Era uma vez um casal...

Era uma vez um casal. Eles se casaram, lutaram contra dragões, pagaram suas contas, e criaram seu felizes para sempre. Veja como.

9,078 views   |   2 shares
  • Este artigo foi publicado originalmente no blog Uniting Couples to Strengthen Families. Foi reproduzido aqui com permissão, traduzido e adaptado por Stael F. Pedrosa Metzger.

  • Uma das minhas primeiras lembranças é de minha mãe me levando para a biblioteca, onde eu me apaixonei imediatamente. Eu aguardava nossas viagens semanais, onde eu iria reunir outra coleção de livros de histórias para levar para casa e ler por horas. Um dos meus presentes favoritos quando criança era um livro de contos de fadas que eu li várias vezes. À medida que lia os contos, sentia-me transportada no tempo a um lugar imaginário e interagia com os vários personagens. Eu ainda me lembro sentada na frente do espelho aos seis anos e desejando ter cabelos "negros como o ébano", como Branca de Neve, porque parecia tão exótico comparado com os meus cabelos loiros. Eu ainda me entusiasmo com histórias, essa é uma das razões porque eu amo ser uma terapeuta.

  • Cada casal que começa a terapia conjugal tem uma história (ou duas versões de uma história). Algo que observo no início de cada sessão de terapia é como um marido e uma esposa contam sua história. Eu rotineiramente faço perguntas sobre como eles se conheceram, como foi o namoro, e o que os fez decidir se casar. Às vezes eu posso deduzir muito sobre o nível de sofrimento no casamento com base nas respostas. Os casais que ainda estão altamente comprometidos com seus relacionamentos geralmente são capazes de descrever esses aspectos iniciais do relacionamento de uma forma expansiva, detalhada, o que aumenta a emoção positiva entre quatro paredes. Já os casais altamente em crise, muitas vezes lutam contra as memórias positivas e dizem que eles não têm "nada em comum e nunca tiveram", ou que não se lembram. O silêncio na sala torna-se a história.

  • 10 soluções para salvar um casamento desgastado pelas brigas
  • O pesquisador de relacionamentos John Gottman notou esse fenômeno e descreveu os casais em crise como "reescreventes da própria história", o que significa que como a relação é de conflito e/ou emoção negativa, eles esquecem o que costumava ser bom e reescrevem suas histórias. A realidade é que estamos sempre reescrevendo nossas memórias com base em nossas experiências atuais. A forma como a história é recontada muitas vezes diz mais sobre a condição atual do casamento do que os eventos históricos reais.

  • Advertisement
  • A maioria das pessoas não se casa com a intenção de ter casamentos de má qualidade ou divórcio no futuro. A maioria das pessoas se casa com alguém com quem acreditam poder criar uma relação com alguma longevidade. No entanto, quando o casamento é difícil, eles rapidamente esquecem o que viram em seus parceiros antes.

  • Aqui estão algumas das respostas que eu rotineiramente ouço em casamentos críticos quando pergunto como o casal se atraiu um pelo outro e como eles decidiram que queriam se casar:

    1. Nossos pais esperavam que nos casássemos

    2. Os convites já haviam sido enviados

    3. Meus amigos estavam todos se casando e parecia conveniente

    4. Eu estava na idade

    5. Não me lembro

    6. Eu me sentia fisicamente atraído por ele/ela

  • Eu costumo pedir esclarecimentos adicionais ou até mesmo desafiar suavemente algumas dessas respostas. Aqui estão algumas perguntas de sondagem que eu uso:

  • "Mesmo sendo jovem quando se casou você tinha alguma ideia que a união era pelo menos um pouco permanente, correto? Você não estava planejando seu divórcio no dia em que se casou, não é? (Os clientes sempre concordam). Então, me ajude a entender o que nessa pessoa fez você decidir se comprometer com ela naquele momento?... Eu tenho dificuldade em acreditar que você foi superficial em sua tomada de decisão, porque a maioria das pessoas leva o casamento bastante a sério. "Quando as pessoas me dizem que se casaram porque os convites já haviam sido enviados, eu pergunto: "O que nessa pessoa fez você querer enviar os convites? O que fez você querer ficar noivo?"

  • Às vezes, quando eu sondo um pouco mais fundo e desafio a noção de que não há qualquer tipo de conexão que eles possam se lembrar porque a atmosfera conjugal atual está nublada, as pessoas começam a acessar as memórias que haviam eliminado. Às vezes, quando voltam suas mentes ao passado olhando as fotografias do namoro ou casamento, elas conseguem se lembrar.

  • Felicidade e harmonia no casamento: Casais que realizam os sonhos juntos
  • Só para dar um exemplo (que é muito representativo de um cenário comum), um marido que eu entrevistei explicou que só tinha ido à terapia para acalmar sua esposa, e que ele não tinha intenção de continuar o aconselhamento conjugal e apenas queria o divórcio (isso em nossa primeira sessão). Quando lhe perguntei qual era o elo que o havia ligado à sua esposa enquanto estavam namorando, ele alegou que não tinha qualquer elo e apenas se casou porque parecia "conveniente".

  • Advertisement
  • Inclinei-me para ele e disse "Ok, deixe-me ver se entendi... Você está descrevendo o namoro como se você tivesse crescido em uma família e uma cultura que veem o casamento como um arranjo permanente, mas você decidiu se casar com a pessoa que você só passou a namorar porque você não queria o incômodo de ter que encontrar alguém com quem dividir um apartamento no ano seguinte? Quando eu digo isso em voz alta a você, você pode entender porque eu estou tendo dificuldade em acreditar nisso? Você pode ver por que parece mais crível para mim que você esqueceu a ligação inicial que você costumava ter com sua esposa?"

  • Eu não esperava vê-lo novamente, porque ele tinha sido tão aferrado em sua posição. Fiquei chocada ao vê-lo aparecer na semana seguinte e ouvi-lo dizer que eu o tinha feito ver sua estupidez e que eu estava certa. Ele disse que pensou sobre isso e lembrou-se que ele tinha uma forte ligação intelectual com sua esposa e essa lembrança o fez perceber que ele realmente queria consertar seu casamento e se sentir ligado a ela novamente. Ele se tornou um dos meus clientes mais engajados e comprometidos.

  • Aqui estão alguns passos para desenvolver e melhorar uma história conjugal

  • 1. Volte ao início, mas seja honesto

  • Dê-se crédito suficiente para perceber que você tinha algumas (muito boas) razões para se casar com esta pessoa. Seja honesto sobre como era. Olhe fotografias. Converse com as pessoas com quem conviviam.

  • 2. Perceba que toda grande história tem desafios

  • Um dos elementos fundamentais de um conto épico é realmente um grande antagonista. A vida é cheia de dragões metafóricos, e em casamentos bem-sucedidos, os casais aprendem a se unir contra eles.

  • 3. Anote a direção em que você quer que sua história vá a partir de agora

  • É incrível para mim como rapidamente muitas pessoas colocam-se no papel de vítima e desistem de tentar direcionar um relacionamento. Eu tenho visto tantos casais triunfarem sobre diferentes tipos de traições e desafios que eu às vezes desanimava quando os casais pareciam simplesmente desistir. É difícil (se não impossível) um dos cônjuges consertar um casamento, mas se o casal se unir e caminhar na direção que eles querem ir, então há muita esperança.

  • 16 fatores negativos e positivos que pesam no sucesso de seu casamento
  • Advertisement
  • Se você nunca foi capaz de acreditar, saiba que eu acredito em "felizes para sempre." Eu sou uma romântica incurável. No entanto, tenho enfrentado muitos dos dragões que outras pessoas enfrentam, e às vezes o meu marido e eu temos estado simbolicamente na batalha em lados opostos da cerca. Toda grande história tem partes escuras. Toda grande história envolve crescimento e muitas vezes triunfo. A realidade é que se você é casado, você ainda está escrevendo a sua história conjugal. Como você quer que seja a sua?

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Lori Cluff Shade, Ph.D,. é Terapeuta licenciada de Casais e Família, comprometida a providenciar informações para melhorar a qualidade das relações maritais e familiares, esposa e mãe de 7 filhos.

Website: https://drlorischade.wordpress.com/

Era uma vez um casal...

Era uma vez um casal. Eles se casaram, lutaram contra dragões, pagaram suas contas, e criaram seu felizes para sempre. Veja como.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr