Cãibras: Por que ocorrem e como evitar

Você quer apenas esticar-se um pouco e então.. ai que dor! Veja a causa e o que fazer quando ocorrer.

5,364 views   |   shares
  • Quem já teve sabe o quanto é ruim ser surpreendido por uma contração da musculatura chamada cãibra. É uma dor paralisante que pode durar alguns segundos ou vários minutos.

  • O que é e porque acontece?

  • A cãibra é uma contração muscular involuntária e súbita que tem causas variadas. Sendo a principal a falta de algum nutriente como potássio e outros sais minerais. Acomete mais as pernas, especialmente a panturrilha. As causas ainda são discutidas, mas algumas já são confirmadas:

    • Musculatura forçada de forma exagerada
  • A prática de exercícios físicos ou esportes em excesso, o uso contínuo da caneta, teclado do computador, ou ferramentas podem lesionar os músculos, causar o cansaço muscular e ocasionar as cãibras.

    • Desidratação
  • A água facilita os movimentos musculares (lubrifica os músculos e juntas), na falta de líquido no corpo, esses movimentos se tornam mais difíceis e podem ocorrer espasmos da musculatura. A perda de sódio através do suor também é outro fator desencadeante das cãibras.

  • Segundo Moisés Cohen, ortopedista chefe do Centro de Traumatologia do Esporte da Unifesp,

    • Doenças
  • Diabetes, anemia, insuficiência renal, doenças da tireóide, degenerações neurológicas e desequilíbrios hormonais podem ocasionar as contrações involuntárias, pois faltam nutrientes ao músculo. No caso do diabetes, o paciente urina muito e se desidrata ou pode ter problemas de oxigenação devido a complicações como acidose láctica. Também medicamentos como diuréticos usados por hipertensos podem ocasionar as cãibras.

    • Frio
  • Baixas temperaturas também podem desencadear o problema, por isso muitas pessoas têm cãibras na água, o que acarreta perigo de afogamento.

    • Má circulação sanguínea
  • Na aterosclerose há um acúmulo progressivo de ateromas (placas compostas por gorduras) e tecido fibroso no interior das artérias. Os ateromas podem obstruir a passagem do sangue para órgãos vitais e com isso cortar o fornecimento de oxigênio aos músculos. Com a idade o risco é aumentado, por isso os idosos costumam sofrer com as temidas cãibras.

    • Alcoolismo
  • Esse hábito é por si só totalmente degenerativo. Não é de se espantar que quem sofre dessa doença tenha cãibras, que é dos males o menor. Geralmente são efeitos da má nutrição, má absorção de nutrientes e atrofia de fibras musculares.

    • Gravidez
  • Na gravidez, as câimbras acontecem mais no 2º e 3º trimestre e casualmente pode ocorrer na musculatura abdominal. Se forem esporádicas (de vez em quando) não há motivos para preocupações.

  • Advertisement
  • O que fazer quando a cãibra vem?

  • A maioria das pessoas apenas grita e esfrega o local, afinal é uma reação normal à dor. Porém, se o paciente consegue se controlar e alongar a musculatura no sentido contrário ao da cãibra, ela passa imediatamente. Por exemplo, se a cãibra aconteceu na panturrilha quando você esticou o pé para frente, como bailarina, estique no sentido contrário, elevando a ponta do pé como se quisesse tocar o joelho com os dedos. Massageie o músculo para ativar a circulação. Pode ser necessário o uso de antiinflamatórios para aliviar a dor. Tomar um suco de laranja também ajuda.

  • O que fazer para evitar as cãibras?

  • Alimentar-se bem é o primeiro passo já que a maioria das cãibras ocorre por deficiência de minerais e outros nutrientes. A falta de alimentos ricos em potássio, magnésio, cálcio podem causar as câimbras, além do excesso de fósforo e desidratação. Fontes de minerais são as frutas, verduras, legumes, cereais integrais, nozes e castanhas, frutos do mar e proteínas de origem animal. Quem tem problemas de cãibras deve fazer uso constante de frutas como laranja, banana, melancia, ameixa seca. Tomar muita água, inclusive água de coco. Outros alimentos que ajudam muito são o feijão, tomate, brócolis e espinafre.

  • Fazer exercícios sem exagero e também evitar o sedentarismo. Fazer caminhadas para ativar a circulação, evitar gorduras e excesso de carboidratos (para não "entupir" as artérias). Natação também é uma boa opção, pois trabalha toda a musculatura corporal.

  • Quando procurar o médico?

  • Se as cãibras forem constantes e não desaparecerem com o alongamento e reposição de sais minerais. Também se forem constantes e durarem muito tempo. Serão requeridos exames de sangue, eletromiografia e teste de gravidez.

  • Como sempre o estilo de vida saudável é prevenção e cura para quase todos os males. Exercitar-se, alimentar-se bem, não usar substâncias prejudiciais como álcool e outras drogas, ter correto acompanhamento médico é sinônimo de uma vida mais satisfatória e com menos dor.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

Cãibras: Por que ocorrem e como evitar

Você quer apenas esticar-se um pouco e então.. ai que dor! Veja a causa e o que fazer quando ocorrer.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr