5 maneiras de ser mais feliz como dona de casa

A vida em casa não tem que ser solitária. Aqui estão algumas maneiras que você pode ser feliz enquanto gerencia uma família e cria filhos.

8,090 views   |   7 shares
  • Este artigo foi originalmente publicado no blog "What's Up Fagans" e republicado aqui com permissão, traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger..

  • Houve muitas vezes em meu relativamente curto período como mãe em que eu me vi bastante infeliz, quando me senti solitária, oprimida, inapta, e com raiva. Quando tudo parecia ser demais. Eu me perdi de quem eu era como um indivíduo, pessoa, mulher. Também sentia como se eu realmente não reconhecesse a pessoa em que eu havia me tornado, especialmente em comparação com quem costumava pensar que eu era - uma pessoa feliz, otimista, independente, engraçada e cativante. Já não sorria ou ria tanto mais. Não me sentia tão confortável em torno de outras pessoas como costumava me sentir. Mas, adivinhem? Eu não me sinto mais assim! Essa é a grande novidade! Sinto-me feliz e gosto de mim novamente. E aqui estão algumas coisas que eu acredito que me ajudaram a chegar a este ponto de ser mais feliz como dona de casa. Espero que algumas delas lhe ajudem a sentir-se feliz em seu papel como uma mãe também.

  • Você é uma dona de casa? O que você faz o dia todo?
  • Aqui estão as minhas 5 maneiras de ser mais feliz como uma dona de casa:

  • 1. Expectativas mais baixas e mais realistas

  • Parece loucura, mas quando você tem baixas expectativas para os outros ou para si mesma, estará menos propensa a se decepcionar! Então, qualquer coisa que façam acima e além de suas expectativas faz você se sentir incrível! Também é importante perceber o que é provável e o que não é provável em relação aos outros (ou seja, expectativas realistas). Isto é muito verdadeiro quando se trata de crianças de dois anos, bem como adultos, um cônjuge ou pai. Eu também parei de ter desejos secretos sobre os outros, você sabe aqueles em que você gostaria que eles fossem diferentes de alguma forma? Aqueles desejos de que os outros mudem e sejam como você precisa ou quer que eles sejam de fato, são muito pouco realistas. As pessoas são o que são e quanto mais você puder aceitar isso melhor você se sentirá.

  • 2. Ser animada fazendo as coisas que eu faço (ou ser uma jogadora na equipe)

  • Advertisement
  • Meu marido e eu temos cada um algumas coisas a fazer na gestão familiar. Meus deveres, embora diferentes dos dele, são tão importantes quanto para que nossa vida familiar corra bem. Então ficar reclamando sobre o fato de que eu tenha que lavar as roupas, dobrá-las, guardá-las, lavar a louça, tirar o lixo, pagar contas, limpar tudo o tempo todo, ou o que quer que seja não ajuda a nossa equipe. Fazendo minhas tarefas e deveres com uma atitude feliz e um entendimento de que isso ajuda a minha família, me faz sentir feliz, em vez de oprimida e sobrecarregada. Além disso, por causa das minhas expectativas mais baixas, sempre que alguém ajuda com os meus deveres, isso me faz sentir bem! Enquanto eu ainda às vezes me pego resmungando que certo alguém não ajuda mais em casa ou que não reconhece meus esforços, talvez, não tanto quanto eu acho que deveria, eu tento apagar esses maus pensamentos da minha cabeça. Isso é o diabo falando comigo.

  • 3. Menos tempo de computador

  • Sinto que tenho que definitivamente diminuir a quantidade de tempo que passo na frente do computador. Em parte é porque os meus filhos destruiriam a casa se eu não fizesse isso. A outra parte é que eu realmente quero estar envolvida com os meus filhos, fazendo as coisas que eu supostamente deveria estar fazendo (como o trabalho doméstico), e fazer coisas mais produtivas, mesmo que essa coisa seja ler um livro para mim ou para os meus filhos. Eu também desprivilegiei o Facebook e outros sites (inclusive blogs um pouco) por que são muitas vezes meio chatos. O computador perdeu um pouco de sua importância para mim. Estou lutando para encontrar atividades mais significativas para o meu tempo.

  • 4. Sorrir, rir e cantar mais

  • Eu sou conhecida por assobiar, cantarolar, ou cantar pequenas melodias muitas e muitas vezes para mim mesma enquanto trabalho em alguma coisa e o faço inconscientemente. Por um tempo eu evitei isso um pouco, mas eu acho que fazer essa coisa simples, na verdade, faz-me sentir melhor comigo mesma e com o que eu estou fazendo. E sorrir? Definitivamente ajuda a me sentir bem. Gostaria de ressaltar que olho para os meus filhos quando eles estão falando comigo e sorrio - um grande sorriso real. Eu quero que eles saibam que eles me fazem profusamente feliz. E eu venho tentando sorrir mais para estranhos. Era uma vez uma menina / mulher que sorria para todo mundo que passava enquanto caminhava por uma rua, tentando fazer contato visual. Em algum lugar na estrada ela parou e parecia agora querer guardar para si o sorriso e ignorar todos os outros, assim como eles fazem.

  • Advertisement
  • Eu tenho tentado ser mais envolvente com pessoas que cruzam, seja o caixa do supermercado, o garçom, um vizinho, um estranho, seja quem for. A vida pede a interação humana e eu não quero ser tão consumida comigo mesma e com minha família a ponto de ignorar todos os outros em meu pequeno mundo.

  • 5. Saborear os momentos

  • Toda mãe experiente parece gostar de dizer às novas mães para saborearem cada momento enquanto seus filhos são jovens. E se você concorda ou não que você pode encontrar uma bondade picante no meio do maior e mais recente desastre do seu filho, há uma verdade nesse sentimento. Como estou usando o computador menos, tenho me esforçado para realmente saborear o tempo que tenho com os meus filhos. Eles terão três anos antes que eu note, entrando em seguida na pré-escola e logo para a escola. Meu tempo em casa com eles é cada vez menor. Mas como saborear o momento?

  • Sei que às vezes é muito tentador como mãe e blogueira, querer sacar a câmera a qualquer momento que meus filhos começam algo que eu considero bonito ou engraçado ou adorável ou o que seja. Mas, muitas vezes no processo de pegar a câmera, iniciá-la, ajustá-la, encontrar um bom ângulo e iluminação, etc. meu filho parou de fazer a engraçada/bonita/adorável coisa enquanto eu estou distraída com a câmera e o momento se perde. Isso não é saborear um momento com seu filho. Se você pode fotografar, ótimo! Mas não tem que ser o seu objetivo ou primeiro instinto.

  • Em vez de tentar memorizá-lo, enraizá-lo em seu cérebro, deixe tocar e derreter seu coração. Acho que quanto mais eu me deixo apreciar a fofura que são minhas filhas, mais difícil é que eu fique zangada com elas mais tarde. Isso também me ajuda a manter as coisas em perspectiva. Meus filhos não estarão sempre nos terríveis dois anos de idade! E eu gosto e os amo muito!

  • Parte de saborear momentos com eles também é criar momentos com eles. No entanto, quando eu digo criar, eu não quero dizer estruturar ou organizar uma atividade que será agradável para a sua alma (porque honestamente estas parecem nunca dar certo de qualquer maneira). Quero dizer, criar momentos, aproveitando as oportunidades que já estão lá. Seu filho quer se aconchegar? Então os aconchegue, e ao fazê-lo, diga ao seu filho o quanto você o ama e dê-lhe muitos abraços e beijos extras, afague seus cabelos e bochechas, e diga-lhe o quão maravilhoso ele é e do que você gosta sobre ele. Isso é criar um momento. Não é encenado, é de improviso, mas profundo.

  • Advertisement
  • A coisa bonita sobre ficar em casa com seus filhos é que você tem tantas oportunidades a cada dia para transformar um instante em um momento. Você pode ensinar seu filho uma lição ao confortar suas lágrimas. Você pode transformar o aprendizado em um jogo. Você pode brincar e rir com o seu filho a cada dia, a maior parte do dia completamente. Você pode ser um exemplo constante para eles (algo em que eu não sou realmente brilhante) de como você quer que eles sejam, ajam, vivam, ouçam, orem, comam, falem, etc. Cada um destes pode tornar-se um momento terno, uma querida lembrança de seus filhos que você pode guardar - de como eles se jogam em birras épicas, destroem o seu mobiliário, batem-lhe na cara, fazem xixi no chão, fazem grandes bagunças, desobedecem, xingam, e dão-lhe toneladas de atitude.

  • A maternidade é por vezes tão desgastante, tão exigente, tão frustrante, que muitas vezes é tudo o que podemos pensar e tudo o que podemos ver de nossas vidas. Como vamos sobreviver até a hora de dormir esta noite? Como eu faço o meu filho comer? Quanto tempo o treinamento para usar o vaso vai durar? E por que meu filho ainda se levanta no meio da noite? Mas, eu pessoalmente atesto que saborear pelo menos um momento a cada dia com o seu filho irá ajudá-la a ser feliz. Ajuda-me a desfrutar a maternidade, o meu tempo em casa, e o cuidado com eles. Isso me lembra que as crianças são preciosas, puras, inocentes, e precisam de mim mais do que qualquer coisa. As crianças são um dom de Deus, não um castigo. Acho que os bons momentos que tenho com os meus filhos me ajudam a sentir a conexão entre o céu e a terra. Sinto poderes sublimes em torno de mim. Eu sinto o céu próximo. Jesus ama as criancinhas, tanto que Ele proclamou que o objetivo maior de nossas vidas deve ser o de tornar-se como uma criança: mansos, submissos, suaves, dóceis amáveis e humildes. Nos memoráveis momentos tranquilos com meus filhos, eu realmente sou ensinada sobre o quanto eles possuem essas qualidades inerentemente. É uma bênção para mim saborear esses momentos onde aprendo como me tornar mais como eles.

  • O que você faz para ser feliz como uma dona de casa?

  • Leia também: O que uma dona de casa realmente faz

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Katelyn Fagan is a young mom of three young kids, including twin preschoolers. She is painfully aware of her own flaws, and writes to help herself, and others going through similar shortcomings, to become better and more balanced. On her blog, What's up Fagans?, you will find parenting advice, penny-pinching tips, cleaning hacks, and general help managing marriage, life and faith. Website: http://www.whatsupfagans.com

Website: http://www.whatsupfagans.com

5 maneiras de ser mais feliz como dona de casa

A vida em casa não tem que ser solitária. Aqui estão algumas maneiras que você pode ser feliz enquanto gerencia uma família e cria filhos.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr