10 coisas urgentes que você precisa saber sobre métodos anticoncepcionais

Quando é hora de escolher seu método anticoncepcional, há algumas coisas que você deve saber sobre suas opções.

111,959 views   |   131 shares
  • Métodos anticoncepcionais são uma consideração necessária de cada relacionamento íntimo, quer se trate de uma decisão de qual usar ou se algum deve ser usado. Mas provavelmente, em algum momento da sua vida, você vai optar por usar um método anticoncepcional. Aqui estão algumas dicas, sugestões, e advertências para ajudá-la a decidir qual opção vai funcionar para você.

  • 1. Alguns métodos dependem de você para serem eficazes

  • Na verdade, a maioria dos contraceptivos exige um esforço consistente de sua parte para se certificar de que eles serão eficazes. Os preservativos, a pílula, a tabelinha e outros irão funcionar tão bem quanto você empregá-los. Por exemplo, a maioria dos médicos alerta que perder até mesmo apenas dois dias da pílula anticoncepcional diminui a sua eficácia.

  • 2. Há efeitos colaterais

  • Várias das mais eficazes formas de contraceptivos envolvem hormônios, que irão impedir a liberação de um óvulo ou impedir a fecundação. Com qualquer tipo de terapia hormonal, você pode esperar efeitos colaterais. WebMD diz que alguns efeitos colaterais comuns incluem náuseas, ganho de peso, períodos mais leves, seios doloridos ou inchados, e alterações de humor. Ocasionalmente, estes efeitos colaterais podem ser tão graves que você vai precisar mudar o método anticoncepcional.

  • 3. Os preços variam

  • Os métodos anticoncepcionais variam desde grátis (se o seu ciclo for previsível e você usar a tabelinha direito) até alguns reais por mês (pílulas anticoncepcionais, preservativos), a algumas centenas de reais (DIU, injeções anticoncepcionais). Alguns seguros de saúde cobrem o custo do contraceptivo, você só paga uma parte e o seguro cobre o resto, por isso, pesquise antes de escolher o seu método anticoncepcional.

  • 4. Você vai precisar ir a consultas médicas regularmente

  • Quando você é sexualmente ativa, é importante ter consultas médicas anuais para se certificar de que você continua saudável. As visitas podem ser necessárias se você tiver um tipo de contraceptivo prescrito, como a pílula ou o DIU. E se você alguma vez estiver preocupada entre as visitas, é uma boa ideia ligar para o seu médico.

  • 5. Há uma escolha entre contraceptivos de longo e curto prazo

  • Se você estiver pensando em ter filhos daqui a alguns anos, ou se você gostaria de começar a tentar em poucos meses, há uma variedade de métodos para tentar. Com alguns, você se torna fértil no dia em que parar de usá-lo. Outros, como o DIU, permanecem no lugar de cinco a sete anos e só pode ser removido por um médico.

  • Advertisement
  • 6. Você pode engravidar com um DIU

  • Embora sejam raras (1 em cada 100), gestações com DIU são possíveis e como muitas mulheres têm pouco ou nenhum período quando usam um DIU, é importante que você mantenha-se atenta para os sintomas da gravidez enquanto você tiver um. Infelizmente, uma vez que muitos dos efeitos colaterais do DIU imitam os primeiros sinais de gravidez, a única maneira de ter certeza é fazer testes de gravidez periódicos.

  • De acordo com FamilyPlanning.org, o DIU também tem uma pequena chance de perfurar o útero ou deslocá-lo para fora do lugar, por isso certifique-se de verificar regularmente para se certificar de que ainda está no lugar (o seu médico deve dizer-lhe como fazer isso).

  • 7. Você não está protegida contra DSTs

  • É importante lembrar que, embora os preservativos e diafragmas (a versão feminina do preservativo) e espermicidas possam ser úteis na prevenção de DSTs, eles não são à prova de falhas. A única maneira de ter certeza de que você não irá contrair DSTs é abstendo-se de relações sexuais ou pedir a um médico para verificar se você e seu parceiro estão livres de DSTs.

  • 8. Não é apenas para meninas

  • As mulheres não devem se sentir pressionadas a ser totalmente responsáveis por isso. Existem preservativos disponíveis para homens, e ele pode ser a chave para ajudar você a se certificar de que você mantenha-se em dia com sua prescrição do contraceptivo. Lembre-se, é preciso esforço dos dois para alcançar um objetivo em comum.

  • 9. Você pode não ter um período, mas isso não significa que você está grávida

  • Algumas mulheres que são recém-sexualmente ativas e recentemente começaram a tomar a pílula podem ficar preocupadas quando elas não menstruam todo mês. Embora seja bom consultar um médico por precaução, pular um mês pode ser totalmente normal. Seu corpo pode estar se adaptando aos novos níveis de hormônios no sangue; isso não significa que você está grávida.

  • 10. Nenhum deles é 100% eficaz

  • A única maneira que você pode ter certeza absoluta de que o sexo não vai acabar em gravidez é através da abstinência (abstendo-se de sexo completamente). Nenhum outro jeito foi provado 100% eficaz na prevenção da gravidez não planejada.

  • Leia também: 10 coisas que ninguém lhe contou sobre ser casado
  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 10 things you need to know about birth control

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Katie Nielsen se formou em inglês com ênfase em escrita técnica. Ela já foi professora de inglês e é uma escritora com obras publicadas.

10 coisas urgentes que você precisa saber sobre métodos anticoncepcionais

Quando é hora de escolher seu método anticoncepcional, há algumas coisas que você deve saber sobre suas opções.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr