Dormir pouco faz você gordo e pobre, veja o porquê

Estes estudos revelam consequências da falta de sono. Leia mais aqui o porquê. Você pode perder peso ao dormir mais.

9,569 views   |   4 shares
  • Quantas vezes já disseram que precisamos dormir bem, descansar o suficiente, que não devemos impedir nosso sono, que nosso corpo precisa de determinadas horas de sono para recuperar as forças e termos um melhor humor. Mas você já se perguntou quais são os benefícios de realmente dormir bem e profundamente à noite? Ou, você já pensou sobre o que acontece com o seu corpo, se você não tiver um bom descanso constantemente? Os quatro pontos a seguir são motivos suficientes para você dormir mais e melhor.

  • Dormir pouco nos faz engordar

  • De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Chicago, ao fazer uma dieta para perder o peso, dormir a noite toda provoca mais perda de gordura. Especificamente, se reduzirmos o nosso sono a somente 5.5 horas, nós perdemos o mesmo peso que um sono de 8.5 horas, mas a queima de gordura é reduzida pela metade. As diferenças são causadas porque, quando o sono é restrito, os níveis de grelina aumentam, um hormônio que estimula a fome e reduz o gasto de energia, além de "promover a retenção de gordura", diz Plamen Penev, diretor do estudo. Portanto, se seu objetivo é perder gordura, ignorar as horas de sono é como furar os pneus de sua bicicleta durante o Tour de France.

  • A alteração do ritmo circadiano, especialmente na infância, pode favorecer o desenvolvimento de excesso de peso. E a obesidade aumenta o risco de distúrbios do sono, como insônia, sonambulismo, ronco ou apneia. Estudos destinados a procurar medidas corretivas e terapêuticas para esses males têm demonstrado que uma alta proporção de crianças obesas tem diminuído as horas de sono, seja por passar muitas horas em frente à TV, computador ou videogame ou por apresentar algum tipo de transtorno de sono como os acima mencionados.

  • As pesquisas mais recentes "têm mostrado que dormir uma hora a mais à noite ajudaria a controlar a obesidade infantil, mantendo um índice de massa corporal mais baixo e estar menos propensos à obesidade, cinco anos depois." Além disso, também foi descoberto que "apenas uma hora a mais diminuiria em até 36% a possibilidade de as crianças terem sobrepeso", diz Dra. Empar Lurbe, investigadora da rede de consórcio especializada em nefrologia pediátrica. As pessoas tendem a comer mais quando não dormem bem, além de distúrbios de sono interferirem com os mecanismos de controle metabólico que regulam o apetite e os níveis de atividade física. Portanto, a falta de sono ou um sono de má qualidade resulta em uma diminuição substancial da taxa metabólica e a queda na qualidade de exercício físico, o que resulta em acúmulo de gordura.

  • Advertisement
  • Dormir pouco nos faz escolher mal o que comemos

  • Novos estudos neurocientíficos realizados com MRI revelam que a falta de sono reduz a capacidade de certas regiões do cérebro humano responsáveis pela tomada de decisões sobre os alimentos que comemos. Isso poderia explicar a estreita relação entre insônia e obesidade. Cientistas do Laboratório de Sono e Neuroimagem, da Universidade da Califórnia, estudaram o comportamento de 33 adultos saudáveis depois de uma noite de sono normal e depois de terem passado grande parte de uma noite sem dormir. Em ambas as sessões, lhes mostraram vários diferentes alimentos enquanto seus cérebros eram escaneados para determinar qual desejavam mais. Foi assim que Stephanie Greer e seus colegas descobriram que o lóbulo frontal, que controla a tomada de decisão e comportamento, funciona "pior" quando nós não dormimos bem. Isso nos impede de reunir as informações necessárias para decidir o que é um alimento saudável. Não são os centros relacionados ao prazer e recompensa que nos fazem comer mal quando não descansamos, mas sim o cérebro racional, que não processa todos os sinais para tomar a decisão "sábia", esclarece Greer.

  • Dormir pouco nos faz tomar decisões arriscadas

  • A falta de sono potencializa as decisões arriscadas por excesso de otimismo, conclui um estudo do Centro Médico da Universidade de Duke, em Durham, Estados Unidos. Os cientistas mostraram que uma noite sem dormir produz um aumento da atividade cerebral em regiões que avaliam os resultados positivos, assim como uma menor ativação em áreas do cérebro que processam os resultados negativos. Como resultado, nos experimentos, os indivíduos que tinham sido privados do sono no estudo tendiam a tomar decisões que enfatizavam o proveito econômico, e eram menos propensos a escolher aquelas que reduziam suas perdas.

  • Estudos anteriores mostraram que a falta de sono prejudica a capacidade de tomar decisões, mas este é o primeiro estudo que revela que a falta de sono pode mudar a forma como o cérebro estima valores econômicos, independentemente de seus efeitos sobre a atenção, além de aumentar a sensibilidade a recompensas positivas. De acordo com Michael Chee, responsável pelo estudo, "mesmo que alguém execute decisões financeiras muito arriscadas depois de uma noite normal de sono, não há garantias de que esta pessoa não se exponha a um risco infeliz se ela não dormir o suficiente." Chee explica que, por exemplo, existem evidências empíricas de que o excesso de horas de trabalho nos médicos residentes leva a um maior número de acidentes. "Eu acho que é essencial que a sociedade se apegue aos dados gerados sobre os efeitos nocivos da privação do sono e avalie se devemos continuar fazendo as coisas da maneira antiga", diz o pesquisador.

  • Advertisement
  • Dormir pouco pode diminuir o efeito das vacinas

  • Cientistas da Universidade de Pittsburgh mostraram que a falta de sono pode modificar o efeito das vacinas e até mesmo fazer com que elas não sirvam para nada. O estudo incluiu a análise da resposta imunológica após a vacinação contra hepatite B em pessoas saudáveis entre quarenta e sessenta anos de idade. Os resultados revelaram que os participantes que dormiam menos de seis horas, fabricavam menos anticorpos em resposta à vacina, e muitos deles não ficaram imunizados depois. "Dormir menos de seis horas carrega um grande risco de ficar desprotegido em comparação com aqueles que dormem mais de seis horas", disseram os cientistas em seu estudo.

  • Você precisa de mais razões para motivar você e sua família a dormir o suficiente? Eu acho que essas quatro razões são suficientes, então, vá dormir!

  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original Dormir poco te hace gordo y pobre, averigua por qué.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Arelly Vela es Maestra en Ciencias Químicas, graduada en la Facultad de Química de la UADY. Es madre de 2 niñas y consejera de matrimonios.

Dormir pouco faz você gordo e pobre, veja o porquê

Estes estudos revelam consequências da falta de sono. Leia mais aqui o porquê. Você pode perder peso ao dormir mais.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr