Porque você nunca deve desistir de buscar a felicidade no casamento

Em tempos em que o divórcio está em alta, não desistir da felicidade no casamento é uma grande prova de amor. Leia esta história relatada por esta jornalista sobre como ela luta por seu relacionamento.

27,754 views   |   24 shares
  • O meu marido foi a minha paixão platônica de adolescente. Ele era amigo da minha irmã mais velha e eu o achava o máximo. Eu tinha 13 anos quando o conheci e ele 18. Por motivos óbvios foi um amor não correspondido... Ele foi embora para outro estado quando eu estava com 15 anos. Ainda posso lembrar como chorei e sofri por isso. Foram sete anos com pouquíssimos contatos. Tão raros que me dei por vencida e esqueci da existência dele. Vivi minha vida. Tive alguns namorados, mas nunca pensei em casar. Na verdade, sabia que iria, mas não era um assunto que me deixava obcecada.

  • Então, numa noite de sábado, em 2006, uma mensagem no meu celular mudou tudo... "Eu achava que um dia fôssemos namorar". O quê? Como assim? Quem é você? Era ele. Um amigo em comum que tínhamos, e eu não sabia, fez a vida nos colocar de novo em contato. Começamos a namorar quase que instantaneamente e poucos meses depois nos casamos. Fui morar longe da minha família e amigos e tenho que confessar que os primeiros anos da vida de casado foram bem difíceis. Eram muitas mudanças para uma pessoa só. Algumas vezes tive vontade de voltar atrás, pedir desculpas, fazer minhas malas e seguir outro rumo. Mas como poderia fazer isso se no dia do nosso casamento eu havia prometido para ele e para Deus que nós seríamos uma só carne, como diz no livro de Marcos, na Bíblia. Foi um convênio entre eu, ele e Deus. Eu iria suportar ser a responsável por quebrar algo tão sagrado como os laços eternos do matrimônio?

  • Com o passar do tempo percebi que a busca da felicidade no meu casamento estava mais ligada em deixar de pensar apenas em como eu estava sofrendo e começar a agir de forma para que nós fôssemos felizes juntos. O egoísmo é algo que absolutamente mata o amor e torna o relacionamento difícil de suportar. Um líder religioso, David O. Mckay, disse algo sobre isso: "O casamento é uma relação que não sobrevive ao egoísmo, à impaciência, à dominação, à desigualdade e ao desrespeito. O casamento é uma relação que floresce na aceitação, na igualdade, no altruísmo, na doação, no auxílio mútuo, no cumprimento do dever de cada um, no aprendizado conjunto, na apreciação do humor." Ele ainda aconselhou que minimizar as falhas do nosso cônjuge e exaltar as suas virtudes é um bom exercício para deixarmos o egoísmo de lado e termos mais empatia pelo outro.

  • Já pensaram em nossa responsabilidade quando os filhos chegam? A partir desse momento não são mais duas vidas e então todas as decisões que tomarmos irá afetar obrigatoriamente outra pessoa. E tem razão melhor para nutrir o amor no casamento e buscar ainda mais felicidade do que um "pedacinho" de gente balbuciando sons? Para mim, construir um casamento seguro e robusto certamente irá influenciar positivamente a vida dos meus filhos. Eu quero que eles tenham o desejo de formar uma família, quero que eles se importem verdadeiramente com alguém, que acreditem no amor. Espero que eles saibam pelas nossas ações diárias que existe amor dentro da nossa família. Esse mundo já está tão cheio de maldade, de pessoas que desrespeitam as leis, que não se preocupam com valores morais e não amam ao próximo que o exemplo precisa sair de casa. Todos os exemplos, do "muito obrigado" ao casamento. Os filhos são espelhos dos pais.

  • Advertisement
  • Eu não desisti e não desisto de encontrar a felicidade no meu relacionamento porque amo o meu marido e acredito que o casamento não é uma instituição falida, como prega grande parte do mundo. Porque acredito que quando os dois caminham juntos com um único objetivo, sempre devemos dar uma segunda chance. Porque sei que o perdão, até nas pequenas coisas, revitaliza a convivência e ajuda a observar que todos erram e que eu estou incluída nesse "todos", e que às vezes sou eu que precisarei do perdão do meu marido. E porque acredito que todo mundo tem uma "tampa perfeita para a sua panela". Se ela é ou está meio tortinha, dá para arrumar com doses de carinho, atenção e companheirismo mútuos e assim ela pode se tornar perfeita da maneira dela. Outro líder religioso, Spencer W. Kimball, nos ensinou que "os alimentos vitais para o amor são a consideração, bondade, atenção, solicitude, as demonstrações de afeto, os abraços de agradecimento, a admiração, orgulho, companheirismo, confiança, fé, igualdade e interdependência". Coisas que só os anos de convivência podem nos proporcionar.

  • Se o casamento não estiver entregue à violência doméstica e a ações que de outras formas destroem a dignidade de um dos cônjuges, buscar a felicidade no relacionamento mesmo que esteja cambaleando é, para mim, uma forma de superação. Uma passagem famosa da Bíblia pode definir tudo o que um casamento necessita: "O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba (...)". São os ingredientes necessários para nunca deixar de buscar pela felicidade na vida a dois.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

Porque você nunca deve desistir de buscar a felicidade no casamento

Em tempos em que o divórcio está em alta, não desistir da felicidade no casamento é uma grande prova de amor. Leia esta história relatada por esta jornalista sobre como ela luta por seu relacionamento.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr