10 coisas que ninguém havia lhe contado sobre a maternidade

Um ditado muito conhecido diz "ser mãe é padecer no paraíso". Mas bem que esse paraíso poderia ter um pouquinho mais de informação não é mesmo?

27,330 views   |   shares
  • Assim como os filhos, a maternidade também não vem com um manual de instruções. Os dias, semanas e anos vão passando e a cada fase nova as descobertas são diferentes. Podemos basear-nos na história de vida de outras mulheres quando tiveram o primeiro filho, como fizeram para conter aquela birra ou mesmo segurar o coração na primeira noite do pijama na casa do amiguinho. Outras experiências nós só saberemos mesmo sentindo na pele. Abaixo seguem alguns segredos que descobri com a chegada dos meus filhos que ninguém me havia contado antes.

  • 1. Você vai pegar as viroses das crianças

  • Depois dos três dias cansativos de febre e noites mal dormidas vai ser a sua vez. A diferença é que você terá na sala de casa uma criança, no meu caso, duas, querendo gastar toda a energia acumulada enquanto você quer se jogar na cama e acordar três dias depois.

  • 2. Você vai ter medo de morrer

  • Sempre tive muita coragem quando era criança, não tinha medo de nada. Na adolescência também me achava superaventureira. Mas aí o tempo passou e quando o meu filho mais velho nasceu, a coragem acabou. Às vezes, aquele medo de deixar meus filhinhos sozinhos, sem conhecer o meu caloroso amor de mãe na vida deles me passa pela cabeça.

  • 3. Você vai ser perita em imaginar catástrofes mundiais

  • É só o seu filho sair sem você, com o papai, vovó ou titia e a sua imaginação vai te dar trabalho. Tsunamis, terremotos, capotamento de carro ali na esquina de casa, incêndio, jacaré, cobra, leão e qualquer outro tipo de acidente vai passar pela sua cabeça. Vai, pode falar... Você entrega o seu filhinho na porta com uma prece no coração para que ele volte bem para casa.

  • 4. Você vai sentir saudades daqueles passeios a dois

  • Lembra-se daqueles passeios sem hora para sair e sem hora para chegar? Às vezes sinto falta. Hoje, mesmo que as crianças estejam com a vovó, a preocupação sempre fica na cabeça: Será que comeram? Será que dormiram? Será que estão bagunçando?

  • 5. Você vai conseguir fazer coisas que não imagina fazer

  • A maternidade faz você se sentir "mais forte do que pensava e mais dedicada do que imaginava". Aí você sente que pode mudar o mundo para o seu filho ser feliz, mesmo que essa mudança seja só na sua cabeça ou dentro do seu lar.

  • 6. Você vai querer pular a fase do desfralde

  • Às vezes penso: Quem precisa de mais disciplina para conseguir concluir o desfralde com sucesso? Eu ou o meu filho? Bem que poderia ter um botãozinho programável "fim das fraldas" da noite para o dia não é?

  • Advertisement
  • 7. Você poderá ter problemas para amamentar

  • Não é regra, mas pode acontecer. Eu não tive problemas para amamentar meus filhos. Mas muitas amigas nunca imaginaram que sentiriam tanta dor ao amamentar. Buscar informações sobre como preparar os seios para a amamentação pode ser um caminho para não ser pega de surpresa.

  • 8. Você terá duas primeiras semanas extremamente cansativas

  • Os primeiros dias do bebê em casa são cheios de aventuras. É o momento de adaptação com os horários do seu filho e também ao seu novo visual: pijamas, cabelo por fazer, olheiras e muito sono. Além disso, tem a atividade noturna intensa do bebê: mamar a cada duas ou três horas, trocar fraldas e às vezes a roupa toda do seu filho e, dependendo do grau do "acidente", a sua também. Lembrando também que o seu bebê vai acordar sempre que você colocá-lo na cama, afinal o seu colo é mais aconchegante que o berço, e não importa a hora do dia ou da noite.

  • 9. Você vai entender a birra alheia

  • Antes de me tornar mãe eu era a primeira a olhar torto para uma criança fazendo birra no meio do supermercado, ou na igreja. Hoje me compadeço e puxo o biscoito ou bala da minha bolsa para ajudar acalmar a criança. Também aprendi que esses rompantes de nervosismo acontecem porque essa é a forma que eles têm para se comunicar. Os pequenos não conseguem expressar seus medos, frustrações ou tristezas como nós fazemos.

  • 10. Você e seu filho irão sofrer com a chegada do irmãozinho

  • O ciúme pode demorar, mas tarda e não falha. Ele pode aparecer logo depois do nascimento do bebê ou quando o mais novo estiver fazendo as primeiras gracinhas. O irmão mais velho vai demonstrar de alguma forma: batendo no bebê pequeno, não falando com a mãe por um tempo, ficando mais ou menos agitado, entre várias outras formas de demonstrações de descontentamento. Você vai querer se duplicar toda a vez que notar aquele olhar de "fui trocado" do mais velho. É de fazer o coração ficar em mil pedacinhos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

10 coisas que ninguém havia lhe contado sobre a maternidade

Um ditado muito conhecido diz "ser mãe é padecer no paraíso". Mas bem que esse paraíso poderia ter um pouquinho mais de informação não é mesmo?
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr