9 conselhos para os infiéis e seus amantes

Se você coloca em risco a própria família ou é amante de alguém que esteja, você precisa ler estes conselhos e colocá-los em prática o mais rápido possível!

47,340 views   |   94 shares
  • Conforme ponderei no artigo Traição – Instinto que se pode controlar?, muitas pessoas que alegam não ter conseguido resistir, cedo ou tarde, sofrem as cobranças e decepções, principalmente, consigo mesmo.

  • A partir de estudos feitos pelo Dr. Phil McGraw, temos alguns conselhos tanto para os infiéis, como para seus amantes, que podem fazê-los pensar sobre suas ações e consequências comuns:

  • 1. Verifique as estatísticas

  • Segundo estatísticas a chance de um relacionamento nascido da infidelidade ser bem-sucedido é menos de um em cem, ou seja, mesmo que resolvam formalizar a relação, dificilmente se manterão juntos. O Dr. Phil pondera que um relacionamento que começa com a infidelidade está comprometido com a culpa, vergonha, angústia e uma bagagem negativa muito grande. Será que vale a pena?

  • 2. Pense nas crianças

  • Não é só o seu cônjuge que você está traindo; toda a família vai sofrer com isso, especialmente seus filhos. Uma traição é uma quebra na união familiar que tem por consequência muita dor, mesmo quando o casamento se mantém, a decepção dos filhos é muito grande e pode provocar situações difíceis de revolta. E se você tem um caso com alguém que tenha filhos pense nos verdadeiros estragos que você estará provocando nessa família. E a pergunta se repete: será que vale a pena?

  • 3. Seja honesto(a) consigo mesmo

  • Olhe para o seu reflexo. O que vê? Como se sente sendo uma pessoa que engana, mente e trai? Como é se sentir alguém que vive escondendo quem realmente é e o que faz por não se sentir digno de verdade? Como é ter uma vida dúbia? Use de honestidade para responder a você mesmo essas questões e, se isso lhe causa sofrimento, mude sua vida. Vale buscar ajuda profissional para reencontrar-se com seus próprios valores.

  • 4. Seja honesto(a) para com o seu parceiro(a)

  • Ao se casar você firmou um compromisso com seu cônjuge, por isso quando você é infiel, engana a si mesmo primeiro. Se você continuar mentindo, mais complicada ficará a situação e mais envolvido em culpa você vai ficar. Só há uma forma de eliminar a mentira: usando da verdade.

  • 5. Assuma a responsabilidade

  • Usar de sinceridade para consigo mesmo e com seu cônjuge, assumindo suas ações é o que vai fazer você se sentir realmente livre de suas próprias cargas emocionais. Não transfira a responsabilidade para o seu cônjuge, a escolha é sua e é você que tem que resgatar a confiança perdida.

  • Advertisement
  • 6. Avalie seu comprometimento

  • Infidelidade é falta de comprometimento com os próprios compromissos assumidos e, consequentemente, com o cônjuge e o relacionamento. Você não conseguirá resgatar a sua paz, nem mesmo a sua autoestima, se não agir da forma que considera melhor. Se quiser resgatar a sua relação, necessariamente, terá que avaliar o seu grau de comprometimento com essa vontade.

  • 7. Corte o mal pela raiz

  • Não adianta dizer que quer resgatar o casamento e continuar a se encontrar com a pessoa com a qual você esteve envolvido. Se você deseja manter seu casamento, então se afaste totalmente de quem pode fazer com que você boicote a própria decisão.

  • 8. Foque no seu parceiro

  • Quando escolheu seu cônjuge você o admirava e queria bem, isso não mudou, apenas você não tem dado prioridade por enxergá-lo dessa forma. Pense em seu cônjuge como fazia antes, lembre-se do quanto era bom ficarem juntos e o quanto havia desejo em vocês. Às vezes, as dificuldades nos afastam do que realmente pode nos fazer feliz.

  • 9. Trabalhe por reestruturar a sua vida

  • Pode ser que você seja uma pessoa que se apraz com novidades e aventuras sexuais e, mesmo lidando com a culpa e a insatisfação diante dos próprios valores, você tenha a autoestima tão baixa que não acredita que pode mudar o rumo das coisas. Se você não consegue reestruturar a sua vida de forma a ser mais satisfatória, procure ajuda profissional e saia desse vale que, certamente, trará cada vez mais sofrimentos a você e a todas as pessoas envolvidas.

  • A verdade é que não existem arrastamentos irresistíveis; tudo é questão de escolha. Você pode tudo o que determina fazer!

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Escritora, educadora e consultora; especialista em MEDIAÇÃO DE CONFLITOS e MEDIAÇÃO CORPORATIVA. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: http://www.suelyburiasco.com.br

9 conselhos para os infiéis e seus amantes

Se você coloca em risco a própria família ou é amante de alguém que esteja, você precisa ler estes conselhos e colocá-los em prática o mais rápido possível!
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr