Mãe também merece se divertir

É questão de necessidade. Se você teve um filho há pouco tempo, veja como voltar à vida normal e resgatar o tempo com o marido.

6,835 views   |   7 shares
  • Este artigo foi publicado originalmente no blog De Mãe para Mamãe e republicado aqui com permissão.

  • Acabei de chegar em casa. Saí com o meu marido para irmos num restaurante onde os garçons são músicos e enquanto comemos e bebemos vamos vendo o show acontecendo entre as mesas. Foi muito, muito bom.

  • Mesmo cansada, estava animada para me distrair um pouco e ficar com o maridão e os amigos.

  • Quem me vê toda arrumada e animada para sair, talvez imagine que eu faça isso desde sempre e que tenho babá o tempo todo. Mas eu gostaria de contar para vocês a "realidade" dos fatos.

  • A maternidade me consumiu de tal forma que anulei todo o resto do meu ser e me limitei a ser a mãe do Matheus, o que pode não parecer mas não é algo assim tão bom.

  • Levei um tempo desde o momento em que me dei conta desse fato, até admiti-lo "publicamente". Mas chegou um dia que precisei admiti-lo.

  • Tinha um marido se queixando, e a familia e amigos tentando o tempo todo me chamar à razão. Além de mim mesma chegando à exaustão. Precisava mudar.

  • E o começo da mudança começou quando surgiu a oportunidade de viajar sozinha com meu marido.

  • Nunca tinha dormido uma noite sequer longe do meu filho, mas precisava ganhar coragem e tirar uns dias a sós com o marido.

  • Quando viajamos e ficamos longe por uma semana, achei que ia morrer.

  • Eu, que nunca deixei sequer alguém mudar uma fralda ou dar um banho ia ter que deixar meu filho sob os cuidados de outra pessoa…

  • Respirei fundo, abracei a coragem e fui!

  • Foram dias maravilhosos, acreditam? Meu filho ficou bem cuidado.

  • Descansei, relaxei, curti e voltei a mim. Meu casamento levou uma lufada de ar fresco e com isso determinei que precisava a partir dali me policiar mais com relação ao tempo que andava dedicando a mim e ao meu marido.

  • Decidimos juntos que sempre que desse iríamos sair umas horinhas sozinhos.

  • Fazer algo que nos deixasse feliz e deixar nosso filho com alguém com quem estivesse feliz também. E foi dessa forma que comecei a recuperar as rédeas da minha vida.

  • Aos poucos fomos nos adaptando e hoje se der pra sair, ótimo. Se não der, tudo bem também, fica pra próxima; mas quando tiver uma próxima temos que nos esforçar para conseguir aproveitar. Nada de se acomodar.

  • No início ficava ligando o tempo todo e em silêncio ficava contando as horas para voltar para casa, mas com o tempo fui vendo que nosso filho ficava bem sem mim e fui descontraindo e hoje consigo sair sem peso de consciência nenhum.

  • Advertisement
  • Mereço, sabe?

  • Passo meus dias com ele. Dedico-me o tempo todo a ele e sei que se estiver bem, minha disposição para cuidar dele vai ser muito maior.

  • Se você também acha que merece e está pensando em fazer o mesmo, faça. Não tenha medo. Arrisque!

  • Quando sentir que vocês estão prontos, vá. (Acredite, você vai sentir quando tudo estiver pronto para cortar mais esse cordão) e vá sem peso de consciência.

  • Vejo muita gente falando que não tem com quem deixar o filho, mas a maioria (eu disse a maioria) acho que dá essa desculpa para enganar a si mesma para tentar empurrar com a barriga algo que mais dia menos dia vai acontecer.

  • Sempre tem alguém, nem que seja uma amiga que possa ficar pelo menos uma horinha para você conseguir sair e relaxar um pouco.

  • Muita gente também me pergunta quando eu acho que é a melhor hora para começar a sair.

  • Bem, eu só consegui quando meu filho tinha mais de 1 ano.

  • Antes disso eu achava que ele era muito pequeno e eu estava muito mãe Leoa ao extremo. Era impensável sair sem ele.

  • Tem mães que conseguem sair, viajar e tudo mais com o bebê muito novinho (tipo 2, 3 meses). Eu não conseguiria nunca fazer isso. Mas isso sou eu.

  • Se você consegue, ótimo!

  • Você é quem vai saber quando vocês vão estar prontos. No fundo toda a mãe sabe quando está "pronta", mas falta mesmo é a coragem.

  • Então seguem algumas dicas para ver se você dá o passo que falta:

    • De vez em quando deixe seu pequeno com alguém durante o dia. Nem que seja para você ir à padaria. Isso vai ajudar ele a se acostumar com a pessoa que vai ficar com ele e/ou ajudá-lo a ver que quando você "vai" você volta e nao estranhar quando precisar se ausentar.

    • Se a primeira vez não der certo, não desista. Tudo é uma questão de hábito. Tente de novo. Você não pode deixar o seu filho comandar a sua vida. Lembre-se, vocês são os pais, vocês comandam as coisas (parece absurdo mas muitos pais se deixam ficar na mão de um bebê e acostumam-no mal. Depois quando querem mudar já é tarde demais).

    • Tente não ficar o tempo todo agarrada ao telefone ligando para saber do bebê. Aproveite. Quem ficou com o bebê tem o seu celular. Se acontecer alguma coisa, acredite, vão te ligar na hora.

    • Já vi ser o pai a não querer sair para não deixar o bebê em casa com outra pessoa que não seja a mãe. Se esse é o seu caso você tem dois processos (rsrs). Converse com o seu marido. Mostre que é importante para você para o seu bem-estar. Deixe durante o dia com alguém da confiança dele e mostre que fica tudo bem. Homens nessas coisas têm o dom de conseguir coragem mais rápido.

    • Estar amamentando não é motivo para não sair. Deixe o seu leite para quem ficar com o bebê dar.

    • Saia nos horários que o seu bebê estiver dormindo. Você conhece a rotina dele melhor que ninguém. Isso vai lhe deixar mais tranquila.

    • Tente sair só depois que o pequeno estiver dormindo. Também vai ajudar a facilitar a coisa.

  • Advertisement
  • Três coisas eu posso garantir:

    1. Você vai adorar se sentir fora do mundo materno por umas horas.

    2. Seu casamento vai lhe agradecer.

    3. Seu filho vai estar vivo e bem quando você voltar.

  • Vai lá… Ganhe pique e vá.

  • Você merece!!!

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Dona de um dos mais conhecidos perfis do Instagram sobre maternidade, a blogueira de maternidade Mirela Acioly mostra a maternidade tal como ela é através das suas já famosas Mirelices.

Website: http://demaeparamamae.com.br/

Mãe também merece se divertir

É questão de necessidade. Se você teve um filho há pouco tempo, veja como voltar à vida normal e resgatar o tempo com o marido.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr