Mãe e filho nascidos sem braços vencem obstáculos juntos

Muitas pessoas acham as tarefas domésticas um tanto chatas e cansativas. Já para pessoas como Linda Brandon, tarefas simples como cozinhar, lavar e arrumar a cama podem parecer tarefas quase impossíveis.

6,785 views   |   6 shares
  • Imagine-se por um momento sem seus braços. Deve ser bastante estranho imaginar-se fazendo as atividades mais simples do dia a dia sem eles. Afinal, para quase tudo as pessoas usam os braços: escovar os dentes, comer, lavar a louça, usar o computador, enfim, os braços são essenciais e completamente indispensáveis para a maioria das pessoas. Mas Linda não aceita ser considerada incapacitada de viver uma vida normal.

  • A professora Linda e seu filho Timmy nasceram com uma rara desordem genética, a Síndrome de Holt-Oram, que ocasiona problemas cardíacos e malformação dos membros superiores. Resumindo: Linda e Timmy nasceram sem ambos os braços.

  • O dia a dia de Linda e Timmy

  • Ela aprendeu desde que nasceu a usar os pés no lugar das mãos. Por isso, ensinou o mesmo a seu filho, que se inspirou no exemplo da mãe para enfrentar essa condição. Como a mãe, o garoto de nove anos jamais deixou que sua característica o desestimulasse a vencer na vida.

  • Timmy regularmente faz natação, pratica taekwondo e joga videogame, como qualquer garoto de sua idade, só que com uma pequena diferença: ele usa os dedos dos pés para segurar o controle.

  • Advertisement
  • Linda, que aprendeu sozinha a comer com talheres, costurar e maquiar-se, por exemplo, afirmou que seu filho é exatamente como qualquer outro garoto. "Ele faz sua tarefa de casa, monta lego e arruma seu quarto, tudo com os pés. Às vezes ele fica frustrado, mas ainda assim é muito positivo e eu tenho muito orgulho dele", conta Linda.

  • Uma verdadeira história de triunfo

  • A mãe sabia que Timmy nasceria sem os braços, pois o médico já havia visto a condição dele antes do nascimento. Ela e o marido ficaram bastante preocupados, mas não tão assustados, porque sabiam que o filho poderia levar uma vida tão normal quanto à de Linda. Na verdade, Timmy estava com uma grande vantagem em relação à sua mãe, já que os pais de Linda desconheciam totalmente a condição dela antes do nascimento, por isso, ela não teve em quem se espelhar. Ainda assim, segundo Linda, seus pais jamais a trataram diferentemente de seus outros quatro irmãos mais novos. "Eles me ajudavam a andar e me vestir sozinha. Eu tive braços protéticos, mas eram muito desconfortáveis", relata.

  • Com 12 anos, Linda fazia tudo com os pés. Na escola, ela enfrentou provocações, mas superou bem graças à ajuda de seus verdadeiros amigos, que sempre a defendiam. Depois que terminou os estudos, Linda se tornou professora na escola primária, e foi nessa época que conheceu Richard, aquele que seria seu marido. "Nós gostamos imediatamente um do outro. Ele não se importou com minha deficiência, e gostou de mim independentemente dela", contou Linda, hoje com 35 anos.

  • Linda e Richard se casaram em julho de 2004 e decidiram tentar ter filhos. Naturalmente, o bebê do casal teria 50 por cento de chances de nascer com a mesma condição física da mãe, o que fez Linda se questionar se deveria mesmo ter filhos. Mas eles realmente desejavam formar uma família, por isso seguiram em frente com o plano.

  • Advertisement
  • Assim que Timmy nasceu, foi diagnosticado com alguns buracos no pequeno coração. Teve que ficar dois meses no hospital. Passou por uma cirurgia e felizmente teve uma completa recuperação. Linda estava radiante por ter se tornado mãe e no dia em que Timmy foi liberado para ir para casa, a mãe o carregou em um cobertor preso ao pescoço dela. E assim que ele ficou grande o bastante para começar a entender, Linda passou a ensinar-lhe tudo o que ela havia aprendido.

  • Linda não pretende ter mais filhos porque, segundo ela, não suportaria vê-los passando pelos mesmos problemas de coração de Timmy.

  • Agora, ela pretende se tornar uma grande palestrante motivacional, para ajudar outras pessoas com as mesmas condições que ela e Timmy. "Quero sensibilizar as pessoas e mostrar a elas que é possível ter uma vida completa, a despeito de suas condições", afirma Linda.

  • Ela mesma espera ver seu filho casando-se com uma boa esposa e formando uma família. "Tudo o que importa é que ele seja feliz", emociona-se a orgulhosa mãe.

  • _Fonte das imagens: Laurentil Garofeanu/ BarcroftMedia - Daily Mail UK

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Márcia Denardi é jornalista, musicista e uma mãe e esposa loucamente apaixonada pelos filhos e pelo marido. Tem como objetivo profissional usar a informação para fortalecer as famílias. Curta a fan page www.facebook.com/blogmarciadenardi.

Website: http://marciadenardi.blogspot.com

Mãe e filho nascidos sem braços vencem obstáculos juntos

Muitas pessoas acham as tarefas domésticas um tanto chatas e cansativas. Já para pessoas como Linda Brandon, tarefas simples como cozinhar, lavar e arrumar a cama podem parecer tarefas quase impossíveis.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr