Como ajudar pessoas que se sentem marginalizadas a se sentirem dignas e amadas

"Servir ao próximo é servir a Deus". Veja meios de como adquirir amor ao próximo e ajudar pessoas que passam por momentos difíceis.

1,245 views   |   1 shares
  • Às vezes me questiono: Será que todo mundo já se sentiu alguma vez incapaz de enfrentar os desafios a ponto de pensar que a única solução fosse desistir de tudo? Em alguns momentos da vida, naqueles mais difíceis em que ficamos mais fragilizados, é comum que surjam sentimentos de frustração, fracasso e falta de solução. Infelizmente, muitas pessoas se deixam abater tanto que não conseguem força espiritual e emocional suficientes para se levantarem sozinhas. Pouquíssimas podem dizer que nunca pensaram em jogar tudo para o alto, render-se aos problemas e chutar o balde para a vida.

  • Qual é o seu caso?

  • Como você reage aos problemas de outras pessoas? Procura se colocar no lugar delas para tentar entender pelo que estão passando ou julga muitas como fracas e obstinadas porque os problemas, na maioria das vezes, parecem simples de resolver e mesmo assim elas têm tanta dificuldade para isso?

  • O mundo é cheio de pessoas completamente distintas umas das outras. Essa afirmação parece óbvia, mas saiba que para um incontável número de pessoas ela é ridícula. Sabe por quê? Porque elas acreditam que todos deveriam ser como elas. Se para você é fácil ser forte, passar por cima dos problemas e sozinho enfrentar os desafios, saiba que ao contrário, muitos outros precisam de ajuda.

  • Então, não cabe a ninguém mensurar o grau de dificuldade dos problemas alheios, e sim ajudá-los quando for possível. Se não for para ajudar, então que se cale. Gosto muito da frase do influente aviador, Dieter F. Uchtdorf, quando diz: “Não me julgue só porque meu pecado é diferente do seu”. Aqui ele fala sobre pecado, mas em seu discurso fala sobre misericórdia e bondade, e uma das maneiras de sermos caridosos é perdoando-nos uns aos outros e não julgando, porque todos nós somos pecadores em maior ou menor grau.

  • Não existe ajuda mais ou menos importante

  • Não fique imaginando que fazer um grande bem seja necessariamente tentar mudar o mundo. Grandes causas são, claro, muito importantes. Mas existem milhões de maneiras de ajudar o próximo sem mudar de vida radicalmente. Pense em quantas vezes você já viu alguém triste, em dúvida, descalço, com fome. Você não levaria muito tempo para ajudá-lo, mas poderia transformar positivamente seu dia, uma semana, um mês e, em muitos casos, toda a vida daquela pessoa. Exatamente! Por causa de um momento, você pode ajudar alguém a enxergar a vida inteira com outros olhos. Toda ajuda feita com boa intenção tem grande valor à vista de Deus.

  • Advertisement
  • O exemplo de Cristo

  • Jesus Cristo passou Seu ministério terreno mostrando caridade aos homens. E ensinou que devemos carregar os fardos uns dos outros para que fiquem mais leves. Qual é o melhor lugar para aprendermos a ter caridade? Creio firmemente que a resposta seja dentro de nosso próprio lar. Nossa família passa por problemas, e por que deveríamos ajudar outras pessoas antes de ajudar aquelas que dividem conosco o mesmo teto? Quando aprendemos a ter o puro amor de Cristo com as pessoas que amamos e com quem partilhamos nossos dias, estender a mão para os outros se torna uma tarefa mais simples e os nossos próprios fardos também se tornam mais leves.

  • Como ajudá-las especificamente

  • Existem algumas maneiras eficientes para que você ajude alguém que se sente marginalizado a se sentir novamente digno e amado. Primeiramente, é necessário que você identifique essa pessoa, porque muitas delas não deixam transparecer seus problemas, inclusive aquelas que são próximas a você. De qualquer forma, procure estar atento aos sinais. Uma pessoa infeliz pode mudar evidentemente:

    • Isolando-se.

    • Ficando mais quieta, sensível ou agressiva.

    • Descontando seus problemas na comida, em vícios.

    • Também pode perder o apetite, o sono ou, ao contrário, dormir mais que o normal.

  • Uma das líderes da maior organização de mulheres do mundo, Carole M. Stephens disse que “temos a oportunidade de ser instrumentos nas mãos de Deus”, e muitas vezes Ele usa meios que nem desconfiamos para atender à necessidade de alguém. Por isso, se você quer ser instrumento nas mãos de Deus, aproxime-se Dele, por meio da oração constante e do estudo das escrituras. Assim, você poderá atender a necessidades específicas que para você podem parecer tarefas cotidianas. Além disso:

  • Aprenda a ouvir

  • muitas pessoas só precisam de alguém para desabafar.

  • Tenha empatia

  • antes de julgar, tente se colocar no lugar da outra pessoa.

  • Tenha gratidão

  • Elogie

  • procure enxergar verdadeiramente os atributos da pessoa que você estiver ajudando.

  • Advertisement
  • Faça mimos

  • alguém infeliz precisa de muito carinho, por isso, não meça esforços para fazer com que ela se sinta mais alegre.

  • Mostre a importância dela

  • aponte quantas pessoas a amam, precisam dela e sentem sua falta.

  • Ajude na prática

  • se ela precisar de algo específico, procure encontrar meios de ajudá-la a solucionar o problema, por exemplo, se ela entrou em uma tristeza profunda porque perdeu o emprego, ajude-a a encontrar algo novo.

  • Não critique

  • a última coisa que uma pessoa infeliz precisa é de críticas. Jamais diga algo do tipo: “Pare de manha”, “Isso não é exagero?”.

  • Jamais desista dela

  • há níveis de tristeza que podem durar muito tempo e causar dores profundas. Não desista dela, continue firme.

  • Procure carregar os fardos do próximo com amor, sem segundas intenções. Não o faça por mera obrigação, mas enxergue como uma oportunidade de você mesmo se tornar mais forte e ter mais alegria em seus dias. E lembre-se que seus braços não seriam nada sem as mãos de Deus para os tornarem fortes.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Márcia Denardi é jornalista, musicista e uma mãe e esposa loucamente apaixonada pelos filhos e pelo marido. Tem como objetivo profissional usar a informação para fortalecer as famílias. Curta a fan page www.facebook.com/blogmarciadenardi.

Website: http://marciadenardi.blogspot.com

Como ajudar pessoas que se sentem marginalizadas a se sentirem dignas e amadas

"Servir ao próximo é servir a Deus". Veja meios de como adquirir amor ao próximo e ajudar pessoas que passam por momentos difíceis.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr