10 coisas que você não deve fazer após uma briga com o cônjuge

Uma briga pode durar o tempo certo para que haja entendimento, ou se prolongar prejudicando a saúde do relacionamento; tudo depende da sua atitude.

94,504 views   |   355 shares
  • É perfeitamente normal que duas pessoas, vivendo em grande intimidade acabem por discutir. O problema é quando os ânimos se alteram e o casal prolonga a briga.

  • Algumas atitudes precisam ser evitadas para que o relacionamento não se fragilize:

  • 1. Não ignore seu cônjuge

  • Como popularmente dizemos "dar um gelo" ou "emburrar", não é uma boa decisão; segundo a psicoterapeuta, Rachel A. Sussman esse é um dos maiores erros que as pessoas cometem depois da discussão. Se você não se sente bem para conversar de forma equilibrada, diga ao cônjuge que precisa de um tempo para se refazer emocionalmente.

  • 2. Não transforme palavras em arsenal

  • Guardar o que o cônjuge disse na hora da briga para usar contra ele depois é um grave erro. Evite reviver a briga, listando o que foi dito em momento de descontrole. A psicóloga Michelle Golland orienta os casais a não ficar repetindo o que já passou.

  • 10 coisas que você nunca deve dizer ao cônjuge durante uma briga
  • 3. Não basta se desculpar

  • O mediador Laurie Puhn, criador do programa Brigue menos, ame mais baseado em seu livro best-seller, explica que a pessoa precisa esclarecer seus sentimentos, falar porque se arrependeu e se comprometer a não mais agir da mesma forma.

  • 4. Não justifique o seu erro

  • Claro que existem muitos problemas que provocam uma sobrecarga emocional que pode resultar em descontrole. Um estudo da Universidade da Califórnia concluiu que casais que não dormem o suficiente são mais propensos a brigar, mas mesmo assim isso não se justifica. O melhor é explicar ao cônjuge porque está nervoso ou irritado e não descontar nele suas dificuldades.

  • 5. Não fuja do entendimento

  • Algumas pessoas mantêm uma briga por muito tempo, simplesmente porque não aceitam conversar francamente depois que os ânimos estão mais calmos. É preciso ouvir o cônjuge, querendo compreender seus argumentos, sem prejulgar. E para que o entendimento realmente aconteça é importante, ainda, checar a sua interpretação, perguntando se ele está querendo dizer o que você entendeu.

  • Advertisement
  • 6. Não seja ríspido

  • Sussman alerta que é difícil esquecer quando um dos cônjuges fala ao outro de forma negativa; não é porque brigaram que as palavras têm que continuar sendo ríspidas. Pelo contrário, depois da briga deve-se pensar em formas mais doces de se dizer o que precisa ser dito. Não é tanto o que se fala, mas como se fala é que faz a diferença.

  • 7. Não finja o que não sente

  • As mulheres têm grande dificuldade de fazer sexo depois de uma briga, já com os homens é o contrário, como diz Sussmam "Os homens querem fazer sexo para se sentir mais próximos". No entanto, fingir não é solução, melhor mesmo é dizer francamente que não está bem naquele dia, mas que logo se sentirá melhor e que tudo ficará bem.

  • 8. Não se concentre na briga

  • Diante de um problema somos mais proativos quando procuramos a solução e não os culpados. Puhn dá como exemplo o casal que briga porque o marido não trouxe o dinheiro que haviam combinado; então a mulher vai ao caixa eletrônico e saca. O problema está resolvido se a briga para por aí, mas se ela continua focada na desatenção do marido, então tudo se complica. "A diferença entre uma briga ruim e uma boa briga é se chegaram ou não a uma solução", diz Puhn.

  • 9. Não fique no "diz que me diz que"

  • Se você disse alguma coisa que se arrependeu, peça desculpas. Não diga "Eu não quis falar isso", segundo Puhn isso só piora a situação porque vai irritar ainda mais o outro e, provavelmente, ele irá responder: "Sim, você disse". Melhor é que digam como se sentiram e combinem uma maneira de isso não acontecer mais.

  • Em briga de marido e mulher não se mete a colher. Será?
  • 10. Não se sinta culpado

  • Uma discussão pode ser uma coisa positiva, uma forma de lidar com as diferenças para construir um relacionamento maduro. Puhn lembra que muitos casais deixam de brigar simplesmente porque desistem de se entender, o que é lamentável. Se você errou peça perdão e demonstre, realmente, o quanto sente por isso. A culpa nada edifica.

  • Discutir é saudável se o resultado for a compreensão de visões diferentes e a vontade de estabelecer acordos que satisfaçam a ambos e melhorem a relação.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Escritora, educadora e consultora; especialista em MEDIAÇÃO DE CONFLITOS e MEDIAÇÃO CORPORATIVA. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: http://www.suelyburiasco.com.br

10 coisas que você não deve fazer após uma briga com o cônjuge

Uma briga pode durar o tempo certo para que haja entendimento, ou se prolongar prejudicando a saúde do relacionamento; tudo depende da sua atitude.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr