7 maneiras de ganhar a luta com seu filho pequeno

Brigar com uma criança pequena parece tentar raciocinar com um macaco, mas não perca a esperança. Siga algumas estratégias simples para ganhar a próxima luta!

8,533 views   |   2 shares
  • Você achou que os nove meses de gravidez foram difíceis? Vinte e quatro horas de parto foram duras? Meses de amamentação a cada hora e sono interrompido constantemente era exaustivo? Bem, prepare-se, pois só fica mais difícil quando seu filho não é mais um bebê.

  • É verdade, você não vai estar fisicamente desconfortável, e vai dormir mais agora, mas você vai ouvir perguntas como Por que um gatinho tem um rabo? e De onde vêm os bebês? Você se verá perseguindo um pequeno corpo nu pela casa, na esperança de alcançá-lo antes que o tapete esteja encharcado de xixi. Você terá que conversar com seu filho - que não vai ligar muito para seu julgamento e terá muito a dizer por si mesmo!

  • Durante suas aventuras, algumas coisas você vai ter que descobrir por conta própria, mas existem estratégias que você pode empregar quando se trata de ganhar lutas com essas pequenas criaturas teimosas que deixaram sua vida de cabeça para baixo.

  • 1. Gritar mais alto que ele

  • Você já percebeu como os gritos de uma criança parecem perfurar seu tímpano? Se você ainda não percebeu, você vai. Se você considerar o grito dele como um desafio e gritar em resposta, em breve ambos vão perder suas vozes, impossibilitando outro argumento. É claro, reponder a eles da mesma forma também irá ensiná-los que não há problema em gritar. Então, apesar de sua frustração, tente manter uma voz calma e tranquila, mesmo quando seu filho estiver gritando. Crianças pequenas aprendem através do exemplo.

  • 2. Ameaçar seu filho com a lista do Papai Noel…

  • Ele não apenas vai passar a temer o Papai Noel, mas ele pode decidir que nunca vai ser digno da lista dos bonzinhos de qualquer maneira, então pode ser muito impertinente; é mais fácil. Não use o Papai Noel como um impedimento para o mau comportamento, ou ele vai começar a parecer o vilão ao invés de alguém que simboliza a felicidade e alegria de compartilhar no Natal.

  • 3. Subir na mesa e bater no peito

  • Esta ou qualquer outra demonstração de força (bater na mesa, atacar verbalmente, etc.) é como criaturas do reino animal exercem sua autoridade sobre outros, então deve funcionar para você, certo? Bem, para o ser humano, o uso da força como castigo ou agir de maneira agressiva durante discussões é apenas mais um exemplo que você está dando ao seu filho. Modele o tipo de comportamento que você quer que seu filho tenha ao resolver problemas. Ele não vai entender imediatamente, mas ele vai imitar o que você faz e diz.

  • Advertisement
  • 4. Cobrir os ouvidos

  • Afinal, se você não consegue ouvir um problema, ele está realmente acontecendo? Infelizmente, sim, e seu filho provavelmente vai começar a achar que você não quer ouvir o que ele tem a dizer. É tentador querer viajar e se perder em sua mente durante uma briga, mas seu filho sabe se você está emocionalmente presente. Não deixe que ele pense que você não se importa com o que ele sente.

  • 5. Fingir ligar para a vovó

  • Seu pequeno não precisa de mais uma razão para preferir a avó a você, agora você se transformou no vilão. Usar a ameaça de contar para a vovó enfraquece sua autoridade porque ensina ao seu filho que há um poder maior que você mesmo. Ele vai ser menos propenso que nunca a ouvi-la e mais propenso que nunca a voltar-se para a avó para proteção.

  • 6. Colocar seu filho de castigo sem TV, brinquedos e amigos até a faculdade

  • Em um momento de raiva, você pode ser tentado a tirar todos os privilégios, mas ameaças vagas ou de longo prazo não vão soar impressionantes para o seu pequeno. Ele não tem muito conceito de tempo além de quanto tempo passou desde a última vez que ele comeu. Além disso, quando ele vê que você não cumpre com as consequências estabelecidas, ele nunca vai levar você a serio. Ao invés de colocar de castigo, tente uma pausa, colocando a criança por um tempo em algum lugar onde ela não possa brincar. O período de tempo deve depender de sua idade - um minuto para cada ano que ela tem.

  • 7. Se esconder em um canto chupando o dedo e enrolada em um cobertorzinho

  • Quando as crianças tem acessos de raiva ou simplesmente não lhe ouvem, às vezes você vai querer jogar as mãos para o alto e gritar: Eu desisto! Talvez se você ignorar o problema, o seu filho vai acabar superando. Embora haja coisas que ele vá superar, ele ainda precisa de sua orientação. Ele está testando seus limites e precisa de você para lhe mostrar a linha entre o certo e o errado.

  • Métodos eficazes para disciplinar os filhos
  • Não desista, mesmo quando as coisas ficarem difíceis. Seu filho precisa de você mais do que nunca. Concentre-se menos em quem ganha cada luta, e ao invés disso considere o que seu filho está aprendendo com seu exemplo.

  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 7 ways to win a fight with your toddler.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Katie Nielsen se formou em inglês com ênfase em escrita técnica. Ela já foi professora de inglês e é uma escritora com obras publicadas.

7 maneiras de ganhar a luta com seu filho pequeno

Brigar com uma criança pequena parece tentar raciocinar com um macaco, mas não perca a esperança. Siga algumas estratégias simples para ganhar a próxima luta!
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr