3 motivos porque os vícios se tornam atraentes

Comportamentos são necessidades não satisfeitas, e vícios estão no topo da lista de pedidos de ajuda. Entender a necessidade não só ajuda acalmar a pessoa que sofre, também desenterra a raiz...

3,027 views   |   shares
  • Aceitação. Reconhecimento. Incentivo. Nunca houve uma pessoa viva, nem nunca haverá alguém que não deseja ser aceito, reconhecido e incentivado por quem eles são como indivíduos. É quando alguma dessas necessidades básicas não são satisfeitas que uma pessoa vai recorrer ao primeiro lugar que ela encontrar para ser parte dele. Quer seja uma igreja, uma gangue, drogas, comida, sexo, jogos ou álcool, quando alguém se sente perdido e não amado, essa pessoa irá procurar até achar qualquer coisa que preencha esse vazio. Quando nos aprofundamos um pouco mais, no entanto, podemos rastrear a origem da maioria dos vícios, que é a falta de comunicação. Se o amor não é expresso de uma forma que a pessoa seja capaz de entender ou recebê-lo, a busca começa. Aqui estão alguns cenários para ajudar a tornar esse conceito um pouco mais claro.

  • 1. Relacionamentos vazios com os pais

  • A vida é um espaço de aprendizagem, e a forma como as lições da Escola da Vida são ensinadas podem moldar ou quebrar uma pessoa. Todos se espelham em seus pais para ajudar a formar sua identidade, mas a maioria dos pais está ensinando em um sistema que foi transmitido a eles por seus pais. Uma comunicação eficaz entre pais e filhos é uma das maiores lições que já foi compartilhada. É também uma lição raramente estudada na escola ou na vida.

  • Os pais, inocentemente, passam a vida implementando seus próprios ideais e desejos em seus filhos, sem nunca perceber que seus filhos têm uma voz e mente própria. Quando as crianças não são capazes de se expressar ou expressar suas ideias, têm todas suas decisões tomadas por elas ou não têm nenhuma orientação, elas começam a operar usando um sistema baseado em uma percepção de falta de amor, atenção ou valor. Porque cada pessoa foi criada para ser aceita e amada, as crianças vão instintivamente procurar isso em algum lugar onde possam encontrar se essa necessidade básica não for atendida. E assim o ciclo se inicia.

  • 2. Relacionamentos incompletos com outros

  • Se os problemas de comunicação e autoestima não são resolvidos ou ficam enterrados ao longo dos anos de formação e carregados até a idade adulta, esses mesmos problemas não terão escolha a não ser estarem presentes em qualquer relacionamento formado fora da dinâmica familiar. Não é incomum para as pessoas procurarem resgate e reconhecimento para preencher seus vazios em seus companheiros. Então, o que geralmente acaba acontecendo é o comportamento de vício piorar já que a comunicação é interrompida, e a necessidade de enterrar a dor do que é considerado rejeição aumenta. Quando não há saída verbal para frustrações ou decepções, o fascínio da fuga sobe para o topo da lista de maneiras de lidar com a dor.

  • Advertisement
  • 3. Relacionamento vazio consigo mesmo

  • Falta de comunicação e autoestima têm uma ligação mais forte do que uma super cola. Quando uma pessoa internaliza suas ideias, seus medos, sua dor ou até mesmo sua alegria e não tem uma saída para expressar esses sentimentos, a chance dessa pessoa tornar-se viciada é enorme. Sem feedback externo, seja positivo ou negativo, é quase impossível para uma pessoa funcionar bem. A comunicação é o GPS do sistema de crenças de uma pessoa. Até que alguém seja capaz de usar um dispositivo devidamente calibrado, aquela pessoa perdida vai parar para pedir direções no primeiro lugar que parecer atraente.

  • Esta é, obviamente, a lista curta de muitos fatores que contribuem para a dor por trás de um vício. O melhor caminho a tomar para qualquer um que está lutando, ou até mesmo ainda nos estágios iniciais, contra uma relação com este tipo de comportamento é encontrar uma maneira de se expressar. Mesmo se a forma de expressão dessa pessoa não for, o que a maioria das pessoas consideraria, a "mais saudável", faça assim mesmo! Isso não é da conta de ninguém a não ser da pessoa que está sofrendo. O processo é tirar a dor, os pensamentos e o autoabuso da cabeça da pessoa e criar espaço, mesmo para apenas um ou dois pensamentos positivos - por mais difícil que possa ser compreender.

  • Escrever é uma das maneiras mais incríveis e baratas de começar esse processo. Escrever cada coisa que a pessoa que sofre sempre quis dizer a alguém que a tenha ofendido, a olhou diferente ou até a cortou no trânsito - e, em seguida, destruir as páginas para que ela nunca tenha que ver ou lidar com elas novamente, pode ser bem mais eficaz do que anos conversando com amigos pouco qualificados ou mesmo alguns psicólogos. Deus tem uma maneira diferente de revelar não só a sua verdadeira identidade através da caneta e papel, mas também a beleza enterrada da pessoa que esta escrevendo. E a cura começa...

  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 3 reasons addictions become attractive.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Danica Trebel is a mom to two AMAZING teenage sons, a recovering perfectionist and a Family Dynamics and Life Coach. She specializes in helping families tune up their relationships through perspective, communication and faith.

Website: http://www.unpackyourlife.com

3 motivos porque os vícios se tornam atraentes

Comportamentos são necessidades não satisfeitas, e vícios estão no topo da lista de pedidos de ajuda. Entender a necessidade não só ajuda acalmar a pessoa que sofre, também desenterra a raiz...
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr