que você está sentindo?

  • Que perguntas você tem?

  • Advertisement
  • O que você mais sente falta (avô, avó, etc)?

  • Fale sobre as coisas boas

  • É importante tentar ajudar seus filhos a compreender as coisas boas sobre a pessoa que faleceu. Compartilhe histórias que permitam ao seu filho obter insights positivos. Quando possível, mostre fotos ou vídeos que possam trazer um sorriso a ambos. Na verdade, seu filho poderá ou não já ter conhecido essa pessoa que faleceu, mas se for alguém especial e importante para você, então ela também o será para o seu filho.

  • Permita que fiquem de luto

  • Isso poderá parecer óbvio, mas muitas vezes os adultos/pais não dão crédito suficiente para seus filhos quando se trata de luto. Eles poderão pensar que são muito jovens ou que nem sequer conheceram a pessoa que faleceu. No entanto, as crianças são muito sensíveis a seus pais, e quando eles veem a sua mãe ou pai de luto, eles também se sentem tristes. Incentive seus filhos a permitir que seus sentimentos sejam expressos e, em seguida, como mencionado antes, discuta com eles essas percepções.

  • Conforte-os

  • Como pai, talvez mais importante do que qualquer outra coisa seja proporcionar conforto aos seus filhos. Isso na realidade poderá ser muito terapêutico para você como pai. Conforme você e seu filho passarem por essa experiência muito pessoal, emocional e de mudança de vida juntos, vocês sempre terão esse vínculo. Na medida em que você der amor e conforto, ambos serão capazes de olhar para trás e ver essa experiência com sentimentos cálidos e positivos.

  • Como compartilhei no início deste artigo, nossa família passou por esse processo em várias ocasiões. Quando perdi meu pai inesperadamente, senti um duro golpe emocional. Ele foi um de meus melhores amigos e alguém a quem eu sempre procurava. Eu sonhava quando jovem em ver meu pai jogando bola com meus filhos. Bem, isso não aconteceu porque meu pai morreu quando minha esposa estava grávida de nosso filho mais velho. Conforme nossos três meninos cresciam sempre conversava com eles sobre meu pai. Mostro-lhes fotos e vídeos. Eles veem um avô, e embora possam não tê-lo conhecido fisicamente, eles o conhecem, sentem sua falta e o mais importante, eles o amam.

  • Nossos meninos, às vezes, mostram emoção no que diz respeito à perda de ambos os avós; veem outros vovôs em jogos de beisebol, peças de teatro ou atividades de escoteiros e sentem saudades de seus próprios avós. Nós os deixamos mostrar suas emoções, pois é realmente comovente. Isso para nós é um sinal de profundo amor e respeito, algo que sempre temos enfatizado como pais. Embora a morte seja um evento que traga tristeza e perda, ela pode realmente ser uma das maiores oportunidades de ensino para os pais. Isso poderá ajudar a construir relações fortes entre as crianças e seus pais e isso é o que mais precisamos no mundo de hoje.

  • Advertisement
  • Traduzido e adaptado por Ana Maria Castellano do original How to teach your kids about death, de Seth Saunders.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Seth Saunders sempre teve paixão por ajudar ao próximo. Estudou jornalismo na faculdade e tem sido executivo no ensino superior nos últimos 13 anos. Ele e um parceiro são os criadores de uma fundação para capacitação de jovens chamada “The Pink Shoe Hero Foundation – A Fundação do Heró do Sapato Rosa.” Seu objetivo é ajudar a inspirar os heróis de amanhã. Seth tem escrito como free-lance para uma série de fontes de notícias. Ele tem um casamento feliz há mais de 16 anos. Ele e sua esposa têm três meninos incríveis cujas idades são 14, 12 e 8. Seth aprecia a oportunidade de passar tempo com a família, tanto quanto possível. Ele gosta de jogar e assistir a esportes com atenção especial para beisebol e golfe. Seth sempre foi ativo em sua comunidade e atualmente participa da Liga Urbana de Hampton Roads, bem como da Câmara de Comércio de Hampton Roads. Ele é membro do Rotary Club de Hampton Roads e encontra alegria servindo com seus companheiros rotarianos. Seth é o presidente do ramo da congregação local hispânica de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Tem orgulho de ser um escoteiro Águia.

Website: http://www.pinkshoehero.org

Como ensinar seus filhos sobre a morte

Quando nos tornamos pais e somos confrontados com a necessidade de ensinar os nossos filhos sobre a morte, isso nos leva a uma situação muito difícil. Aqui você encontrará dicas de como fazê-lo.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr