Estamos controlando demais os nossos filhos?

Nós queremos o melhor para nossos filhos, mas às vezes fazemos demais por eles. Crianças precisam da oportunidade para fazer escolhas e ganhar experiências para que elas saibam o que fazer quando seus pais não estiverem p

6,387 views   |   6 shares
  • Muitas vezes ouvimos alguém dizer em voz baixa, "Eu queria que aqueles pais controlassem seus filhos". Parece que a sociedade demanda que os pais controlem cada ação de seus filhos, e quando a criança comete um erro, são os pais que levam a culpa. É aí que ouvimos aqueles comentários, "Bem, se você tivesse estabelecido mais regras..." ou recebe olhares de "Aquelas crianças estão se comportando bem, porque as suas não conseguem?". Parece que os pais são pressionados constantemente a controlar seus filhos.

  • Alfie Kohn, autor de "Unconditional Parenting", explica que o problema com a sociedade não é ser permissivo como um pai, mas o medo da permissividade. Nenhum pai começa a pensar: "Quão controlador posso ser hoje?" Nenhum pai quer dominar a vida de seu filho. Então como os pais se tornam tão controladores? Aqui tem mais questões sobre como cuidar de seus filhos.

  • Evite fazer tudo por seus filhos

  • Uma das causas de exercer muito controle é o que os especialistas, Jean Illsley Clarke, Connie Dawson e David Bredehoft, chamariam de parentalidade superprotetora. Os pais querem o que é melhor para os filhos, para desfrutar suas vidas e ter experiências maravilhosas. Alguns pais vão longe demais por querer que seus filhos nunca experimentem coisas difíceis. É aqui que entram os pais superprotetores.

  • Deixe as crianças aprenderem fazendo as "coisas difíceis"

  • Pais superprotetores exercem muito controle na vida de seus filhos, fazendo coisas para eles que eles deveriam estar fazendo ou aprendendo por si mesmos. Muitas vezes esses pais veem as situações da perspectiva de que todas as coisas vão ser mais rápidas se eles as fizerem. Isso impede as crianças de ter experiências cruciais para o seu crescimento. Sim, às vezes essas experiências são desafiadoras. Mas precisamos permitir que nossos filhos tenham a oportunidade de enfrentar oposição e superá-las. Então, dê aos seus filhos a oportunidade de crescer. Talvez eles tenham dificuldade de montar um brinquedo. Não vá correndo fazer isso por ele. Deixe que eles tentem e dê sugestões que o guiem na direção correta. Quando nós deixamos um pouco de controlar a situação talvez demore mais tempo, mas nós permitimos que nossos filhos tenham experiências valiosas que lhes ensinam a perseverar e resolver problemas.

  • Permita que a criança encontre a solução

  • Advertisement
  • No cenário mencionado acima sobre montar um brinquedo, seria fácil para um pai ou mãe que já tenha experiência intervir e fornecer a solução. É assim que muitas vezes somos em qualquer de nossas relações, mas especialmente na criação dos filhos. Quando as crianças estão tendo um colapso sobre uma coisa aparentemente insignificante, os pais têm a tendência de dar uma solução e descartar as emoções e experiências de seus filhos.

  • Esta é a outra maneira em que os pais exercem muito controle. Talvez nós só queiramos ajudar, ou talvez estivéssemos no meio de alguma coisa; então queremos controlar a duração de quanto tempo esse episódio emocional vai durar.

  • Seja qual for a razão, John Gottman, autor do livro "Raising an Emotionally Intelligent Child", explica que quando os pais demonstram este tipo de controle, não estamos permitindo que nossas crianças tenham a oportunidade de resolver seus próprios problemas e regular suas emoções. Sim, é difícil sentar e ouvir uma criança chorar por causa de seu balão perdido, ou uma adolescente falando sobre o namorado que terminou com ela. Às vezes, nós só queremos apressar as emoções e chegar à solução. Mais uma vez, isso é tentar controlar a demais situação. Ouça o seu filho e deixe-o experimentar as emoções. Então, ajude-o a encontrar uma solução em vez de dar uma a ele. Isso ensina as crianças a resolver problemas e aprender que eles conseguem superar as coisas difíceis.

  • Às vezes, nós só queremos que nossos filhos obedeçam tudo o que dizemos para que eles façam, mas Alfie Kohn afirma: "Estudos descobriram que quanto mais uma criança se sente controlada e restrita, é mais provável que ela se revolte e resista às coisas que ela deveria estar fazendo."

  • Temos de respeitar os nossos filhos, permitir-lhes as suas escolhas e oportunidades para aprender. Ao fazermos isso, as crianças vão se comportar melhor e ouvir as sábias palavras de seus pais.

  • Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original Are we controlling our children too much?

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Estamos controlando demais os nossos filhos?

Nós queremos o melhor para nossos filhos, mas às vezes fazemos demais por eles. Crianças precisam da oportunidade para fazer escolhas e ganhar experiências para que elas saibam o que fazer quando seus pais não estiverem p
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr