Plano de ação: 9 estratégias para não brigar em frente aos filhos

Parece impossível, mas com algumas mudanças na comunicação entre o casal, as brigas e discussões na frente dos filhos podem se tornar coisas raras.

7,353 views   |   21 shares
  • Brigas entre o pai e a mãe são sempre momentos de tensão para as crianças. Talvez, alguns pais pensem que elas não percebem o que acontece. Mas saibam que estão sim! Dependendo da idade, os filhos não entendem o motivo do tom de voz elevado, mas sabem que alguma coisa errada está acontecendo na sua família. Você já percebeu seu filho assustado, quietinho ou chorando em algum desses momentos? Esses são alguns dos sinais de que eles sabem que há uma desavença em casa.

  • De acordo com especialistas, a criança com idade abaixo dos sete anos acredita que as discussões entre os pais acontecem por culpa dela. Isso porque os pequenos são egocêntricos e pensam que um mau comportamento dela, por exemplo, pode ter sido a causa da briga. Presenciá-las diariamente pode levar seus filhos a serem pessoas inseguras, introvertidas, ansiosas e ter dificuldade em iniciar diálogos.

  • Se você tem brigas na frente de seus filhos e não sabe o que fazer para interrompê-las, abaixo segue um plano de ação com estratégias baseadas nos estudos do Dr Phil McGraw que irão ajudá-lo a controlar melhor as situações explosivas.

    1. Saia do local em que você está. Afaste-se, se você acredita que não vai conseguir se controlar, e decida que você não se importa. Saiba reconhecer que quando você não sai, você coloca o desejo pela discussão à frente do bem-estar de seus filhos.

    2. Vá para outro lugar e anote seus pensamentos e sentimentos para discutir mais tarde com seu cônjuge, longe das crianças.

    3. Depois de estar mais calmo, fale a seus filhos quais são as razões que faz você os amar.

    4. Junto com o seu cônjuge encontre um objeto, uma palavra ou um sinal que demonstre que uma briga vai começar, mas, que ela precisa ser interrompida naquele exato momento.

    5. Se vocês irão conversar sobre algum assunto que poderá gerar uma briga, vá para um lugar reservado. Converse de perto com o seu parceiro. A comunicação é melhor dessa forma e normalmente não chega a se tornar uma discussão.

    6. Pare de usar palavras como "raiva" e "incomodado/a". Você pode falar que está com medo, magoado ou frustrado com alguma situação. Isso torna a conversa mais leve.

    7. Fale o que você está sentindo. Seu cônjuge não vai adivinhar o que está acontecendo, sem saber quais são as suas necessidades. Mantenha a calma e explique claramente o que você quer.

    8. A palavra-chave no relacionamento é cooperação, não competição. A ideia é que pais estejam sempre com a mesma sintonia e se ajudem até encontrar uma solução para a desavença.

    9. Criar uma tradição que "sele a paz" é uma boa iniciativa. Pode ser um abraço, um beijo ou um olhar em silêncio que reafirme o vínculo entre o casal e dê segurança aos filhos.

  • Advertisement
  • Leia mais: 10 coisas que você nunca deve dizer ao cônjuge durante uma briga
  • Os filhos copiam tudo o que os pais fazem. Então, como pais, temos o poder de escolher se iremos criar filhos que resolverão seus problemas por meio de brigas ou, se o diálogo aberto, sem gritaria, será o melhor caminho.

  • Leia também: Como lidar com brigas de família

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

Plano de ação: 9 estratégias para não brigar em frente aos filhos

Parece impossível, mas com algumas mudanças na comunicação entre o casal, as brigas e discussões na frente dos filhos podem se tornar coisas raras.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr