Como chegamos a este ponto? 5 razões ocultas para o colapso no casamento

Casamentos bem-sucedidos ou em colapso pode ser devido a razões que são por vezes invisíveis.

6,218 views   |   shares
  • Há muitas razões para o fim do casamento a uma taxa de mais de 60 por cento nos dias de hoje. Algumas razões são evidentes, como quebrar votos e a infidelidade, enquanto outras não são tão óbvias. Aqui estão algumas pistas escondidas que irão ajudá-lo a proteger o seu casamento de dano crítico:

  • 1. Interferência projetada

  • É fácil culpar as finanças - a razão número um para o divórcio - intromissão de sogros, filhos indisciplinados ou enteados, e até mesmo culpar o outro pela ruína de seu casamento. Abuso, negligência ou vício pode levar ao fim. Mas a decisão final de ficar ou sair do relacionamento vem de vocês dois, os indivíduos dentro da relação. Tanto o casamento quanto o divórcio são escolhas. Circunstâncias externas podem interferir ou incentivar, mas somente se você e seu parceiro permitirem.

  • 2. Exercer controle

  • Ninguém tem o controle de sua vida a não ser você. Ao tentar exercer um controle exato sobre o seu cônjuge por motivos pessoais, espirituais ou sociais, seu casamento terá problemas. Mesmo se você acredita que seu parceiro está errado, equivocado, ignorante ou deliberadamente provocador, você não pode corrigir a situação obrigando-o a fazer o que você quer. Permita que o seu parceiro faça, diga, pense e sinta o que quiser. Então, decida se você concorda ou se o seu casamento necessita ser reavaliado.

  • Às vezes, os cônjuges podem se tornar dominadores, agressivos e até mesmo abusivos quando seus parceiros mostram independência. Outros se tornam irritantes, críticos ou condescendentes - especialmente com relação a expectativas não correspondidas e responsabilidades não cumpridas. Fale de seus problemas com o seu cônjuge. Deixe que ele ou ela saiba o que você apreciaria da parte dele, e o que você não apreciaria. Mas se concentre em seus próprios sentimentos. Você não precisa controlar ou alterar o seu parceiro. Coloque a paz e a harmonia no centro das atenções em seu casamento.

  • 3. A palavra compromisso

  • Compromisso pode ser a espinha dorsal de um bom casamento no seu modo de ver. Mas para mim "compromisso" é uma palavra de cinco letras - PERDER. É claro que sou uma defensora de dar e receber, de trabalhar em conjunto para criar harmonia. Mas, na arte da negociação, compromisso significa, essencialmente, ambos os parceiros desistirem de algo que eles querem. Colaborar significa que ambas as pessoas ganham alguma coisa. E eu prefiro ganhar.

  • Dominação

    • GANHAR: PERDER
  • Submissão

  • Advertisement
    • PERDER: GANHAR
  • Compromisso

    • PERDER: PERDER
  • Colaboração

    • GANHAR: GANHAR
  • Espero que você não tenha sentido a necessidade de se comprometer para obter o que você quer de um parceiro, de si mesmo ou da vida. Você não precisa comprometer quem você é, a sua integridade, suas necessidades e sua satisfação pessoal em prol da suavização das rusgas em um relacionamento pedregoso. A colaboração pode significar uma alteração naquilo que você pensa que quer em um parceiro, em si mesmo ou na vida. Mas, o seu cônjuge não muda quem você é. Ele o ajuda a descobrir e tornar-se mais ainda a pessoa que você já é, a viver com integridade, atender suas necessidades e encontrar profunda satisfação na vida. Ele nunca fará essas coisas visando seu próprio bem, o seu próprio conforto ou seus próprios caprichos.

  • 4. Tolerância incondicional

  • O amor incondicional é uma exigência absoluta para um casamento saudável. Isso significa que você aceita essa pessoa exatamente como ela é, e vê além daquilo que você não gosta ou não concorda, buscando, enxergando o íntimo do outro. O amor incondicional é baseado no interior ou em quem você é. A tolerância incondicional, no entanto, baseia-se no exterior ou naquilo que você faz. E um parceiro de vida não pode simplesmente fazer qualquer coisa e permanecer em um relacionamento com você. Os relacionamentos têm fronteiras e limites. Amar alguém não significa que você precisa manter-se ligado a esta pessoa. Especialmente se é alguém abusivo, negligente ou desinteressado em se esforçar para cultivar um casamento saudável.

  • 5. Conquista

  • Nunca pare de namorar, principalmente depois que você se casa. Nunca pare de conquistar, especialmente depois que você está namorando. A cultura de namoros de hoje pode tornar difícil fluir o relacionamento. Especialmente para as pessoas que acreditam que uma vez que já se atingiu a estabilidade, o esforço feito para a conquista não é mais necessário. Namoros, relacionamentos e casamentos têm que ser trabalhados. Se você já "fisgou" seu companheiro, há uma boa chance de você perdê-lo se você parar de conquistá-lo. E essa conquista é diferente para cada indivíduo. Isso não significa que um está irremediavelmente correndo atrás enquanto o outro foge. Isso significa esforçar-se todos os dias para mostrar à pessoa amada o seu amor, o seu cuidado, seu apreço, e acima de tudo, que você quer mantê-lo.

  • Meu recente "ex" parou de me conquistar assim que adquiriu o título de "namorado". E logo ficou claro que nossas expectativas na relação eram completamente diferentes. Principalmente, porque eu sabia o que queria dele e lhe dizia claramente. Ele não sabia o que queria de mim, então me culpava por sua infelicidade, quando essas "necessidades" misteriosas não estavam sendo cumpridas. Tampouco, ele se esforçava para cumprir o que eu precisava no relacionamento. Ele também tentou controlar o meu comportamento, e me pediu para esconder meus sentimentos sobre determinados temas. Nós dois nos comprometemos demais para conseguir o que queríamos. Ele simplesmente me tolerava, e eu me permitia estar com alguém que apenas me tolerava. Mas isso não é só uma espiada na minha história pessoal. É um alerta para os casais que percebem sinais de perigo piscando em seu relacionamento. Que isso sirva de aviso.

  • Advertisement
  • Se você quiser proteger o seu casamento contra ameaças ocultas, deixe o seu marido ou esposa ser quem são. Não tente controlá-lo ou alterá-lo. Basta deixá-lo saber quais comportamentos e atitudes podem estar afetando negativamente o casamento.

  • Colaborar em vez de comprometer. Assim, ambos os parceiros tornam-se mais quem eles são e obtêm as coisas que eles esperam do casamento e da vida. Você pode aceitar alguém por quem ele é sem precisar tolerar seu comportamento negligente ou abusivo.

  • A conquista não deve parar quando você está namorando. E o namoro não deve parar quando você se casa. A continuação ou o fim de seu casamento está totalmente em suas mãos.

  • Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger do original How did we get here? 5 hidden reasons marriages collapse, de Georgia Lee.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Georgia D. Lee is a University of Miami Alumna who seeks to empower, inspire, enrich and educate anyone with an open mind, heart and spirit through her most treasured medium - black and white!

Website: http://authorgeorgiadlee.com/

Como chegamos a este ponto? 5 razões ocultas para o colapso no casamento

Casamentos bem-sucedidos ou em colapso pode ser devido a razões que são por vezes invisíveis.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr