6 dicas para terminar um namoro de forma amigável

Todos nós estamos a procura da felicidade. E o que precisamos entender é que a felicidade está no caminho, no trajeto, e não na chegada.

15,046 views   |   17 shares
  • Terminar um relacionamento pode ser algo bem difícil, não só para quem está sendo abandonado, como também para aquele que abandona. Existem pessoas mais desapegadas que fazem isso numa boa e pouco se importam com o sentimento alheio. Eu acredito que um dia esse tipo de pessoa irá passar por essa situação e sentirá na pele o quanto é ruim. Ninguém é tão desapegado que passe a vida toda sem realmente se apaixonar por alguém.

  • Agora, para aqueles que, embora o relacionamento já não seja bom para ambas as partes, ainda se preocupam com o sentimento do outro, esse momento de término pode ser bem complicado, tão complicado a ponto da pessoa adiar e adiar e adiar, e quando percebe, se passou mais um ano de namoro e ambos estão infelizes.

  • Por que às vezes é tão difícil encerrar uma relação

  • O que acontece é que diversas questões estão em jogo. Por exemplo, em relacionamentos que duraram anos já existe uma certa cumplicidade, uma história que moldou a personalidade de cada um. Às vezes, é questão de conforto, e sair dessa zona de conforto pode assustar muito. Em outros casos, a pessoa tem medo genuíno de que o outro não vá suportar o término da relação, ou ela mesma, apesar de infeliz, não tem certeza se viver separada será a solução.

  • Todos nós estamos à procura da felicidade. E o que precisamos entender é que a felicidade está no caminho, no trajeto, e não na chegada. Há um ditado de autor desconhecido que diz: "Vida é o que acontece enquanto você está esperando que algo aconteça."Então, achar que se não tiver o relacionamento perfeito nunca será feliz é um grande erro.

  • A perfeição é algo a ser buscado, porque nesse processo crescemos, amadurecemos e nos desenvolvemos, mas é algo que jamais será alcançado.

  • Ao mesmo tempo, ficar preso a uma relação desgastada, que tem trazido maior sofrimento e que você já não se entrega mais 100%, não é justo nem com você nem com a outra pessoa. E como os namoros têm como uma das finalidades a união matrimonial, o melhor é terminar o quanto antes.

  • Terminar o namoro de forma amigável nem sempre depende de quem está terminando. Pode ser que o outro não receba amigavelmente a notícia, mas você deve tentar. Vejamos algumas dicas:

  • 1. Respeite a dor do outro

  • pode ser que para você o fim seja inevitável, mas isso não necessariamente corresponde com a opinião do outro. Talvez, para ele ou ela ainda haja esperança e respeitar isso é muito importante. Não aja como se o término fosse algo óbvio. Respeite a dor do outro.

  • Advertisement
  • 2. Seja verdadeiro

  • nada de desculpas esfarrapadas. Não há nada pior do que a frase: "Não é você, sou eu." Depois de você ter dividido sua vida com a outra pessoa e de ela ter se dedicado a você, o mínimo que ela merece é de uma explicação verdadeira.

  • 3. Seja firme de modo suave

  • firmeza não significa grosseria, significa que você não irá se comover com a reação do outro e voltar atrás, e que não irá deixar margens de dúvidas quanto ao que você realmente quer. Não ser firme pode dar ao outro falsas esperanças, e isso é muito cruel.

  • 4. Não confunda o outro

  • isso é muito ruim também. Terminar com o outro e abraçá-lo depois, dizer uma coisa e fazer outra também dá margem para falsas esperanças. Quando você terminar, tem que ser de uma vez, ficar procurando a pessoa depois é tortura.

  • 5. Respeite a posição do outro

  • sabe aquela história de "vamos ser amigos"? Propor tal coisa no momento em que está terminando um relacionamento é, no mínimo, desrespeitoso. A não ser que o outro proponha isso.

  • 6. Aja naturalmente

  • quando encontrar com a pessoa, seja natural, cumprimente, se houver espaço para isso, o outro lhe sinalizará. Caso contrário, respeite esse "luto", também não precisa virar a cara quando ver o outro, seja natural, seja você mesmo.

  • Não será nada fácil, mas existem coisas nessa vida que são necessárias. Muitas vezes achamos que uma ruptura irá desestabilizar a nossa vida ou a do outro, quando na verdade o que ambos precisavam era desse corte para retomar o gosto pela vida.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Taís Bonilha da Silva, estudante de Psicologia, atua na área da Saúde Mental. Participa do Programa de Monitoria na Universidade na disciplina de Análise do Comportamento. Esposa e mãe de 2 filhos.

6 dicas para terminar um namoro de forma amigável

Todos nós estamos a procura da felicidade. E o que precisamos entender é que a felicidade está no caminho, no trajeto, e não na chegada.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr