Dicas para prevenir e tratar queimaduras de sol

A queimadura de sol não é uma boa ideia. Aprenda 5 dicas importantes.

4,198 views   |   shares
  • Ainda me lembro de que, quando criança, eu esperava ansiosamente pela primeira queimadura solar do verão, que mais tarde se transformaria em um belo bronzeado. Naquela época, ninguém pensava duas vezes antes de pegar um solzinho. Hoje, no entanto, sabe-se que mesmo uma pequena área avermelhada na pele pode ter uma implicação a longo prazo. Tive várias queimaduras sérias e cheguei até a ter insolação aos onze anos. Por causa disso, hoje vivo de olho em minha pele, com medo de desenvolver algum carcinoma basocelular.

  • A queimadura de sol não é uma boa ideia. Além da dor e de causar rugas, ela pode levar a complicações sérias mesmo décadas depois. Esse tipo de queimadura é especialmente maléfico para as crianças. Uma queimadura muito forte pode dobrar o risco do surgimento de um melanoma.

  • Aqui vão algumas dicas para prevenir e tratar uma queimadura de sol

  • 1. Limite a exposição ao sol

  • As queimaduras de sol nem sempre aparecem logo de imediato. Leva de quatro a seis horas para se ver os efeitos de um dia ao sol. Ou seja, se você já está sentindo um pouco de ardor ou uma dor mais forte de queimadura, já é tarde. Cuide-se. Cubra-se ou use filtros solares se for ficar ao sol por muito tempo.

  • 2. Hidrate seu corpo

  • Uma ducha fria minimiza a queimadura. Depois da ducha, aplique um hidratante suave. Um hidratante que contenha as vitaminas C e E pode reduzir os danos à pele. Também é uma boa ideia usar um creme com hidrocortisona por um ou dois dias para aliviar o incômodo. Especialistas advertem quanto aos riscos de esfregar ou descascar a pele ou estourar as bolhas.

  • 3. Aumente a ingestão de líquidos

  • O corpo envia líquidos para a superfície da pele a fim de hidratar a queimadura. Essa reação do organismo pode levar à desidratação, especialmente em crianças. Certifique-se de tomar muito líquido e veja se há sinais de desidratação: boca seca, sede, menos vontade de urinar, dor de cabeça, tontura e apatia. Se uma criança apresentar esses sintomas, procure um médico.

  • 4. Medique-se

  • Tome um medicamento que contenha ibuprofeno (Advil, por exemplo) para reduzir a inflamação e a dor. O paracetamol (Tylenol) ajuda a reduzir a dor, mas não tem o efeito anti-inflamatório.

  • 5. Quando procurar ajuda médica?

  • Se uma queimadura apresentar bolhas e cobrir mais de 20 por cento do corpo (por exemplo, as costas de uma criança), é preciso procurar um médico.

  • Advertisement
  • 6. Programe o tempo de exposição ao sol

  • O período mais perigoso para se expor ao sol é entre as 10h e às 16h. Procure respeitar esse horário. Se não for possível, use medidas preventivas.

  • 7. Tempo nublado não significa proteção

  • Só porque o tempo está nublado não significa que haja proteção contra os raios solares. Aquela insolação que tive aconteceu quando fiquei flutuando em um bote por várias horas em um dia nublado. Tive febre alta, dor de cabeça, vômito e não pude usar roupas por uma semana. Eu não suportava nem que os lençóis encostassem em minha pele.

  • 8. Cuide da queimadura com um remédio caseiro

  • E para isso, use o bom vinagre de maçã. Refresque-se com o vinagre à vontade. Isso sempre me ajudou. Você vai cheirar como um vidro de conserva, mas no dia seguinte estará completamente livre da queimadura.

  • O que é preciso saber sobre queimaduras solares

  • 1. O dobro de FPS não significa o dobro de proteção

  • O dermatologista americano, Dr. James M. Spencer, aconselha: “O FPS não é um número para alegrar o consumidor. Alguém pode pensar que FPS 30 é duas vezes melhor que FPS 15, e assim por diante. Mas não é assim que funciona”. Um produto com FPS 15 bloqueia 94% dos raios UVB, um produto com FPS 30 bloqueia 97% dos raios UVB e um produto com FPS 45 bloqueia aproximadamente 98% dos raios. “Depois disso, a coisa não muda muito”, diz ele. Protetores solares com fator de proteção maior bloqueiam apenas um pouco mais dos raios, mas nenhum oferece 100 por cento de proteção. Ele recomenda FPS 30.

  • 2. Quando aplicar o protetor

  • Qualquer que seja o protetor escolhido, aplique o produto 30 minutos antes de se expor ao sol e a cada duas horas de exposição.

  • 3. Como se proteger na água

  • Escolha um protetor solar à prova d’água ou reaplique o protetor depois de nadar ou de se molhar.

  • 4. O que evitar

  • Evite produtos com FPS muito elevado, pois podem causar irritação à pele. Evite protetores solares que contenham palmitato de retinol. Em vários testes feitos com essa substância, descobriu-se que ela causou mais lesões e tumores cutâneos. Essa substância é uma forma de vitamina A usada em 30 por cento dos protetores solares analisados. Evite também a oxibenzona, um agente bloqueador de raios solares que causa quebra de hormônios e irritação na pele.

  • 5. Cuidados com os bebês

  • Bebês com menos de seis meses não devem ser expostos ao sol nem usar filtro solar. Mantenha-os protegidos com roupas leves. Planeje suas caminhadas para antes das 10h e depois das 16h.

  • Advertisement
  • Passar mais tempo com a família é muito bom, especialmente em dias ensolarados; mas não deixe de proteger a si mesmo e a seus filhos de sofrimentos agora e danos futuros causados pela exposição ao sol.

  • Traduzido e adaptado por Wagner Vitor do original Tips for preventing and treating sunburn, de Rebecca Rickman.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Becky Lyn is an author and a 35+ year (most of the time) single mom.

Website: http://www.beckytheauthor.weebly.com

Dicas para prevenir e tratar queimaduras de sol

A queimadura de sol não é uma boa ideia. Aprenda 5 dicas importantes.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr