Promovendo uma família adotiva feliz e bem-sucedida

Criar uma família feliz é difícil. Se for uma família adotiva feliz é ainda mais difícil. Famílias adotivas enfrentam muito mais dificuldades.

1,328 views   |   4 shares
  • Se criar uma família feliz é difícil, uma família adotiva feliz é ainda mais difícil. Esse tipo de família é normalmente formada após um casamento mal-sucedido ou a morte de um cônjuge. Ambos os parceiros vêm com uma quantidade significativa de bagagem, o que faz com que combinar as famílias se torne ainda mais desafiador. Em uma situação de divórcio, há o acréscimo da dificuldade de traçar regras consistentes entre as duas famílias, incluindo a forma de negociar regras quando o cônjuge e ex-cônjuge discordam, além de todas as questões jurídicas que cercam a custódia, visitas, etc. É por isso que há tantos casais que dizem que se eles soubessem o quanto o divórcio seria difícil eles nunca se divorciariam.

  • Criar uma família adotiva feliz e bem-sucedida não precisa ser um desafio constante. Assim como a criação de qualquer família feliz, isso demanda tempo e esforço. Mesmo assim, ela terá seus altos e baixos. Mas é possível fazê-lo. Aqui estão quatro dicas rápidas de especialista em casamento e família para ajudá-lo a fazer exatamente isso.

  • Crie uma relação cordial entre as famílias

  • Adultos que discutem normalmente não tomam as melhores decisões. Eles costumam pensar em seus próprios interesses, em vez de pensar no que é melhor para as crianças ou outro familiar das crianças. A melhor coisa a fazer, então, é não brigar. Esqueça todas as coisas ruins que aconteceram durante o divórcio e tentem ser amigos de qualquer maneira. Dessa forma, quando for necessário tomar decisões sérias, vocês estarão conscientes dos interesses e necessidades de todos (padrastos, pais biológicos e filhos).

  • Apoiar os padrastos

  • Padrastos costumam estar em desvantagem na família adotiva. Eles são adultos com todos os direitos e privilégios, mas não podem se manifestar muito quando se trata do filho de outro, porque eles não são os pais biológicos. Os tribunais geralmente ignoram os interesses dos padrastos. Isso torna difícil para eles ter a família e o ambiente familiar que desejam. Quando o padrasto perguntar sobre regras ou como lidar com crianças, seja compreensiva e deixe as coisas fluírem normalmente.

  • Negociar responsabilidades paternas importantes com os pais biológicos

  • Algumas coisas precisam ser discutidas pelos pais biológicos (por exemplo, valores relativos à sexualidade, relacionamentos com familiares, etc.) Os padrastos se equilibram em uma linha fina entre a tentativa de ser solidário com seus enteados e não pisar no pé do outro pai biológico. Falem um com o outro sobre como lidar com conversas importantes que surgirem, como lidar com situações de emergência e como lidar com assuntos que simplesmente não podem ser evitados até que um pai biológico esteja disponível (por exemplo, se uma criança traz drogas para casa).

  • Advertisement
  • Tente manter regras consistentes entre os membros da família

  • A família que passa mais tempo com as crianças é a que terá mais habilidade em educá-las. Mas os pais de fim de semana podem se sentir deixados de fora quando os pais dos outros dias tomam decisões sem seu conhecimento - eles podem até discordar sobre as regras. Essa é a fórmula para o problema. Deve-se incluir ambas as famílias nas decisões dos pais, para que haja coerência entre as duas casas e para assegurar que as crianças estão recebendo mensagens consistentes em ambos os lugares.

  • Essas são apenas algumas dicas rápidas para ajudar você a criar uma família adotiva forte, saudável e bem-sucedida. Há muitas questões envolvendo este tipo de família que geralmente precisam de mais atenção individual, mas seguir essas quatro dicas pode lhe dar uma visão geral que o ajude a promover uma família adotiva feliz para todos.

  • Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger do original Fostering a happy and successful stepfamily, de Aaron Anderson.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Aaron Anderson é terapeuta e diretor da clínica "The Marriage and Family Clinic em Denver, CO. Ele é escritor, palestrante e especialista em relacionamentos. Leia mais em seu blog RelationshipRx.net.

Website: http://www.TheMarriageandFamilyClinic.com

Promovendo uma família adotiva feliz e bem-sucedida

Criar uma família feliz é difícil. Se for uma família adotiva feliz é ainda mais difícil. Famílias adotivas enfrentam muito mais dificuldades.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr