Tributo à Mulher: O impacto das mulheres em nossas vidas

A mulher é mãe, filha, irmã, tia, esposa, nora, sogra, avó, trabalhadora, companheira e mais o que quiser ser. Somos múltiplas. Somos imprescindíveis.

2,943 views   |   8 shares
  • Esta deve ser a sétima vez que inicio o texto deste artigo, apagando e recomeçando e apagando e recomeçando novamente. Acho que agora, enfim, encontrei o modo certo de fazer jus a todas as mulheres.

  • Como já disse em outro dos meus escritos, sou antiquada. E como tal, costumo dar uma olhadela no dicionário (aquele livro enorme escrito por Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, que a maioria já substituiu pelo Google) antes de começar a escrever. Neste caso, pesquisei o verbete “Mulher” e, para ser sincera, me espantei com o que o Sr. Aurélio escreveu: ele disse haver 18 modos para se designar a mulher: o primeiro deles diz que somos seres do sexo feminino (até aí, tudo certo); os outros 15 servem para dar nome às meretrizes; o 17º descreve a mulher capaz de provocar tragédias (sim, ele diz exatamente isso!) na vida de um homem ou de uma família; e o último diz respeito à mulher teimosa.

  • Esse livro foi publicado em 1976. Naquela década, as mulheres ainda estavam lutando com dentes e garras para serem vistas como pessoas intelectualmente capazes pela sociedade machista. Isso faz delas heroínas e não meretrizes, teimosas ou fatais. Poxa vida!

  • Foi nesse período que os movimentos feministas tomaram vulto, que as mulheres começaram a conquistar espaço no mercado de trabalho (há exemplo maior do que Margaret Thatcher, que se tornou a primeira mulher a comandar um país em 1979?), que vimos o sexo feminino sair às ruas para lutar por liberdade, emancipação financeira e direito às integridades física e psicológica (infelizmente, no Brasil, esse grito só foi ouvido em 2006 pelo poder público, quando a Lei Maria da Penha entrou em vigor).

  • Hoje, ser mulher é bem mais “confortável”, graças àquelas que vieram antes de nós e se mostraram tão boas (ou até melhores) que os homens. Se você, assim como eu, nasceu em fins dos anos 1970, saiba que é graças à geração da sua mãe que você pode escolher a faculdade que deseja cursar, o trabalho que quer desenvolver e a vida que pretende levar, sem depender do aval de um homem.

  • Quando sua avó se tornou mãe, as coisas não eram bem assim. Ela era dona de casa, submissa às vontades de seu marido, sem voz ativa na criação dos filhos e vista como uma pessoa frágil e tola. O que somos hoje é mérito das mulheres e de mais ninguém. Mas ainda falta muito para que TODOS os homens nos vejam como iguais. E cabe a nós fazermos de tudo para chegar lá.

  • Precisamos ter voz, pois casos como esse ocorrem mais vezes do que nos permitem saber. Precisamos impedir que pessoas com essa visão deturpada e vil continuem a nos tratar como um objeto.

  • Advertisement
  • Qual a melhor forma de homenagear as mulheres de sua vida?

  • 1. Reconhecer seu valor e sensibilidade

  • Pense em sua mãe, tias, irmãs, professoras, avós, vizinhas, enfermeiras, faxineiras, não importa! Cada uma teve seu valor em certo momento ou durante todo o tempo em sua vida. O que seria de você sem elas?

  • 2. Reconhecer sua capacidade

  • Toda mulher pode e é capaz de fazer tudo o que é necessário, em qualquer área profissional ou não.

  • 3. Respeitar suas opiniões

  • Foi-se o tempo que a mulher não podia sequer dar sua opinião. As opiniões femininas são abrangentes e na grande maioria das vezes, vêm embutidas de caridade e consideração às pessoas.

  • 4. Valorizar sua presença

  • É educado, ético e inclusivo, além de demonstrar inteligência, participar de um grupo ou atividade onde uma mulher contribua.

  • 5. Apreciação

  • A grande maioria de nós não agradece os pequenos e grandes atos de cuidado, carinho, proteção, consideração e amor que somos cobertos todos os dias direta ou indiretamente através de mulheres fortes e firmes em propósito em nossa vida. Apreciar e reconhecer, e agradecer o que fazem por nós deve ser um exercício diário.

  • Parabéns a todas as mulheres, filhas, mães, avós e irmãs. Parabéns a todos os homens que sabem o valor daquelas que os acompanham em suas jornadas e que as têm para impulsioná-las rumo ao sucesso. Parabéns a todos os que lutam para que a justiça seja feita. Nós, Mulheres com M maiúsculo, somos o exemplo máximo da vida. Somos geradoras e doadoras de tudo o que há de melhor dentro de nós. Somos estrelas em um mundo que muitas vezes insiste em nos dizer que somos apenas pó.

  • Feliz Dia das Mães a todas aquelas que sabem ser maternais com os que as cercam e que não se deixam agredir por quem não lhes respeita. Feliz Dia das Mães a todas as mães e aquelas que de forma ou outra, demonstram o mesmo ou ainda maior carinho às pessoas, com o instinto maternal nato que possuem.

  • A melhor forma de fazer um tributo às muheres de nossa vida é reconhecer seu grande valor todos os dias.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

Tributo à Mulher: O impacto das mulheres em nossas vidas

A mulher é mãe, filha, irmã, tia, esposa, nora, sogra, avó, trabalhadora, companheira e mais o que quiser ser. Somos múltiplas. Somos imprescindíveis.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr