Como vencer a insegurança quando recém-casados

As mudanças que se operam no início da vida a dois podem causar insegurança aos cônjuges e é importante que estejam atentos para que isso não interfira de forma negativa na relação.

4,415 views   |   4 shares
  • Passada a euforia da festa, o "enfim sós" pode causar certo desconforto com o passar dos dias. Isso é natural, afinal, mudanças significativas acontecem na vida dos cônjuges e, muitas vezes, eles ainda não se sentem preparados para as devidas adequações. Tudo isso pode fazer com que os recém-casados entrem em um processo de insegurança que precisa ser vencido antes que afete as bases do relacionamento que se inicia.

  • Idealização e frustração

  • O dia tão sonhado aconteceu e a vida que vocês desejaram viver juntos já é uma realidade, mas nem tudo tem sido como o que foi idealizado e a frustração é inevitável. Esse sentimento pode atingir tanto homens como mulheres, pois depende da personalidade de cada um e do nível de expectativa que colocou na vida a dois. Porém, em geral, essa frustração é maior nas mulheres que culturalmente são criadas para o "casamento perfeito"; por isso elas acabam sofrendo mais.

  • Choque de realidade

  • A psicoterapeuta da Unifesp Karina Haddad Mussa, especialista em medicina comportamental e neuropsicologia escreveu para o site Minha Vida: "Depois da festa, os recém-casados precisam estar preparados para enfrentar as contas para pagar, a divisão de papéis e o convívio com os defeitos do outro. Isso tudo pode ser uma frustração quando a pessoa não está pronta para enfrentar a realidade". Com tantas responsabilidades é normal que as preocupações se avultem; o importante é não fazer disso motivo para insegurança, acreditando que a pessoa se afastou ou não está feliz.

  • Carência afetiva

  • Fonte de grande insegurança, a carência afetiva é muito danosa para as relações. É normal que as pessoas passem por fases em que se sintam mais carentes, o problema é quando essa sensação se torna constante e faz com que a pessoa se sinta isolada. Quase sempre não é o cônjuge que se afasta e sim a pessoa carente que cria uma solidão ao seu redor, consequência de dificuldades que, normalmente, têm origem no passado. Nesse caso, por mais atenção que o cônjuge dispense nunca é o bastante e a pessoa se sente ignorada e infeliz. É imprescindível mudar padrões de pensamento, aprendendo a valorizar mais as manifestações amorosas do cônjuge e deixando de cobrar continuamente, pois esse tipo de comportamento compromete de forma danosa a relação.

  • Advertisement
  • Autoestima

  • Não há como vencer a insegurança sem melhorar a autoestima, pois uma é o reflexo da outra. É preciso entender desde o início que o casamento não dará tudo o que a pessoa necessita para ser feliz. A felicidade é trabalho íntimo de cada um e jamais será possível encontrá-la em fantasias criadas visando realizações de outras pessoas. Desenvolvendo a autoestima através de realizações próprias que promovam real satisfação é possível livrar-se das inseguranças que minam qualquer relação. A psicóloga Rosemeire Zago esclarece que: "Uma pessoa com autoestima baixa, ou seja, que não reconhece o próprio valor estará cada vez mais buscando reconhecimento e aprovação, com uma necessidade quase compulsiva em agradar outras pessoas para ser valorizada, pois ela mesma não percebe o valor que possui".

  • É muito importante que a pessoa busque a causa da insegurança, tendo a consciência de que caso não encontre sozinha será preciso ajuda psicológica.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Como vencer a insegurança quando recém-casados

As mudanças que se operam no início da vida a dois podem causar insegurança aos cônjuges e é importante que estejam atentos para que isso não interfira de forma negativa na relação.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr