Ajudando de coração: 3 formas de amar para ajudar alguém que tem um vício

Tradução do artigo de Danica Trebel: http://familyshare.

957 views   |   shares
  • "Por favor, Deus, não deixe que isso seja verdade", você se vê implorando. Mas no fundo você sabe que é. Você já ouviu outras pessoas falando sobre isso. Você já verificou livros e artigos que lidam com isso. Mas agora que você se depara com isso pessoalmente, você não tem ideia do que fazer. Como chegou a esse ponto? Alguém que você ama tem um vício.

  • Então, o que você faz? Como você ajuda alguém que se tornou dependente de algo que só Deus pode ajudá-lo a se livrar?

  • Foi essa pergunta que me perseguiu diariamente enquanto eu lutava para acabar com o meu "relacionamento" de 27 anos com os transtornos alimentares. Eu tentei de tudo - literalmente. Terapia, medicamentos, o suicídio, a igreja, a metafísica - se aquilo cruzou o meu caminho, então, uma dessas coisas tinha que finalmente ser a única coisa, de uma vez por todas, que terminaria com o meu sofrimento. Mas nada funcionou.

  • Só quando me encontrei no fundo do poço foi que finalmente percebi que nenhuma das coisas que eu tinha tentado estava salvando-me de mim mesma. Era hora de acabar com o ciclo vicioso de insanidade e tentar algo que eu nunca tinha tentado antes. Comecei a procurar a essência de Deus e saber o que isso significava para mim especificamente. Eu queria saber se Ele realmente me amava, e se Ele queria mais para mim do que simplesmente sobreviver a cada dia.

  • Quando comecei a procurar o amor Dele por mim, em vez de sua mão para me salvar, eu relutantemente abri mão do controle sobre a ilusão de como a vida deve "supostamente" aparentar, e meu mundo começou a se transformar lentamente. Eu fui crua e realista - e incrivelmente imperfeita com Deus, e Ele ainda me manteve perto de seu coração. Finalmente tornei-me mais e mais confiante por causa desse novo relacionamento com Ele. Mesmo que por muitos anos eu estivesse cometendo erros que necessitavam de correção, realmente me encontro hoje aceitando e apreciando os alimentos ao invés de temê-los.

  • Foi por esse processo que eu tive a capacidade de desatar meus próprios nós e expor-me a profundidade das mentiras que contamos diariamente a nós mesmos sobre o vício. Agora, eu sou capaz de compartilhar as três maneiras mais amorosas de ajudar o viciado e capacitar você para apoiar os seus amigos e familiares nesta batalha contra a dor do vício:

  • 1. Reconheça a pessoa, não o problema

  • Cada um de nós anseia por ser reconhecido pela coisa mais importante - não pelo o que fazemos, mas pelo que somos. Mesmo quando você sabe que o vício é a única lente através da qual a pessoa pode ver, ame-a por sua própria essência e dê-lhe o espaço para estar onde está, sem julgamento, soluções ou piedade. Lembre-se de algum momento em que esteve lutando contra algum desafio e ansiava por alguém que estivesse ali para apoiá-lo. Você não queria alguém que o tentasse consertar nesse momento, você só queria poder respirar e sentir-se amado incondicionalmente. Ao oferecer esse presente que parece ser pouco, você está dando a essa pessoa a mais poderosa ferramenta de cura já conhecida - o dom da aceitação.

  • Advertisement
  • 2. Ser aberto e compassivo

  • Mesmo que você não possa saber exatamente o que seu amigo está passando, há uma boa chance de que você saiba o quanto a sua dor pode ser profunda. Abra espaço para ele lhe expressar o que está acontecendo e, em seguida, deixe-o saber que você está do lado dele. Coloque-se no lugar do outro. Ao fazer isso, você está validando seus sentimentos e realidade - quer faça sentido para você no momento ou não. Isso ajudará a manter as linhas de comunicação fluindo, oferecendo a você a oportunidade de falar de forma consistente a sua verdade com amor e respeito, e também dando ao outro a chance de descobrir por conta própria as verdadeiras questões que estão sendo mascaradas pelo vício.

  • 3. Mantenha os seus olhos no caminho certo

  • Muitas vezes, preocupamo-nos tão profundamente com os nossos amigos, que assumimos a sua dor como nossa. Na medida em que trilhar o caminho com seu ente querido, provavelmente virá um tempo que o caminho tornar-se-á demasiadamente estreito para vocês andarem juntos. Uma vez que o ponto foi atingido e a ajuda profissional está pronta para ser introduzida e aceita, você pode continuar a andar em seus próprios caminhos, sabendo que você amou incondicionalmente e foi capaz de trazer a verdadeira essência de Deus na vida de alguém e o manteve tão perto de seu coração quanto Deus nos mantém perto do Dele.

  • Traduzido e adaptado por

  • em,Jaguaraci N. Santos
  • do original Helping from the Heart: 3 loving ways to support someone with an addiction, de

  • Danica Trebel.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Danica Trebel é mãe de dois adolescentes INCRÍVEIS, uma perfeccionista em recuperação e conselheira de vida e de dinâmicas familiares. Ela se especializa em ajudar casais a sintonizarem seu relacionamento através de perspectiva, comunicação e fé.

www.danicatrebel.com

Ajudando de coração: 3 formas de amar para ajudar alguém que tem um vício

Tradução do artigo de Danica Trebel: http://familyshare.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr