Será que eu não tenho autoridade suficiente com meus filhos?

Se você já se perguntou se tem ou não autoridade suficiente para dar ordens aos seus filhos, quero compartilhar algumas dicas que irão lhe ajudar a assumir o controle em sua casa e a exercer uma autoridade adequada.

5,392 views   |   3 shares
  • Semana passada, uma mãe aflita veio ao meu consultório sem saber o que fazer com seu filho. O pequeno não a obedecia em nada. Me chamou a atenção a forma como ela falava com seu filho: era excessivamente fria, intransigente com ele e o culpava de tudo. Então a mulher perguntou a grande questão, aquela questão que muitas vezes nos temos feito, você e eu como pais, em algum momento: O que tem de errado comigo, por que meu filho não me ouve, será que não tenho autoridade suficiente?

  • Minha resposta nesse momento foi clara e simples, e eu a dei de maneira convincente porque já a coloquei em prática com minha filha: para exercer uma autoridade correta você deve fazê-lo com amor.

  • Um pai de família é um líder que tem a responsabilidade de tomar decisões para o bem-estar de toda sua família. E, como todo líder, precisa ter suficiente autoridade e ser compreensivo ao mesmo tempo. Sua autoridade como pai é semelhante ao trabalho de um chefe: se ele for frio e só quiser correr com as coisas, você irá trabalhar de forma forçada e de mau humor; mas, por outro lado, se ele for um homem benevolente e indulgente, ninguém fará nada. O mesmo acontece em sua casa, se você pretende educar seus filhos para que obedeçam, você precisa encontrar o equilíbrio entre o amor e a autoridade. Para fazer com que nossos filhos obedeçam em tudo é necessário mudar nossa maneira de pedir as coisas e dar ordens. Então aqui lhe darei algumas dicas que funcionaram para mim para fazer a calma retornar ao meu lar e minha filha fazer o que eu peço:

  • 1. Ganhe o respeito deles

  • Não basta serem seus pais e ter todo o direito sobre eles, seja limpo em tudo o que fizer, dê o exemplo. Nossos filhos percebem se seguimos as regras, se somos responsáveis, respeitosos e organizados. Se eles veem que você não se esforça, eles também não se esforçarão.

  • 2. Encontre o equilíbrio

  • Dar ordens só por dar ordens é autoritarismo, mandar mas acabar cedendo é consentimento. Note que ao educar, carinho e exigência andam de mãos dadas.

  • 3. Ensine-o

  • Você deve mostrar como fazer o que você pediu para ele fazer, não espere que ele adivinhe. Se você conversar de maneira amável e ensiná-lo a cumprir a tarefa, ele a fará.

  • 4. Estabeleça regras

  • Diga a ele que haverá consequências se ele não obedecer; estas devem ser estabelecidas de acordo com o erro. Cumpra tudo o que prometer, não ceda a nada, porque se você fizer isso saberão que podem lhe manipular.

  • 5. Dê instruções curtas e claras

  • Advertisement
  • Às vezes nossos filhos não fazem o que pedimos porque não entenderam o que tinham que fazer. Nós mães estamos acostumadas a fazer mil coisas de uma vez, nossos filhos não. Dê instruções a eles passo a passo e o mais claramente possível.

  • 6. Não perca a paciência

  • Nossa vida familiar é cheia de eventos estressantes, tente não perder o controle. Evite gritos e violência, o caos leva a mais caos; seus filhos, mesmo que pequenos, entendem com palavras.

  • 7. Entrem em um acordo

  • Provavelmente haja duas autoridades em sua família: mãe e pai, ambos são importantes e devem se respeitar. Se o pai der uma ordem, tome conta para que ela seja realizada, nunca se oponha a ela. E se esta não for obedecida e trouxer consequências, não interceda. Não deve existir uma luta de poder e domínio. Se não entrarem em um acordo ambos perdem o prestígio com os filhos.

  • 8. Não tenha medo de dar uma ordem

  • Não é ruim fazer nossos filhos arrumarem o quarto ou desligarem a televisão por duas horas. Não tenha medo de presenciar uma birra ou causar-lhes um "trauma"; é melhor educar do que não educar.

  • 9. Não há necessidade de "intrusos"

  • Mesmo que a intenção da avó ou da tia seja boa, quem manda em casa deve ser somente a mãe e o pai. Considerem os conselhos que tiverem um bom motivo, mas não permitam alguém que não seja vocês dois instruir a seus filhos.

  • 10. Mude sua maneira de dar ordens

  • Nossas instruções mais comuns incluem as palavras NÃO e POR FAVOR.

  • A mente de nossos filhos não assimila a palavra NÃO, pelo contrário, os desafia: mude a frase "Não suba na mesa" por "Desça da mesa, não é lugar de sentar".

  • Use a palavra POR FAVOR ao final de sua ordem, se você a usar no início você não esta mandando seu filho, você está pedindo permissão: "Por favor, faça sua cama" é menos eficaz do que "Faça sua cama, por favor".

  • Deixe claro a seu filho que toda ação tem uma consequência, e inclua uma motivação no início da frase: "Você vai sair para jogar futebol? Então faça sua tarefa".

  • Todas essas dicas vão ajudar seus filhos a lhe obedecerem e trazer calma ao seu lar. Não importa o quão desobedientes seus filhos sejam, se você não se der por vencida eles irão aprender a lhe respeitar. Lembre-se que o segredo é manter a calma e dar ordens de maneira firme e amigável. Eu uso essas dicas com minha filha e tive excelentes resultados.

  • Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original ¿Será que no tengo suficiente autoridad con mis hijos?, de Paola López.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Paola é formada em Psicologia pela Universidad Autónoma de Tamaulipas e tem duas graduações, uma em Orientação Familiar e outro em Assistencia Social e Voluntariado, desde então faz um ano que Paola dá terapia Psicológica.

Será que eu não tenho autoridade suficiente com meus filhos?

Se você já se perguntou se tem ou não autoridade suficiente para dar ordens aos seus filhos, quero compartilhar algumas dicas que irão lhe ajudar a assumir o controle em sua casa e a exercer uma autoridade adequada.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr