10 mitos sobre o casamento que você pode esquecer

O casamento é algo maravilhoso mas, para acreditar nisso, é necessário desmitificar esses 10 mitos

12,110 views   |   13 shares
  • Numa conversa entre amigos, principalmente solteiros ou recém-casados, quando se começa a falar sobre casamento é normal ouvir alguns mitos que podem até assustar alguém que deseja casar. Alguns dizem que o casamento vai obrigatoriamente mudar uma pessoa, outros dizem que discussões vão aproximar o dia do divórcio, ou que os momentos de intimidade serão desinteressantes.

  • Apesar de os mitos terem sempre algum fundo de verdade, eles são enganadores. Vamos explorar 10 mitos que envolvem o casamento e saber como criar a verdadeira felicidade que envolve esta união maravilhosa.

  • 1. O casamento irá mudar a maneira de ser de uma pessoa

  • Existe um pensamento muito errado, por vezes acompanhado com uma certa esperança, de que uma pessoa que tem alguns maus hábitos irá mudar depois de casar. Uma pessoa que tenha problemas com álcool, vício, violência ou até infidelidade, dificilmente irá mudar apenas por ter se casado.

  • Dra Gilda Carle, autora do livro "99 Prescriptions for infidelity" (99 prescrições para a infidelidade) afirma que "isto não significa que as pessoas não possam mudar, apenas significa que nós não podemos obrigar ninguém a mudar". Também existem pequenas coisas, como um marido desleixado ou todos os cosméticos da esposa a ocupar todo o banheiro, mas, como afirma Dra. Carle, em relação aos pequenos traços que nos podem aborrecer, "Você tem de entender que essa é a forma de ele ser, como também há situações que você faz que provavelmente o deixam chateado também"; com o tempo aprende-se a adaptar.

  • 2. Deixamos de crescer depois do casamento

  • O nosso desenvolvimento e caminhada para nos tornarmos melhores é algo que nos acompanha durante toda a nossa vida. O casamento não é o fim desse crescimento; o que acontece é que ganhamos uma outra motivação e força para crescer – haverá algo melhor do que um crescimento a dois?

  • Dra Gilda Carle afirma que é benéfico quando se traz algo novo para a relação e que isso pode ser muito enriquecedor para o casal. Não devemos ter medo que, ao ir mudando para melhor, o nosso parceiro, ou parceira, nos irá deixar de amar – pelo contrário.

  • 3. Os interesses devem ser iguais

  • Este é outro mito que acredito que exista até para o namoro. Muitas pessoas pensam que para existir amor entre duas pessoas ou para a relação ter um futuro é necessário que se goste das mesmas coisas ou, caso isso não aconteça, existe a ideia de que é preciso realizar um esforço para gostarem das mesmas coisas.

  • Advertisement
  • Dra Gilda Carle diz que é benéfico para o casal a existência de atividades, hobbies e até amigos em separado. Isto permite um crescimento pessoal que irá certamente beneficiar a vida a dois – pois haverá sempre algo novo para se falar e fazer.

  • 4. A pessoa que amamos deve ser o nosso melhor amigo

  • Sim, é verdade, a pessoa que temos ao nosso lado deve ser aquela pessoa a quem recorremos primeiro, em quem confiamos para nos abraçar nos momentos maus e para nos elevar. No entanto, a pessoa que amamos não deve ser a "única pessoa na nossa vida. (…) devemos continuar a cultivar novas amizades", afirma Dra Gilda Carle.

  • 5. A intimidade conjugal vira rotina

  • O que normalmente cria este estado de aborrecimento que afeta a própria intimidade do casal é a rotina. A melhor forma de evitar isso é namorar. O namoro não acaba depois de se casar, isto é, é necessário continuar com os jantares românticos, com as surpresas, com o carinho e com o tempo só para os dois; desta forma é possível manter a chama da paixão e do amor sempre acesa.

  • 6. O trabalho em casa deve ser igualmente dividido

  • É verdade que os dois devem ajudar quando se trata do serviço da casa. É mau quando, enquanto a esposa trata do jantar e ainda ajuda os filhos nos deveres da escola, o marido está sentado lendo o jornal. O que também é mau é quando se tenta medir e cobrar as contribuições que cada um faz. Isso pode levar a uma vida de discussão e ressentimentos.

  • Segundo a Dra. Pamela Garber, psicoterapeuta, "nada é totalmente justo 100% das vezes". Nem sempre, depois de um dia de trabalho, o marido, ou a esposa, estão com energia para fazer a sua parte e é preciso existir compreensão. As tarefas devem ser divididas e a melhor forma de fazer isso é numa boa conversa a dois.

  • 7. Os filhos irão aproximar o casal

  • Este é um mito um pouco assustador porque, pessoalmente, já ouvi pessoas aconselharem a casais que estão atravessando problemas para eles terem um filho e que isso vai aproximá-los.

  • Dra. Garber afirma que "não é o filho que irá aproximar o casal, mas a experiência de ser um pai/mãe". A educação de um filho pode unir como também separar o casal, por isso, é necessário sempre conversarem sobre as metas como pais, as estratégias para a disciplina e educação da criança, para que seja tudo feito em harmonia.

  • Advertisement
  • 8. Discussões são o caminho para o divórcio

  • Apesar de ser verdade que se há discussões acaloradas a toda hora, isso é um sintoma de que a relação está mal, "o que é um maior sintoma de que algo está mal é quando não se discutem os problemas", afirma Dra Garber. Quando existem problemas eles devem ser conversados e resolvidos – a dois. Evitar discussões é como tapar uma panela com muita pressão – vai chegar a hora em que vai explodir.

  • 9. Os sogros são o inimigo

  • Este mito eu já ouço desde criança, todo mundo diz isto – principalmente sobre as sogras. Este mito tem algo interessante, como diz Dra Gilda Carle: "se nós estabelecemos que a relação (com os sogros) será má desde o início, então ela provavelmente será má".

  • A relação com as pessoas, principalmente família, deve ser baseada em amor e na compreensão que os sogros amam seus filhos e desejam o melhor. Uma relação harmoniosa com os sogros irá garantidamente fortalecer o amor do casal.

  • 10. O amor que se sente no dia do casamento é o pico e que, depois, diminui com o tempo

  • O amor é como uma árvore que necessita de cuidado para que possa crescer e dar bom fruto. Se apenas se cuidou desse amor durante o namoro e, depois de casar, permite-se que a rotina e desleixo reinem na vida do casal então, sim, o amor irá ficar cada vez mais fraco.

  • Como diz Dra Gilda Carle "o casamento é apenas o início da vossa vida a dois; é preciso escolher a cada ano que passa, que ele irá tornar-se cada vez melhor".

  • Leia também: 6 sinais de que seu casamento irá durar a vida inteira

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

João Martins é um biofísico com uma paixão pelo ensino e busca de conhecimento. Podem enviar uma mensagem ou seguir no Facebook: https://www.facebook.com/joao.martins.1401 ou no google+ https://plus.google.com/u/0/+JoaoMartinsJPM/posts

Website: http://minhaalmatempo.blogspot.pt/

10 mitos sobre o casamento que você pode esquecer

O casamento é algo maravilhoso mas, para acreditar nisso, é necessário desmitificar esses 10 mitos
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr