Apenas uma colher de açúcar ajuda a baixar o índice de divórcios

Em muitas ocasiões, quando os parceiros estão angustiados e eu pergunto-lhes o que eles acham que precisam em tais circunstâncias, eles respondem: "apenas um abraço."

14,163 views   |   shares
  • Este artigo foi originalmente publicado no blog "Uniting Couples to Strengthen Families" e republicado aqui com permissão, traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger.

  • Entrei na sala de espera de meu consultório uma noite para testemunhar um evento um tanto raro na minha prática: um casal de mãos dadas! Eu imediatamente me senti um pouco... Mais feliz? Mais esperançosa? Menos sobrecarregada? Eu não estou muito certa, mas o gesto enviou uma mensagem não-verbal que as coisas estavam boas, pelo menos naquele momento. Como observadora isso só me fez sentir melhor.

  • Com a preponderância de mensagens sexuais que nos rodeiam, é lamentável que nós não saibamos mais sobre o saudável, não-sexual, toque carinhoso; é uma forma poderosa de conexão, ainda que muitas vezes subutilizados, muitas vezes porque os casais apenas se ocupam com as concorrentes demandas diárias e se afastam. Eu penso que se compreendêssemos o poder do toque caloroso, afetuoso, não-sexual, não só iríamos promover a sua expressão tão facilmente como o fazemos com o exercício físico, como também que seus benefícios podem mitigar muitos desafios conjugais comuns.

  • Em muitas ocasiões, quando os parceiros estão angustiados e eu pergunto-lhes o que eles acham que precisam em tais circunstâncias, eles respondem: "apenas um abraço." Se o outro parceiro responde na mesma moeda, o casal deixa a sessão com maior sensação de estarem ligados e conectados. Todas as vezes.

  • Uma pesquisa recente sobre o toque humano está demonstrando que o toque seguro, caloroso entre pares com uma estreita relação entre si, como o casamento, tem particular vantagens na saúde que é na verdade influenciada pela qualidade do relacionamento.

  • Em um estudo, as mulheres foram expostas a estímulos de dor, sozinhas e enquanto os seus parceiros tomavam suas mãos; se eles estavam em relacionamentos felizes, as mãos dadas diminuíram suas respostas ao estresse no cérebro, medido em um FRMI. O efeito é semelhante ao de medicamentos. Em outro estudo, os casais foram instruídos a se envolverem em um toque acolhedor, solidário, e a atividade teve efeitos benéficos sobre as respostas fisiológicas como a pressão arterial e os hormônios do estresse. Alguns pesquisadores especulam que esse tipo de toque no casamento tem mais vantagens do que quando é feito por um estranho, porque há algumas evidências mostrando, por exemplo, que os benefícios da ocitocina só aumentam significativamente quando o toque é repetido ao longo de um período de dias, como acontece com um parceiro regular.

  • Advertisement
  • Resumindo: há algo exclusivamente benéfico em relação ao toque caloroso e de apoio no contexto de uma relação conjugal estável, de alta qualidade. Para os casais que têm relações de alta qualidade e não cultivam o hábito de dar as mãos, abraçar, ou geralmente expressar afeição física, é como uma espécie de capital marital desperdiçado.

  • Mais importante, eu vou acrescentar que, talvez, os maiores beneficiários do engajamento consistente de um casal em tocar-se de maneira calorosa e como gesto de apoio, nem é o casal em si, mas seus filhos.

  • Os casais que se dão as mãos, se abraçam e se tocam de maneira calorosa e acolhedora modelam comportamentos e transmitem uma sensação de que as coisas estão indo bem no casamento e na família. As crianças são absolutamente afetadas pela qualidade conjugal de seus pais. Elas angariam uma sensação de segurança vinda de pais que mostram felicidade conjugal.

  • Lembra que eu disse quando eu vi o casal na sala de espera de mãos dadas, que eu me senti melhor? Eu não sou nem mesmo relacionada a essas pessoas. Você pode imaginar o impacto que esse comportamento pode ter sobre os filhos do casal? Para demonstrar este ponto quando faço apresentações, eu mostro à plateia fotos de casais aparentemente se dando bem, e aparentemente discutindo, e peço-lhes que expressem suas respostas emocionais. É uma maneira fácil de ver o quanto somos influenciados por essas imagens.

  • "Vão para o quarto" tornou-se e muitas vezes um repetido cliché dos meus filhos sempre que meu marido e eu mostramos qualquer tipo de afeição física na frente deles. Se eu não tivesse muita confiança nesses momentos, eu poderia ser tentada a retirar-me. No entanto, sabendo o que eu sei, eu respondo "Eu estou contribuindo para o seu bem-estar mental, então você deveria estar me agradecendo."

  • Então, eles dizem algo como: "Pare de falar comigo como terapeuta", e saem... Mas pelo menos ficamos sozinhos...

  • Se você estiver interessado em alguns dos estudos a que me refiro, aqui estão alguns links.

    • Para um estudo sobre o toque seguro e diminuição de resposta à ameaça, consulte a explicação de Jim Coan aqui.

    • Clique neste link para ler o estudo que mencionei acima.

  • Julie Holt-Lunstad liderou um estudo demonstrando como o toque de alta frequência no casamento pode ter uma influência benéfica sobre a resposta ao estresse. Ele pode ser encontrado no Psychosomatic Medicine, 2008, volume 70, páginas 976-985 sob o título Influência de um "toque caloroso" e intervenção de apoio entre casais na melhora da pressão arterial ambulatorial, ocitocina, alfa-amilase, e Cortisol.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Lori Cluff Shade, Ph.D,. é Terapeuta licenciada de Casais e Família, comprometida a providenciar informações para melhorar a qualidade das relações maritais e familiares, esposa e mãe de 7 filhos.

Website: https://drlorischade.wordpress.com/

Apenas uma colher de açúcar ajuda a baixar o índice de divórcios

Em muitas ocasiões, quando os parceiros estão angustiados e eu pergunto-lhes o que eles acham que precisam em tais circunstâncias, eles respondem: "apenas um abraço."
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr