Após 65 anos de casados, eles morrem de mãos dadas num hospital em Porto Alegre

Se você não acredita em amor verdadeiro e infindável, a história de Italvino e Diva pode fazer você mudar seu conceito.

20,832 views   |   shares
  • Se tivéssemos nas mãos o privilégio de escolher a ocasião e a circunstância de nossa própria morte, sem dúvida alguma, poucas pessoas teriam o privilégio de imaginar um desfecho tão belo e emocionante quanto o de Italvino e Diva Possa. Casados havia mais de 65 anos, a história do casal comoveu, não somente os familiares, amigos e a equipe médica do Hospital São Lucas, de Porto Alegre – RS, como também toda a comunidade gaúcha. E sem dúvida vai emocionar você também.

  • Do começo ao fim

  • Italvino e Diva conheceram-se em um baile da comunidade onde moravam, hoje a pequena cidade de Três Passos, em meados dos anos 50. Ambos construíram seus sonhos devagarinho, com humildade, cultivando tomate. Depois de mais de 60 anos, conquistaram grandes riquezas: 10 filhos, 14 netos, e seis bisnetos.

  • Depois de enfrentarem juntos as grandes adversidades da vida, sempre lado a lado, e de mãos dadas, o dia inevitável chegou, mas deixando uma linda memória de amor, cumplicidade e união. Com 89 anos, o aposentado estava lutando bravamente contra uma leucemia que o debilitava havia mais de um ano. Apesar da agressividade da doença, Italvino fez o máximo que pôde para não preocupar a esposa, por isso, procurou mostrar-se forte durante todo o percurso. A dor maior, no entanto, chegou para ele quando a família descobriu que Diva também adoecera. Em abril de 2014, com 80 anos, ela descobriu um tumor maligno na bexiga. E desde então, fazia internações frequentes, no mesmo hospital onde Italvino era obrigado a receber transfusões ocasionalmente.

  • Todos alimentavam a expectativa de recebê-la de volta em sua casa, atualmente localizada na capital. Mas, infelizmente, depois de seis meses enfrentando o tumor, a hora da meiga senhora estava às portas. Algumas horas antes de morrer, ela pediu para reunir toda a família. Enquanto Italvino chorava desconsolado por saber o que estava por vir, ela se despedia. "Ele suplicou que a mãe não o deixasse e pediu perdão por qualquer erro", conta Veramar, uma das filhas.

  • Em plena união

  • A união de Italvino e Diva ultrapassavam limites convencionais. A maior prova disso aconteceu nos momentos que antecederam o fim da linha na vida do casal. Em meio à madrugada, em casa, Italvino sentiu que sua esposa não estava bem. E foi o que aconteceu realmente, o último órgão vital de Diva estava se desligando. Foi quando Italvino teve uma hemorragia e pediu rapidamente para ser internado. O médico Fernando Tettamanzy, que acompanhou o caso do idoso, chegou a estranhar o ocorrido, já que Italvino evitava como podia as idas ao hospital. Foi diferente na noite em que sentiu que a hora de sua amada estava chegando. Ele pediu para ir ao hospital. E a enfermeira colocou a cama dele ao lado da de sua esposa, os dois seguraram as mãos e a enfermeira pediu "aperta a mão da tua namorada e tenta ficar calmo". Foi o que ele fez, e instantes depois faleceu, abrindo as portas para sua amada Diva, que se foi 45 minutos depois.

  • Advertisement
  • Imagem: Família Possa

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Márcia Denardi é jornalista, musicista e uma mãe e esposa loucamente apaixonada pelos filhos e pelo marido. Tem como objetivo profissional usar a informação para fortalecer as famílias. Curta a fan page www.facebook.com/blogmarciadenardi.

Website: http://marciadenardi.blogspot.com

Após 65 anos de casados, eles morrem de mãos dadas num hospital em Porto Alegre

Se você não acredita em amor verdadeiro e infindável, a história de Italvino e Diva pode fazer você mudar seu conceito.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr