Mãe de 5 filhos e grávida, ela negou ordem de abortar para tratar um câncer, e recebeu não somente um, mas dois milagres

Os médicos insistiram para que ela abortasse seu 6º bebê para o tratamento do câncer de mama descoberto na 10ª semana de gravidez, mas ela recusou, e dois milagres aconteceram.

189,175 views   |   261 shares
  • No verão americano de 2014, Heather Choate, 29 anos, já era mãe de cinco filhos quando descobriu uma nova gravidez. Mas, na décima semana de gestação, outras notícias não tão boas chocaram toda a família: ela também tinha câncer de mama.

  • Os médicos insistiram que ela abortasse para aumentar suas chances de sobrevivência, pois necessitava iniciar imediatamente o tratamento contra o câncer, mas Heather decidiu que não.

  • Ela disse numa entrevista: "Eu prefiro morrer do que tirar a vida de meu bebê".

  • Ela então encontrou a Dra. Virginia Borges do Hospital da Universidade do Colorado, uma especialista em câncer de mama para mulheres jovens, que apresentou um tratamento alternativo que incluía quimioterapia e cirurgia mesmo durante a gravidez.

  • O marido, Dan Choate, diz que ela foi guiada pelo Senhor na decisão quase impossível de receber o tratamento sem interromper a gravidez. Ele disse: "Apoiá-la em sua decisão era o meu papel, e foi o que eu fiz".

  • Enquanto havia grandes riscos ao receber quimioterapia enquanto grávida, havia também a chance de ter um bebê saudável no final da gravidez.

  • O primeiro milagre

  • Em 6 de janeiro de 2015, Kiery Celeste nasceu saudável e o parto foi um sucesso.

  • Advertisement
  • Em seu blog, Heather escreveu:

  • "Ela é digna de qualquer sacrifício. Ela é minha filha. O Senhor a deu a mim e me abençoou para ser sua mãe. Isso é uma alegria e uma responsabilidade que eu agradecerei para sempre e farei o possível para ser a melhor mãe que posso. A maternidade é sagrada. Eu sou grata e humilde ao ser tão abençoada de ter Kiery como minha filha. Ela é forte, doce e boa. Eu mal posso aguardar para ver o que o Senhor tem reservado para nós no futuro."

  • Ela observou ainda: "Ela é perfeita e a prova viva de que um bebê pode nascer normal e saudável mesmo se uma mãe estiver recebendo tratamento contra o câncer durante a gravidez."

  • E o nascimento de um bebê saudável e forte não foi a única surpresa para a família e para esta mãe corajosa.

  • O segundo milagre

  • Após mais tratamentos, biópsias e uma cirurgia apenas uma semana depois do parto, os resultados foram milagrosos: Não havia mais sinal de câncer nem metástase.

  • Embora ela ainda tenha uma longa jornada pela frente com o tratamento por um ano, e terá que fazer tudo isso com 6 filhos, sua fé e o suporte do marido e da família, além de toda sua comunidade, foram essenciais, conforme ela escreveu recentemente em seu blog:

  • "Eu não tinha mais nada, a não ser acreditar n'Ele. Era uma decisão que eu tinha que tomar. (...) Eu tive medo, mas o conforto e a paz que Ele tem me dado durante todo o processo me sustentam. (...) Quando recebemos os resultados, meus olhos encheram-se de lágrimas, pois isso significa que nós conseguimos. Nós temos um bebê saudável aqui, e as coisas estão bem. Mas eu sei que não poderia ter feito nada disso sem a ajuda e suporte de meu marido incrível, de meu anjo de mãe, e de meu Senhor que me fortalece e me ajuda além da minha capacidade. Minha fé é fortalecida à medida que eu testemunho Sua mão em nossas vidas e eu sei que eu serei capaz de vencer todos os obstáculos somente enquanto eu confiar e Ele estiver no controle de tudo."

  • _Imagens: CBS.com e Heather Choate

  • Advertisement
  • Leia também: Ela morreu durante o parto de sua filha, mas um milagre surpreendente aconteceu

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

C. A. Ayres é mãe, esposa, escritora e fotógrafa, pós-graduada em Jornalismo, Psicologia/Psicanálise. Visite seu website.

Website: http://caayres.com/

Mãe de 5 filhos e grávida, ela negou ordem de abortar para tratar um câncer, e recebeu não somente um, mas dois milagres

Os médicos insistiram para que ela abortasse seu 6º bebê para o tratamento do câncer de mama descoberto na 10ª semana de gravidez, mas ela recusou, e dois milagres aconteceram.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr