Como escolher brinquedos seguros para seu bebê e criança

O primeiro brinquedo do bebê será seu próprio corpo.

1,390 views   |   shares
  • Brinquedos são importantes no desenvolvimento da criança, por isso os pediatras e especialistas sugerem que o bebê deve ser estimulado com brinquedos desde cedo. Porém, os pais precisam prezar pela segurança, escolhendo sempre brinquedos com o selo de segurança. Em nosso país, o órgão controlador é o INMETRO. Há uma classificação de idade para cada brinquedo fabricado, observe bem a classificação e se o brinquedo é autorizado.

  • Desde o ventre da mãe, os bebês começam a desenvolver os cinco sentidos, por isso música, conversas agradáveis e ambiente tranquilo são importantes durante a gestação.

  • Os brinquedos estimulam e desenvolvem os sentidos do bebê e da criança, audição, olfato, paladar, tato e visão. Por isso, brinquedos coloridos de diferentes texturas, tamanhos, sonoros, com movimentos são importantes para que eles possam desenvolver os cinco sentidos e as habilidades cognitivas.

  • Segundo o Professor e pesquisador Mauro Muszkat: "50% do desenvolvimento do cérebro acontece ao longo do primeiro ano de vida". A criança ainda não tem habilidade para segurar os brinquedos, mas é estimulada pelos sons, movimentos e cheiro dos objetos.

  • "O primeiro brinquedo do bebê será seu próprio corpo." (

  • Carolina Duman) É só observar como seguram firme uma mãozinha na outra, com dois e três meses olham fixamente enquanto movimentam as mãos, levam-nas à boca, seguram os pezinhos, estão sempre tentando agarrar alguma coisa.

  • Para escolher o brinquedo com segurança, veja algumas dicas importantes:

  • Os

  • melhores brinquedos

  • e estímulos nos primeiros 12 meses do bebê

  • quarto mês

  • A partir do quarto mês, os bebês já são capazes de segurar brinquedos e controlar com mais facilidade os movimentos que querem fazer, como pegar, levar a mão ou objeto à boca. Nessa fase, brinquedos sonoros são muito estimulantes para eles, como chocalhos, caixinha de música e móbiles.

  • Advertisement
  • seis meses

  • Com seis meses, já estão com os sentidos mais desenvolvidos e começam a ter noção das diferentes formas geométricas, batem e jogam os brinquedos, se o adulto der atenção, eles podem fazer isso repetidas vezes. Nessa fase, objetos como bonecas, bolas, brinquedos de encaixar, brinquedos com sons diferentes como de animais fazem o maior sucesso com os bebês.

  • oitavo mês

  • No oitavo mês, muitos são capazes de se sentar com certa firmeza e mostram grande determinação para pegar brinquedos que não estão ao seu alcance, estimulando o início do engatinhar. Começam a se interessar por figuras e até imagens de crianças e desenhos na televisão.

  • 12 meses

  • Aos 12 meses, já estão quase andando e balbuciam quando desejam alguma coisa, apontam para os objetos e brinquedos que querem. Nessa fase, os brinquedos de encaixe e de empilhar são mais interessantes, pois eles têm melhor coordenação motora e adoram fazer, desfazer e voltar a fazer os mesmos movimentos e brincadeiras. Nessa idade, compreendem algumas palavras e sabem o que o adulto está pedindo, como mandar beijo, fazer tchau, bater palminhas. Reconhecem objetos quando solicitado.

  • Os melhores brinquedos e estímulos para depois do 1º ano de vida

  • No segundo ano, os estímulos da fase bebê são facilmente controlados pela criança, ela precisa então de novos desafios como brinquedos de encaixe, de empurrar e que emitam sons que a criança reconheça e até imita.

  • A partir do terceiro ano, a criança está pronta para maiores aventuras. Nessa fase, o triciclo ou carrinhos que as crianças possam entrar e se movimentar são bons desafios. Começar envolvê-la na organização é algo desafiador e muito educativo. A criança deve ser estimulada a guardar os brinquedos, mesmo que não fiquem organizados como a mãe deseja, ela precisa valorizar cada conquista e manter a atenção da criança na hora da organização.

  • Criança, a partir do sexto ano, interessa-se por jogos, sejam de encaixar, montar, tabuleiro, bolinhas, boliche, massas de modelar, objetos que possam ser controlados eletronicamente. Começam também a se interessar mais pelas miniaturas dos modelos adultos, como carros, trens, aviões, animais, bonecas, fogão, panelinhas e outras formas que descrevam principalmente seu dia a dia.

  • O triciclo dá lugar à bicicleta, patins, skates. Os jogos eletrônicos são ótimos nessa fase em que o raciocínio precisa ser estimulado, pois oferecem diferentes fases em que a criança pode explorar sua capacidade cerebral e habilidade em dominar o aparelho.

  • Advertisement
  • Livros são bem-vindos nessa fase, principalmente os interativos em que a criança poderá sentir a história, a partir do tridimensional de peças, como fantoches e outros modelos que oportunizem além do prazer da história o estímulo do imaginário, assim como o toque, audição e a visão.

  • Busque orientação do pediatra ou da professora e orientadora pedagógica da escola da criança para saber como lidar quando perceber que seu filho está tendo certa dificuldade em ter habilidade com alguns dos cinco sentidos ou mesmo quando demonstrar que sempre precisa de mais e mais estímulo de maneira compulsiva. O equilíbrio sempre é o melhor caminho.

  • Lembre-se, a vida começa no ventre da mãe e nessa fase também devem começar os estímulos, porém com o passar do tempo, ou seja, a cada ano que se passa, a criança vai precisar de orientação além do estímulo. Brincar com seu filho é algo que fará muito bem a ele e a você, pois estreitará o relacionamento de afeto e confiança entre vocês, além de ajudá-lo a desenvolver a autoestima e segurança.

  • Brincar desenvolve habilidades, fortalece relacionamentos, traz alegria e paz em qualquer idade. Isso é validado com a frase do doutor em medicina, professor e escritor Oliver Wendell Holmes:“Nós não paramos de brincar porque envelhecemos, mas envelhecemos porque paramos de brincar.”

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Graduada em Administração de Empresas com MBA em Empreendedorismo. Casada mãe de 6 filhos, avó de 2 netos. Atua profissionalmente como Analista Instrutora da Educação Empreendedora no SEBRAE - SP. Como hobby gosta de artesanato, música e leitu

Como escolher brinquedos seguros para seu bebê e criança

O primeiro brinquedo do bebê será seu próprio corpo.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr