Saia da guerra Mães que trabalham x Mães que ficam em casa

Você está nesta batalha? Compreender a necessidade e o benefício que cada uma dessas escolhas traz para a mãe, filhos e família, ajudará a respeitar mães que as fazem. Saia dessa guerra.

10,544 views   |   4 shares
  • Ser mãe é um trabalho nobre e uma grande recompensa possível na vida. Significa mais do que casar, conceber e gerar filhos, é também nutrir, ensinar e amar. A mãe é uma grande influência no lar, e essa influência tem consequências por toda a vida dos filhos.

  • Também não é uma tarefa fácil. Exige conhecimento, inteligência, talentos, habilidades, perícia e progresso em muitas áreas. Pode ser um trabalho desafiador, estimulante e cheio de realizações ao ajudarmos nossos filhos a se desenvolver e alcançar seu pleno potencial. Mas todas as mulheres que desejarem podem desempenhar o importante papel de mãe.

  • Porém, com pesar, vemos que existe uma batalha entre mães que trabalham e mães que ficam em casa. Uma achando-se melhor ou pior que a outra. Não devemos menosprezar nenhuma dessas circunstâncias, pois deve existir uma razão louvável para que se escolha uma delas. É importante considerar as circunstâncias que levaram a mãe a fazer uma ou outra escolha.

  • Ambas podem ser importantes e necessárias em épocas distintas na vida de uma mãe. Eu mesma, em épocas diferentes na minha vida, e já como mãe, trabalhei fora ou fiquei em tempo integral com os filhos, e na fase atual trabalho em casa. Em cada uma buscando me realizar, vencer os desafios e crescer para abençoar a vida das minhas filhas e da minha família.

  • Caso esteja nesta batalha, de um ou de outro lado, procurar compreender a necessidade e o benefício que cada uma dessas escolhas traz para a mãe, os filhos e a família, ajudará a respeitar mães que as fazem.

  • 1. Mães que trabalham fora

  • Existem mães que devido às circunstâncias precisam trabalhar e deixar os filhos sob a guarda de terceiros. Isso é justo e pode ajudar a sua família, bem como ajudá-las a desenvolver seus talentos. Os talentos que possuímos podem e devem ser postos a serviço de nossos filhos, de nossa família e também da humanidade.

  • Essas mães, ao invés de sentir que estão negligenciando os filhos ou os trocando pela carreira como muitas vezes são julgadas, podem sentir-se realizadas e ter alegria ao mesmo tempo em que contribuem para o bem-estar financeiro da família e cuidam de seus filhos; desde que avaliem com cuidado a necessidade dessa escolha, que seu coração esteja no lar e que possam, da maneira correta, compensar essa circunstância não desejada. Ainda assim vocês podem ser uma bênção para seus filhos e família.

  • Leia o artigo: Mães e trabalho: Como equilibrar as tarefas e se livrar da culpa.

  • Advertisement
  • 2. Mães que ficam em casa

  • Há mães que optaram em ficar em casa para cuidar dos filhos porque têm essa oportunidade. Esse é um privilégio e não uma vergonha, nem um fardo, embora muitas vezes seja questionada sobre o que faz o dia todo em casa. Essa é uma tarefa desafiadora, estimulante e cheia de realização e satisfação.

  • Assim como o progresso e o conhecimento são importantes para todas as pessoas em qualquer área, com a mãe que fica em casa não é diferente ao criar os filhos com amor. Ela precisa se preparar tanto pelo estudo, como pela oração.

  • Karla C. Erickson, mãe de três filhos, disse: "Seguir uma carreira parece mais gratificante. (...) Porém, as recompensas que colhi nos três anos que venho trabalhando e me preocupando com uma filha insegura de si mesma, são maiores que as que tive oportunidade de usufruir em minha carreira profissional! Sinto-me uma pessoa indispensável no meu lar. Nenhuma outra pode fazer o que eu posso em benefício de meus filhos, pois nenhuma delas consegue amá-los tanto quanto eu." Mãe de tempo integral, você é indispensável no lar.

  • Leia também o artigo: Mãe que fica em casa, Você não deve ao mundo uma explicação.

  • Em cada fase na vida de uma mãe pode haver uma necessidade. Cabe a cada uma decidir o que o que é melhor no momento. Veja essa linda história.

  • O importante é que se pondere as decisões, que se avalie bem as necessidades e também que se busque ajuda dos céus, para não cometer o engano de se atrair por tarefas secundárias em prejuízo do trabalho importante de ser mãe, de cumprir esse papel e de preservar e proteger a família como unidade básica da sociedade.

  • A maternidade pode ser uma carreira compensadora. O papel de mãe pode proporcionar à mulher, tanto a que trabalha fora quanto a que fica em casa integralmente, a oportunidade de se desenvolver, de criar filhos responsáveis, íntegros, bem ajustados e felizes, e de prestar um serviço inestimável ao mundo.

  • Saia dessa guerra, faça a sua opção e seja feliz.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Sou esposa e mãe de duas lindas filhas. Amo minha família! Gosto de ler e me informar sobre vários assuntos, de artesanato e atividades que envolvam a família e os amigos.

Saia da guerra Mães que trabalham x Mães que ficam em casa

Você está nesta batalha? Compreender a necessidade e o benefício que cada uma dessas escolhas traz para a mãe, filhos e família, ajudará a respeitar mães que as fazem. Saia dessa guerra.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr