8 coisas a fazer ou não fazer para prevenir o refluxo gastroesofágico

Com orientação médica e alguns cuidados na alimentação os sintomas do refluxo podem dar uma trégua e você voltará a sentir-se bem.

1,668 views   |   shares
  • Você já sentiu azia com frequência ou teve aquela sensação de que o alimento está preso na garganta? Estes e outros sintomas podem ser um sinal do refluxo gastroesofágico.

  • Ele pode acometer pessoas de qualquer idade e é causado quando o alimento que ingerimos volta pelo esôfago ao invés de continuar seu caminho quando passa pelo estômago. Logicamente ele pode acontecer em vários graus, dos mais leves aos mais críticos e precisam de acompanhamento médico e tratamento para que possam ter seus sintomas aliviados.

  • Se perceber uma sensação de queimação na garganta com frequência procure um especialista para que exames e uma restrição alimentar sejam indicados corretamente.

  • Você também pode seguir algumas dicas:

    1. Mastigue mais os alimentos e evite comer muito de uma vez só evitando que seu estômago fique muito cheio e os alimentos voltem com mais facilidade ao canal do esôfago.

    2. Não beba líquidos durante as refeições, faça isso pelo menos trinta minutos depois apenas.

    3. Evite refrigerantes e todas as bebidas que contenham gás, elas estimulam ainda mais os sintomas.

    4. Tenha cuidado e moderação ao consumir alimentos ácidos, pois eles podem piorar o seu quadro clínico.

    5. O chocolate, para infelicidade de muitos, é contraindicado para pessoas em tratamento de refluxo. Há estudos que indicam que ele possui substâncias que são capazes de tornar a válvula esofágica mais preguiçosa.

    6. Faça suas refeições com no mínimo duas horas antes de deitar-se para que os sintomas do refluxo não piorem durante a noite e perturbem o seu sono.

    7. Alguns médicos indicam que a cabeçeira da cama seja levantada, você pode fazer isso colocando alguns tijolos nos pés da cabeceira da cama de maneira que ela fique levemente inclinada, porém hoje em dia já existem travesseiros próprios para quem tem refluxo, eles são mais altos e inclinados, o que ajuda com que o alimento não faça o caminho do esôfago enquanto estamos deitados.

    8. Alimentos ricos em gordura, temperos, condimentos, frutas cítricas, não devem ser ingeridos por quem está em tratamento de refluxo esofágico.

  • Siga sempre as orientações médicas. O refluxo, quando não tratado corretamente, pode evoluir para coisas bem mais perigosas e indesejáveis, no entanto, quando o tratamento é feito corretamente os sintomas desaparecem e você se sentirá muito melhor.

  • Mesmo com os sintomas desaparecendo há sempre uma necessidade de manutenção do tratamento, esteja sempre atento às informações passadas por seu médico quanto a retornos e previsão de novos exames.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.

8 coisas a fazer ou não fazer para prevenir o refluxo gastroesofágico

Com orientação médica e alguns cuidados na alimentação os sintomas do refluxo podem dar uma trégua e você voltará a sentir-se bem.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr