Fofocas e provocações: 5 dicas de como agir quando a família do cônjuge não deixa você em paz

Relacionar-se bem não acontece sem esforço e paciência. Veja 5 sugestões para a melhor convivência com a família do cônjuge.

12,459 views   |   19 shares
  • Você já deve ter ouvido falar que quando casamos não estamos nos unindo somente a quem amamos, mas também a toda a família. No início, essa máxima pode até parecer que só serve para os outros. Os sogros estão receptivos ao seu jeito de ser, os cunhados não parecem ser tão críticos e ciumentos quanto você imaginava. Os concunhados se mostram simpáticos e afáveis.

  • Você imagina estar entrando para a família harmoniosa com a qual conviveu durante o período em que vocês namoraram e noivaram, mas depois de algum tempo o que antes era verão parece ter se transformado no mais frio dos invernos: ciúme, inveja, competição – e você como o alvo principal.

  • Veja aqui algumas dicas para lidar com os parentes do seu cônjuge quando eles não lhe respeitam:

  • 1. Eventos em família

  • Essas reuniões são um prato cheio para que a família do cônjuge destile todo seu veneno quando não gosta de você. Não invente desculpas para não comparecer, por mais que não tenha vontade de fazê-lo. Você precisa acompanhar seu cônjuge e mostrar a ele e a família dele que você é a esposa dele e, independentemente do que façam, você continuará ao seu lado.

  • Uma vez no evento, relaxe e pense que se um ou mais membros da família do cônjuge não são educados com você o problema é deles e não seu. Faça sua parte, seja sociável, agradável, solícito e não deixe que as críticas e fofocas o atinjam.

  • 2. Visitas sem aviso prévio

  • Quando você se casa com uma pessoa cuja família é bastante unida, é comum que cenas de ciúme ocorram e o deixem em posição desconfortável. O modo que sogros e cunhados demostram esse sentimento pode ser aparecendo na casa de vocês sem avisar. Eles parecem preferir chegar nos horários em que vocês estão acordando, indo dormir ou se preparando para sair. Às vezes podem até trazer amigos ou outros parentes. E, devido à necessidade de se impor na relação de vocês, algumas vezes demonstram que você é convidado e não dono da residência.

  • Essas situações são certamente desconcertantes. O melhor modo de passar por elas com classe é pedir licença, ir ao banheiro e se olhar no espelho. O que você vê? Se sua resposta é que enxerga uma pessoa forte e superior a qualquer mesquinharia, respire fundo, retorne ao local e pergunte se ela deseja um suco ou uma água. Não se vire em mil para atender os pedidos do visitante. Mostre que na sua casa quem manda é você e seu cônjuge. Agindo assim, tenha certeza de que quando menos esperar essas aparições cessarão.

  • Advertisement
  • 3. Convites que não incluem você

  • Quando alguém da família do cônjuge não aceita você, pode começar a realizar reuniões e eventos ou mesmo marcar de sair com os amigos e convidar somente seu cônjuge, como se você não existisse.

  • O importante nestes casos é a reação de seu marido ou esposa, que deve explicar para a família que vocês agora formam um e procuram estar sempre juntos. Se seu cônjuge não pensa assim, é hora de se sentarem para conversar sobre o que entendem ser um casamento e se adequarem às expectativas mútuas.

  • 4. Respondendo a ataques verbais

  • Se há animosidade no relacionamento entre você e a família do cônjuge, mantenha a calma. Sempre. Todas as vezes que vocês se encontrarem eles estarão prontos para atacar. Qualquer ação ou palavra sua será motivo para uma resposta atravessada. Não contra-ataque! Contenha-se. Você não precisa se rebaixar ao nível de seus oponentes para continuar casado. Vocês estão juntos porque se amam e se respeitam. Às vezes, pode não parecer, mas seu cônjuge também gostaria que a família dele te amasse e respeitasse.

  • 5. Aceitação

  • Mesmo que você seja alvo de fofocas e provocações, trate a família do seu cônjuge com respeito. Isso não significa que você deva se submeter aos maus tratos deles, nem que precisa fazer de tudo para conquistar sua amizade. O tempo vai mostrar a todos que você é a pessoa escolhida por seu cônjuge para dividir o restante de sua vida e que tem bom coração. A família dele acabará cedendo e passará a tratá-lo melhor.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

Fofocas e provocações: 5 dicas de como agir quando a família do cônjuge não deixa você em paz

Relacionar-se bem não acontece sem esforço e paciência. Veja 5 sugestões para a melhor convivência com a família do cônjuge.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr