O que não dizer quando alguém perde um filho

Quando um ente querido perde um filho, todos queremos saber o que podemos fazer para ajudá-los neste momento doloroso. Uma mãe que sofreu essa tragédia compartilha a sua perspectiva e conselhos sobre o assunto.

18,938 views   |   66 shares
  • Este é um tema difícil. Não é divertido ler sobre isso como é divertido ler sobre aprender 5 dicas para um ótimo acampamento em família ou as melhores formas de comunicar amor ao seu cônjuge. Não é um tema alegre ou casual, mas é importante. Todos nós conhecemos ou vamos conhecer alguém que perdeu um filho. Independentemente se a perda ocorreu há décadas ou dias atrás, a dor sempre será real e presente, e é difícil saber o que dizer ou como reagir quando você descobre. É por isso que eu falei com uma mãe que passou por essa dificuldade para descobrir o que a ajudou, o que a machucou, e o que ela queria que as pessoas tivessem dito a ela. Aqui está o que ela sugeriu.

  • Não dê conselhos

  • O filho de Stephanie Ipson, Joshua, faleceu com 2 meses e meio de idade, de complicações decorrentes de um defeito cardíaco congênito. Ela disse que, a princípio, não queria conversar sobre o que aconteceu. "Quando tínhamos que dizer as palavras em voz alta," ela disse, "de alguma forma, se tornava mais real." Ela não queria perder o imediatismo de sua presença ao admitir que o seu espírito não estava mais lá. No entanto, ela e seu marido receberam conselhos da pediatra do seu filho sobre como lidar com a dor. Neste momento, esta era a única pessoa cujos conselhos ela aceitou ouvir. Qualquer outra pessoa que pudesse ter tentado aconselhar teria parecido insensível e, possivelmente, até mesmo rude. A menos que você já tenha experimentado exatamente o que os pais da criança estão passando, não tente consolá-los com palavras vazias de conselho. Em vez disso, valide sua dor com frases como: "Eu sinto muito" ou "Isso deve ser muito difícil para você" ou "Se você precisar conversar, eu estou aqui".

  • Compartilhe memórias

  • Stephanie disse que o melhor presente que ela recebeu de alguém foi quando "uma amiga veio entregar as fotos de família que ela havia tirado menos de 72 horas atrás. Ela nos deu um presente milagroso." Fotografias, vídeos ou mesmo memórias escritas do falecido são mais preciosas do que qualquer outra coisa que um amigo preocupado poderia oferecer naquele momento. Essas lembranças são a prova de que a criança viveu, que ela era importante e tocou a vida das pessoas.

  • Ofereça a sua presença

  • Dependendo do quão próximo você for da família enlutada, outro presente que você pode dar é simplesmente a sua presença e o seu serviço. Preparar uma refeição, oferecer-se para tomar conta das outras crianças ou ajudar a limpar a casa não envolvem palavras de condolência. Mas suas ações falam mais alto que palavras. "Eu ficava tão grata por ter pessoas em minha casa", lembrou-se Stephanie. "A ideia de estar sozinha era tão aterrorizante. Se estava tudo muito quieto, me dava muito tempo para pensar."

  • Advertisement
  • Pense sobre onde você está na teoria dos círculos

  • Nos meses seguintes à morte de Joshua, Stephanie viu um artigo no jornal L.A. Times que segundo ela, oferece o conselho perfeito para qualquer um que esteja se perguntando o que pode ser apropriado dizer quando alguém que eles conhecem sofre a perda de um filho. Os autores descrevem a teoria dos círculos, que diz: "Desenhe um círculo. Este é o anel central. Nele, coloque o nome da pessoa no centro do trama atual... Agora, desenhe um círculo maior em torno do primeiro. Nesse coloque o nome da pessoa mais próxima a esse trauma. Continue esse padrão, desenhando círculos cada vez maiores, movendo-se cada vez mais longe do centro da tragédia."

  • "Pense sobre onde você está nos círculos, e então lembre-se desta regra: A pessoa no círculo central pode dizer o que quiser a qualquer um, em qualquer lugar... Todo mundo pode dizer essas coisas também, mas apenas para as pessoas em círculos maiores." A ideia é que você somente ofereça conforto às pessoas que sofrem uma dor maior que a sua, e você só pode falar sobre sua própria dor com pessoas mais afastadas do centro.

  • Perder um filho é uma das coisas mais difíceis que a pessoa pode viver. Meu próprio pai, quando perdeu seu filho mais velho, disse que as palavras não podiam descrever a dor. E conforme eu o vi sofrer durante os meses e anos seguintes, eu sabia que por pior que eu me sentisse, não era nada comparado com o seu sofrimento, e nada que eu pudesse dizer iria melhorar as coisas. Então, não espere as palavras perfeitas virem à sua mente ao se deparar com uma situação tão terrível, apenas seja o ouvido atento e a presença silenciosa que essa pessoa precisa durante o tempo que for preciso.

  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original What not to say when someone loses a child.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Katie Nielsen se formou em inglês com ênfase em escrita técnica. Ela já foi professora de inglês e é uma escritora com obras publicadas.

O que não dizer quando alguém perde um filho

Quando um ente querido perde um filho, todos queremos saber o que podemos fazer para ajudá-los neste momento doloroso. Uma mãe que sofreu essa tragédia compartilha a sua perspectiva e conselhos sobre o assunto.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr