Saiba tudo sobre abdominoplastia

Ter um abdômen liso e firme é o sonho de todas as pessoas. Graças às técnicas cirúrgicas e avanços da medicina isso é possível. Saiba como.

8,954 views   |   2 shares
  • O que é?

  • Abdominoplastia ou dermolipectomia é um procedimento cirúrgico para retirada de pele flácida (ou excesso de pele e gordura daqueles que perderam grande quantidade de quilos) e correção do abdômen. Em alguns casos, é necessário associar uma lipoaspiração para melhores resultados.

  • Quem deve fazer?

  • Pessoas que buscam uma melhor aparência do abdômen devido à flacidez. Pacientes que se submeteram a gastroplastia. Pessoas que perderam peso e desejam retirar excesso de pele e ter uma melhor aparência do abdômen.

  • O que o paciente pode esperar?

  • Uma melhor aparência abdominal, maior firmeza na musculatura devido à plicatura da musculatura e a retirada de parte da gordura localizada e excesso de pele flácida.

  • O que o paciente não deve esperar?

  • Corrigir obesidade com essa cirurgia. Eliminar estrias.

  • Preparação

  • A preparação para a cirurgia inclui: perda de peso, abstenção de cigarro e bebidas alcoólicas, avaliação das condições físicas do paciente, através dos seguintes exames:

  • Hemograma completo, coagulograma (tap, ptt), eletrólitos (Sódio, Potássio, Ureia, Creatinina), glicose e eletrocardiograma com risco cirúrgico..

  • Pré-operatório

  • O paciente será internado e deverá permanecer por oito horas em jejum antes da cirurgia.

  • Cirurgia

  • O cirurgião fará a demarcação do excesso de pele a ser retirado. O paciente recebe anestesia geral ou peridural. A cirurgia dura em média quatro horas. Após o procedimento, é necessário mais um dia de internação.

  • Durante a cirurgia, o umbigo é separado da pele, pois será reposicionado. É feita uma incisão horizontal na parte mais baixa do abdômen. Essa incisão terá extensão de acordo com a quantidade de tecido abdominal a ser retirado. Se for pouco, o corte será do tamanho de uma cesariana. Se houver grande volume de tecido abdominal a ser retirado, a incisão poderá se estender até as costas. Em seguida, é feito o corte na área demarcada previamente. Neste ponto é feita a costura do músculo reto abdominal (plicatura), que deixa o abdômen mais firme, diminui medidas e deixa as curvas do corpo mais acentuadas

  • A pele é estendida para baixo e costurada. O umbigo é reposicionado.

  • Pós-operatório

  • O paciente recebe um dreno que fica sob a pele para retirada de líquidos (seroma) que se acumulam embaixo da pele, facilitando a cicatrização.

  • Advertisement
  • É necessário repouso. Mas o paciente não deve ficar apenas deitado, devendo fazer pequenas caminhadas em passos curtos ao longo do dia para evitar acúmulo de gases e dores. Mantenha, ao caminhar, uma posição flexionada para frente para não forçar os pontos. Ao deitar, apoie-se em travesseiros e almofadas para não "esticar" a cirurgia. O paciente fica no hospital por mais um dia após a cirurgia. Em caso de pacientes diabéticos, pode ser necessário mais tempo ou mesmo uma UTI. O médico é quem avalia a necessidade.

  • Siga as recomendações à risca para uma melhor recuperação.

  • Recomendações

    • Informe a seu médico caso você tenha sintomas de gripe ou qualquer indisposição antes da cirurgia.

    • Evite excessos alimentares na véspera da cirurgia.

    • Suspender medicamentos (com supervisão médica) por pelo menos duas semanas antes da cirurgia. O seu médico lhe dirá quais medicamentos suspender. Principalmente anticoagulantes e ácido acetil salicílico (Aspirina, AAS, Melhoral, Doril, Bufferin, etc.). Medicamentos não permitidos podem causar complicações na cirurgia e no pós-operatório, por isso não omita se faz uso de qualquer tipo de substância (ainda que ilícita).

    • Pare de fumar até 30 dias antes da cirurgia – isso é extremamente importante, pois as complicações que são raras para os não fumantes, são mais comuns aos fumantes como seroma, infecções entre outros.

    • Após a cirurgia, siga as recomendações do médico com relação a medicamentos para a dor, repouso, alimentação e uso da cinta elástica por no mínimo 45 dias. Informe a seu médico qualquer alteração ou incômodo.

    • O tempo para a volta ao trabalho varia entre 10 e 20 dias. Para exercícios físicos entre 30 e 60 dias.

    • Os resultados da cirurgia são alcançados após seis meses.

  • Manutenção

  • A cirurgia não é uma solução definitiva para a gordura abdominal. Após a cirurgia, é necessário um estilo de vida saudável e reeducação alimentar, ou em médio ou longo prazo a gordura abdominal pode se desenvolver novamente. Para manter o abdômen sequinho, faça caminhadas, exercícios localizados e evite os hábitos que causaram a gordura anterior.

  • Para saber mais: Abdominoplastia

  • Tudo sobre abdominoplastia
  • Advertisement
  • Vídeo (animação em 3D)

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

Saiba tudo sobre abdominoplastia

Ter um abdômen liso e firme é o sonho de todas as pessoas. Graças às técnicas cirúrgicas e avanços da medicina isso é possível. Saiba como.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr