10 hábitos que levam ao fracasso profissional

Muitas atitudes simplesmente minam o desempenho profissional de uma pessoa. Vejam algumas delas.

4,781 views   |   9 shares
  • Uma das coisas mais fáceis na vida é fracassar profissionalmente. E fracassar como um profissional, pouco tem a ver com fracassar em algum projeto, todos nós podemos fracassar em um projeto ou outro. Nesse sentido, Henry Ford disse: " Fracassar como profissional tem a ver com atitudes ou, principalmente, com a falta delas.

  • Abaixo estão expostos 10 hábitos que, caso não sejam mudados o quanto antes, vão acabar destruindo a reputação do profissional, levando-o ao fracasso.

  • 1. Subestimar a importância da agenda

  • Manter uma agenda é fundamental para um bom desempenho profissional. É essencial que seja registrado tudo o que for importante relacionado ao trabalho. Uma pessoa jamais poderá depositar total confiança na sua memória. Cedo ou tarde as memórias acabam falhando.

  • 2. Desperdiçar tempo

  • A famosa frase de Benjamin Franklin é bastante valorizada no meio corporativo. Desperdiçar tempo é desperdiçar dinheiro. Desperdiçar tempo é, também, desperdiçar oportunidades. O sábio aproveita cada minuto.

  • 3. Não cumprir prazos

  • Concordo que há momentos em que chegamos à conclusão que deveríamos ter barganhado um prazo maior para executar determinada tarefa. Dependendo do caso, uma negociação pode resolver o problema. Na maioria das vezes, porém, é importante cumprir o prometido dentro do prazo estipulado. Perder prazos pode significar grandes prejuízos. Prejuízos pessoais, para a equipe, para a empresa e para o cliente.

  • 4. Focar nos resultados pessoais em vez de nos resultados em equipe

  • Trabalhar dentro de uma organização significa unir esforços em prol de um objetivo comum. A excelência do serviço ou do produto final deve ser o foco maior. Obviamente, é primordial que cada um dê o melhor de si para que a equipe obtenha o resultado desejado. Mas quando uma pessoa foca somente nela mesma, ignorando a equipe, ela não somente poderá atrapalhar todo o processo, como gerará um grande mal estar, desestabilizando o grupo. É importante pensar no sucesso de todos e não somente em se destacar. Se a equipe obtiver êxito, todos acabarão sendo beneficiados.

  • 5. Insubordinação

  • Acredito que cada um de nós conheça pelo menos uma pessoa que não para em emprego algum por ter o "azar" de cair sempre nas mãos de chefes "mandões". É isso que acontece com pessoas insubordinadas. Elas não aceitam conselhos, correção ou que alguém lhes dê "ordens". Muitas se aventuram em trabalhar por conta própria. Então, acabam se dando conta de que os clientes também são "chatos", e que, assim como os ex-chefes, não param de fazer cobranças. Ou essas pessoas começam a se se acostumar com cobranças, ou terão de se acostumar com o fracasso.

  • Advertisement
  • 6. Não compartilhar o conhecimento

  • O conhecimento quando retido acaba se tornando obsoleto, perde seu valor como dinheiro guardado embaixo do colchão. Compartilhá-lo engrandecerá o trabalho em equipe e fará com que o conhecimento se multiplique.

  • 7. Desenvolver a síndrome do "Deixa a vida me levar"

  • O Zeca Pagodinho tem razão na parte que diz que é importante ser feliz e agradecer por tudo o que o Senhor nos dá, mas deixar a vida nos levar é algo extremamente passivo. Acomodação, falta de iniciativa, falta de perspectiva e de foco são coisas que devemos espantar para longe. Agir é fundamental para se obter êxito em qualquer âmbito da vida.

  • 8. Não terminar o que começou

  • É extremamente frustrante não ir até o fim em um projeto. É preferível ter uma única obra acabada do que mil inacabadas. Mas o bom mesmo é terminar algo frequentemente.

  • 9. Ter medo de arriscar

  • Não há uma pessoa que tenha alavancado sua carreira sem correr riscos. Pedir demissão de um trabalho relativamente estável para abraçar novos projetos profissionais envolve riscos. Mudar de profissão envolve riscos. Fazer um empréstimo para investir na pequena empresa envolve riscos. Não há mal algum em arriscar. Arriscar é para os corajosos. É importante, em alguns casos, uma orientação profissional a fim de avaliar bem os riscos. Arriscar-se não significa lançar-se na escuridão da incerteza. Deve ser algo bem pensado e avaliado.

  • 10. Roubar tempo da sua família

  • Amo a seguinte frase dita por um sábio homem chamado David O. McKay: "Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar." Saber separar o tempo dedicado ao trabalho do tempo que precisa ser dedicado à família pode fazer toda a diferença na vida profissional. É praticamente impossível manter a satisfação no trabalho quando há uma família insatisfeita em casa.

  • Com muito empenho, motivação e disciplina pode-se vencer maus hábitos. Ainda que alguns dos 10 hábitos relacionados acima tenham estejam relacionados com traços de personalidade, segundo alguns especialistas, é possível eliminá-los.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.

Website: http://erikastrassburger.blogspot.com.br/

10 hábitos que levam ao fracasso profissional

Muitas atitudes simplesmente minam o desempenho profissional de uma pessoa. Vejam algumas delas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr