A falta de proximidade íntima está destruindo seu casamento? 6 chaves para aumentar a intimidade

Proximidade íntima é essencial às relações. Como você pode ajudar a melhorar a intimidade em seu casamento?

21,332 views   |   3 shares
  • Conexão íntima com outros é essencial para cada um de nós. Isto é especialmente verdadeiro em um casamento. Você precisa que seu cônjuge esteja disponível para você, e você precisa estar disponível para ele também. Quando as pessoas se sentem seguras em seus casamentos, elas podem voltar sua atenção para outras coisas, como carreira, crianças ou educação. É mais fácil se abrir para o mundo, quando você tem alguém ao seu lado, com quem você pode contar.

  • 1. Lidando com as diferenças

  • Quando você se sente inseguro em relação ao seu cônjuge, ou quando ele não é confiável, é mais difícil agir com segurança em situações novas ou desafiadoras. Os cônjuges precisam de um ponto de contato a partir do qual trabalhar. Nós somos dependentes uns dos outros para nossa segurança emocional. E isso não é uma coisa ruim. Não é sempre fácil navegar pelas diferenças daquilo que precisamos um no outro. Discutam suas diferenças com honestidade e respeito.

  • 2. Comunicar suas necessidades

  • Os cônjuges devem se sentir seguros o suficiente um com o outro para compartilhar sucessos e medos. É importante que você comunique suas necessidades para o seu companheiro. O casamento não é lugar para jogos mentais. Não se afaste do seu cônjuge, e não o faça imaginar o que se passa em sua mente. Assuma riscos emocionais. Não tenha medo de compromisso. Deixe que o outro saiba o que você precisa.

  • 3. Encontre o nível certo de intimidade para vocês dois

  • E se o seu parceiro se sente ameaçado pela intimidade ou exige muita intimidade? A maioria dos psicólogos concorda que há três maneiras básicas de nos conectarmos ou de relacionarmos uns com os outros. Eles referem-se às formas de conexão como estilos de fixação. Em essência, são três estilos de fixação: ansiosa, esquiva e segura. O nosso estilo de apego determina a forma como lidamos com nossas próprias necessidades, a forma como obtemos essas necessidades satisfeitas, e a forma como respondemos às necessidades de nossos parceiros.

  • 4. Seja confiante sobre quem você é, e não personalize o comportamento do seu cônjuge

  • As pessoas que estão firmemente ligadas a outras acham que é relativamente simples interagir entre si. Elas estão confiantes sobre quem são, e não tendem a personalizar o comportamento de outras pessoas. Também se sentem confortáveis em seus corpos, e não evitam a intimidade com os outros.

  • O Dr. Phillip Shaver e a Dra. Cindy Hazan, da Universidade de Denver, em um artigo intitulado "O amor romântico conceituado como um processo de ligação" constatou que cerca de 60 por cento das pessoas têm um estilo de apego seguro, enquanto 20 por cento têm um estilo de apego ansioso, e os outros 20 por cento têm um estilo de apego evasivo.

  • Advertisement
  • 5. Conheça o seu estilo de apego ou conexão

  • De acordo com um artigo escrito por Lisa Firestone, publicado no Psychology Today em 30 de julho de 2013, "adultos firmemente comprometidos tendem a estar mais satisfeitos em seus relacionamentos." As pessoas com um estilo de apego ansioso estão "frequentemente buscando no seu parceiro o resgate de si mesma ou que este possa completá-las." [Elas podem estar apaixonadas pelo amor.] As pessoas com um estilo de apego evasivo sentem-se "pseudoindependentes... e parecem focadas em si mesmas." Em outras palavras, a intimidade as amedronta.

  • 6. Trabalhar com as diferenças de intimidade juntos

  • Se você tem um estilo de apego seguro, pode tranquilizar um cônjuge que está em um estilo de apego ansioso, ou um cônjuge evasivo a sentir-se seguro. Se você é um dos outros 40 por cento que têm tanto um estilo de apego ansioso quanto um estilo de apego evasivo, e não está casado com alguém de estilo seguro, vocês terão que trabalhar em conjunto para entender as necessidades de intimidade um do outro e suas defesas emocionais.

  • Se você não consegue encontrar formas de resolver os seus conflitos de intimidade, isso pode ajudar a compreender e a ajustar suas expectativas a respeito de quanta intimidade você pode razoavelmente esperar de seu parceiro. Um bom terapeuta pode ajudá-los a lidar com os problemas de intimidade, se ambos estiverem abertos à mudança.

  • A nossa sensação de bem-estar em geral depende daqueles que nos são importantes. E isso não é uma coisa ruim. Se fosse de outra maneira seria ignorar tanto as nossas necessidades quanto as necessidades daqueles que nos importam mais profundamente. Proximidade e intimidade tornam os casamentos mais felizes.

  • Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger do original Is the lack of intimate connection destroying your marriage? 6 keys to enhancing intimacy.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Read about the power of families to seek after the one in Susan's book: Coming Home: A Mormon's Return to Faith. Learn more at www.returntofaith.org You can reach Susan at:

Website: http://www.returntofaith.org

A falta de proximidade íntima está destruindo seu casamento? 6 chaves para aumentar a intimidade

Proximidade íntima é essencial às relações. Como você pode ajudar a melhorar a intimidade em seu casamento?
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr