5 lições surpreendentes que aprendi antes dos 30

À beira de completar 30 anos, eu me lembro da última década da minha vida, e as lições importantes que aprendi.

16,071 views   |   shares
  • Nota do Editor: Este artigo foi publicado originalmente no blog de Hilarye Fuller, e está sendo usado aqui com permissão, traduzido e adaptado por Sarah Pierina.

  • Eu estou um pouco mais de seis meses longe de completar os 30 anos, e eu tenho tido muito tempo para refletir sobre esses últimos 10 anos e que lições eu aprendi, as dificuldades que eu superei e como eu mudei no geral como pessoa. Um monte de coisas importantes aconteceram nesses últimos dez anos, casar, ter três filhos, me formar na faculdade, iniciar a carreira, me tornar uma dona de casa, deixar tudo para ir atrás de nossos sonhos, mudar para o outro lado do país e mudar o nosso foco. Através de tudo isso eu aprendi um pouco sobre a vida e muito sobre mim e minha família, incluindo estas 5 lições surpreendentes que eu aprendi nessa última década.

  • 1. As pessoas podem e devem mudar… Para melhor

  • Sempre ouvimos o velho mantra - as pessoas não mudam. Bem, isso simplesmente não é verdade. Estamos em constante movimento, mudando e indo em direções diferentes. Eu acho que tudo depende do que está acontecendo em sua vida no momento e a perspectiva. Mas deixe-me contar-lhe que onde estou agora (aos 29) e onde eu estava aos 20 anos são lugares completamente diferentes. Eu sei quem eu sou agora, o que eu represento e me sinto confiante em mim mesma e minhas habilidades. Eu também vi amigos e familiare que tiveram momentos realmente difíceis e perderam a si mesmos e seu foco e em seguida, mudaram completamente e se transformaram em ótimos pais e membros funcionais da sociedade. Então, se você se sente perdido em seus vinte e poucos anos, saiba que este não é o fim, você ainda pode se tornar quem você quer ser. A mudança para melhor começa com um passo à frente.

  • 2. Milagres existem

  • Eu acho que sempre acreditei que milagres existem e provavelmente os tinha testemunhado de longe, mas foi durante o período entre os 25 e 29 anos que realmente me fez abrir os olhos para as possibilidades reais deles, admitir e reconhecê-los em minha própria vida e na vida de outras pessoas, incluindo a família. Por causa disso, eu desenvolvi uma relação mais próxima do meu Pai Celestial.

  • 3. Você não conhece o coração de uma pessoa só de olhar para ela

  • Eu tive dificuldade com julgamentos precipitados de pessoas e rapidamente os categorizava antes de conhecê-los bem. Eu não diria que eu fazia isso devido a uma natureza de má menina, mas de natureza humana. Eu conhecia alguém e rapidamente abalizava essa pessoa e onde ela se encaixava no meu espectro e como gostaria que nos comunicássemos e nos associássemos no futuro. Isso foi útil em várias ocasiões. Mas o problema é que algumas pessoas que eu pensei que não fosse me dar bem, ou que tínhamos muitas diferenças para sermos amigos, tornaram-se alguns dos meus melhores amigos e confidentes. O que me fez perceber que até que você dê uma boa olhada em alguém e descubra onde seu coração está, você nunca vai entendê-la. E mesmo após fazer isso, você ainda talvez nunca conheça seu coração, por isso é melhor não julgar em geral.

  • Advertisement
  • 4. Ir devagar e concentrar-se nos sonhos é uma coisa boa

  • Em um mundo onde as pressões sociais nos dizem que precisamos de carros novos, roupas bonitas e casas extravagantes antes dos 30, era difícil entender isso. Também é realmente muito difícil e requer muita fé, paciência e falha. Junto com isso eu aprendi que falhas não são necessariamente algo ruim. Se você estiver aberto a elas, elas irão levá-lo a caminhos que você não poderia ter tomado de outra forma. Neste momento em nossas vidas nós desistimos de um emprego estável, renda estável e praticamente toda a nossa segurança (e um pouco de dignidade) para perseguir nossos sonhos familiares. Ainda não chegamos lá, mas estamos mais felizes e otimistas sobre nosso futuro.

  • 5. A felicidade não pode ser comprada

  • Essa é provavelmente a lição mais difícil que eu tive que aprender. Ao diminuir drasticamente nossas finanças para tornar os nossos sonhos realidade eu realmente encontrei alegria e paz, mesmo nas mais simples bênçãos. Por ter menos e fazer menos, eu aprendi a apreciar mais a vida. Aprendi ainda mais qual é a parte importante da nossa existência, e eu sou muito grata por isso. É um entendimento que vou guardar para o resto da minha vida. Eu posso ser feliz mesmo sem ter nada, mesmo quando minhas dificuldades superam meus triunfos. Desde que eu esteja voltada para Deus e Cristo, haverá luz na minha vida e na vida de minha família.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Hilarye Fuller lives in Knoxville, TN where she stays at home with her three young daughters and pens the travel blog DottingTheMap.

Website: http://www.dottingthemap.com

5 lições surpreendentes que aprendi antes dos 30

À beira de completar 30 anos, eu me lembro da última década da minha vida, e as lições importantes que aprendi.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr