Salvando o casamento: 5 dicas para lidar com um cônjuge deprimido

Diante do diagnóstico de depressão no cônjuge, aprenda 5 dicas do que se pode fazer para ajudá-lo efetivamente na sua cura e segurança e manter o lar ileso.

21,087 views   |   73 shares
  • Não é fácil ver alguém que amamos sofrer, queremos ajudar e muitas vezes nos complicamos por não saber como. A depressão não é uma simples tristeza; é uma doença que precisa ser diagnosticada e tratada. Assim, tristeza intensa por um período maior que algumas semanas pode ser indício de depressão e é importante buscar ajuda médica.

  • Se seu cônjuge já foi diagnosticado com depressão, observe essas dicas no sentido de ajudá-lo a sair desse quadro.

  • 1. Incentive o tratamento

  • A pessoa deprimida demora a se conscientizar que precisa de ajuda, normalmente esquece as consultas médicas e até remédios. Procure motivar seu cônjuge a se tratar, mas cuidado para não se tornar inconveniente o que vai afastá-lo ainda mais do tratamento. É preciso procurar um meio-termo e, principalmente, demonstrar desvelo em acompanhá-lo durante esse período. Se mesmo assim ele recusar a se tratar, entre em contato com o psiquiatra e peça aconselhamento.

  • 2. Não desista de tentar conversar

  • Lembre-se que seu cônjuge não está assim por causa de você, então o problema não é que ele não queira conversar com você. Pense que é bem possível que ele não consiga; que não se sinta motivado para isso. Essa atitude faz parte da doença e você não deve levar para o lado pessoal, muito pelo contrário; cobranças nessa situação só vão piorar as coisas. Gentilmente exponha as questões domésticas a fim de que ele perceba que você o quer inserido no contexto familiar. Fale também sobre amenidades, assuntos que era do interesse dele; o importante é conseguir que de alguma forma ele interaja com você.

  • 3. Não recrimine

  • Procure estudar a depressão a fim de entender o que está acontecendo com seu cônjuge e considere a situação pelo ponto de vista dele. Quanto mais você recriminar as atitudes dele, mais ele se afastará e se quer ajudá-lo, precisa conservá-lo junto de você. Respeite a situação dele e, por mais que seja difícil, não se irrite acreditando em coisas do tipo: "é um folgado" ou "não quer se curar". Pense que se é difícil para você, imagine o que é para seu cônjuge; lembre-se que ele está doente. Cultivar a paciência é essencial nesse momento de crise, pois se você desistir terá perdido a grande oportunidade de ser, efetivamente, companheiro ou companheira.

  • 4. Cultive a esperança

  • Nas situações mais difíceis, quando deveríamos ser mais confiantes é que, normalmente, nos desesperamos. Mas podemos e devemos fazer diferente. A esperança pode ser desenvolvida através de uma postura mental pela qual trocamos pensamentos negativos por positivos. A fé em Deus e na capacidade que ele nos dá é um ingrediente indispensável, principalmente se um dos cônjuges perdeu a esperança. Bom pensar que não é o cônjuge deprimido que tem de contaminar os ânimos do lar; é exatamente o contrário.

  • Advertisement
  • 5. Demonstre amor

  • Mahatma Gandhi dizia que "O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente que há no mundo". Acredite que seu amor é muito importante para a cura de seu cônjuge e manifeste esse sentimento até nas pequenas coisas. O psiquiatra mineiro Elias Barbosa costumava indicar que os remédios fossem administrados pelo cônjuge de seus pacientes, ele dizia que "dar remédio é dar amor". Demonstre seu amor e verá do que ele pode ser capaz!

  • Se o cônjuge fala em suicídio, leia o artigo: Como ajudar um amigo que fala em suicídio

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Salvando o casamento: 5 dicas para lidar com um cônjuge deprimido

Diante do diagnóstico de depressão no cônjuge, aprenda 5 dicas do que se pode fazer para ajudá-lo efetivamente na sua cura e segurança e manter o lar ileso.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr