7 conselhos a seguir antes de publicar fotos de seus filhos nas redes sociais

Você tem um filho! E a vontade de apresentá-lo é incontrolável. Se seu celular tira fotos com certeza você imediatamente quer compartilhá-las nas redes sociais, mas será que é uma boa ideia?

103,270 views   |   283 shares
  • A notícia é digna de ser compartilhada com o mundo e galáxias próximas, você tem um filho! E a vontade de apresentá-lo é incontrolável. Agora, se seu celular tira fotos com certeza você imediatamente quer compartilhá-las nas redes sociais, mas será que é uma boa ideia?

  • Sem dúvida, Facebook e Twitter, para citar as duas redes sociais mais populares, são ferramentas muito importantes para a comunicação dos seres humanos no século XXI, seria absurdo as proibir ou censurar.

  • Em menos de 10 anos, o Facebook conseguiu conectar (direta ou indiretamente) mais de um bilhão de usuários, o Twitter está na faixa de 600 milhões de usuários. O Brasil tem um pouco mais de 196 milhões de habitantes, Estados Unidos cerca de 400 milhões, as redes sociais são, numericamente, países muito grandes.

  • Em ambos os casos, incluindo também outras comunidades como o YouTube, Instagram e Pinterest, a informação é gerada, transformada e distribuída. A mensagem, foto, vídeo que você publica, é como uma folha em uma tempestade, chegará até onde você não pode ver, por isso é necessário ter controle sobre o que você publica, especialmente quando a segurança de nossos pequenos está em jogo.

  • Em meados de junho de 2013, Ron Bowes, um especialista em segurança informática, relatou em seu blog (skullsecurity.org) que pegou "emprestado" dados de 100 milhões de contas do Facebook. Isso dá muito medo. Bowes fez isso para demonstrar a falta de segurança da rede social em relação aos dados "privados". Os dados incluem números de telefone, endereços e e-mails, quantas fotos terá ali? O senhor Bowes disponibilizou para qualquer internauta o arquivo de 2.3 GB no site Pirate Bay.

  • A Internet é como uma Praça Comercial, existem usuários de todo tipo, com diferentes intenções, desde o acadêmico, procurando um pouco de entretenimento, até indivíduos envolvidos com extorsão através do recolhimento de informação, que infantilmente nós mesmos fornecemos.

  • O Facebook tem várias opções para "proteger" a privacidade de seus usuários, no entanto, você precisa entender uma lei básica da internet: se realmente algo for privado, não o publique. Pode haver centenas de cadeados para evitar vazamento do material ou contatos indesejáveis, mas nunca existirá melhor opção do que a prudência.

  • Ou seja, se a vovó que vive a quilômetros de distância não queira perder um único momento de seu netinho, ou os tios queiram levar o sorriso do pequeno em seu celular, o melhor será criar grupos específicos, selecionar adequadamente as pessoas com as quais você quer compartilhar as fotos, e como uma recomendação particular, apaguem (vocês) a imagem depois de alguns minutos.

  • Advertisement
  • O Twitter também lhe dá uma opção de proteger seus tweets para que não sejam vistos por qualquer pessoa, a não ser que você autorize o "follow", ou que te sigam, entretanto, a rede do passarinho azul não tem um filtro para censurar imagens de NENHUM tipo.

  • A seguir listo uma série de recomendações na hora de publicar fotos de seus filhos nas redes sociais:

    • Nunca poste fotos das crianças sem roupas, é um momento de muita ternura quando vão tomar banho ou quando estão correndo alegremente de fraldas, mas existem monstros que se dedicam a coletar imagens de crianças com pouca roupa para satisfazer os piores instintos.

    • Não publique fotos de seus pequenos todos os dias, voltando ao início do artigo, é algo para se gabar, mas fazer isso constantemente pode colocá-lo em uma situação vulnerável, "Ei! Tenho um filho pequeno e você sabe que é o meu ponto fraco", e expor sua segurança e a de seu filho.

    • Se você publicar uma foto tirada em casa, tente não ter objetos de valor visíveis na foto: televisões, computadores, ou até mesmo o carro. A imagem pode ser vista pelos contatos dos seus contatos (pessoas que você não conhece), e você não sabe se algum deles está interessado no alheio.

    • Ao compartilhar fotos de família em lugares públicos, tenha cuidado para não fazê-lo em algum lugar que mostra exatamente onde você mora, não deixe visível o nome da rua ou a entrada da casa.

    • Preste atenção na maneira como você legenda as fotos, é onde você fornece informações valiosas, por exemplo: "Aqui saindo da escola __ sempre às 2h da tarde".

    • Apague as fotos de seu bebê após alguns dias.

    • Não publique fotos de seu bebê ou filhos em situações constrangedoras ou com caras muito engraçadas, na época de memes na internet, é muito comum que essa foto que você tirou quando cai na rede pode tornar-se uma piada compartilhada milhões de vezes.

  • Ter uma criança em casa é um grande evento, é necessário cuidar dele na rua e no computador.

  • Traduzido e adaptado por Sarah Pieriena do original Siete consejos a seguir antes de publicar fotos de tus hijos en las redes sociales, de Oscar Mota.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Oscar já trabalhou em diversos meios de comunicação digitais e escritos tais como Yahoo, MedioTiempo, Samsungfutbol e agora trabalha em el Periódico Nuestro MX, frequentou a Universidad Nacional Autónoma do México.

7 conselhos a seguir antes de publicar fotos de seus filhos nas redes sociais

Você tem um filho! E a vontade de apresentá-lo é incontrolável. Se seu celular tira fotos com certeza você imediatamente quer compartilhá-las nas redes sociais, mas será que é uma boa ideia?
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr