Um recado aos pais de meninas no Ensino Fundamental de uma mãe de meninos também no Ensino Fundamental

Vamos ajudar uns aos outros a fazer esta vida um pouco mais amável, melhor e um pouco mais fácil para os nossos filhos navegarem. Meninos e meninas igualmente.

18,328 views   |   2 shares
  • Este artigo foi publicado originalmente no blog Mom Explores Michigan. Foi reproduzido aqui com permissão. Traduzido e adaptado por Sarah Pierina.

  • Um recado para os pais de meninas no Ensino Fundamental de uma mãe de meninos no Ensino Fundamental…

  • Queridos pais de meninas,

  • Sou mãe de meninos… É tudo que sei como uma mãe. No entanto, sou uma mulher que já foi uma menina. Lembro-me de gostar de meninos muito antes dos meninos começarem a me notar. Lembro-me de sentir desconfortável na minha pele. Lembro-me de fazer coisas estúpidas para ser notada, do frenesi que acontecia quando estávamos juntas, em grupo. Lembro-me de chutar um menino que eu achava bonitinho na virilha e me meter em confusão. Também me lembro de ter sido inteligente, capaz, forte e talentosa e saber que eu poderia ser quem escolhesse ser se trabalhasse duro o suficiente.

  • Agora como mãe de meninos, estou consumida com o "outro" gênero, e é difícil ser um menino também, assim como é difícil ser uma menina. Estou fazendo o meu melhor para criar jovens que respeitem a si mesmo e aos outros. Quero criar o tipo de rapazes dignos de uma menina impressionante e quero que eles se tornem pais, homens que tratam as mulheres com dignidade, respeito, graça, amor e igualdade.

  • Então aqui está o que eu gostaria de discutir com vocês. Cada um dos meus meninos me contaram (ou eu vi acontecer), as meninas, por diversão, começam a brigar fisicamente com eles, e elas acabam se machucando. Os meus meninos são fisicamente resistentes; é comer ou ser comido quando você é um de cinco meninos em uma casa e todos eles são fortes e dispostos a lutar e brigar; no entanto, tentamos ensinar nossos meninos a não machucar as pessoas e, especialmente, não machucar, lutar ou brigar com meninas. Isso os coloca em uma posição complicada. Meus 3 exemplos:

    1. Em um jogo de futebol da escola, meu filho estava brincando no gramado com alguns de seus amigos. Duas meninas queridas de sua classe se aproximaram e começaram a brincar também. Essas meninas são boas meninas; divertidas, felizes, e boas amigas de meu filho. No entanto, quando os meninos voltaram a jogar futebol, as meninas começaram a persegui-los. A perseguição se transformou em tentar derrubá-los e enquanto meu filho estava no chão, as meninas começaram a chutá-lo. Com força. No estômago e nas costas. Enquanto faziam isso elas sorriam, riam e griavam. Obviamente, essa era a ideia delas de provocar, se divertir e chamar atenção. Eu tive que correr e parar aquilo. O meu filho não revidou porque ele não se sentia bem em chutá-las. Se os papéis fossem invertidos, ele estaria em grandes apuros. Isso não é legal.

    2. A segunda vez que isso aconteceu foi na casa de amigos quando 3 famílias estavam conversando e jogando. Ambas as famílias que estavam conosco são INCRÍVEIS. O tipo de pais que você espera ser um dia com filhos maravilhosos. Quando chegamos no carro, perguntei a meus filhos se eles tinham se divertido. Meu filho mais velho tinha se divertido muito brincando com as crianças "mais velhas", mas os meus dois mais novos disseram que as meninas ficavam perseguindo-os e depois beliscando ou chutando os dois, ou batendo neles e não foi divertido. Um deles estava bem machucado em seu braço e ambos disseram que não queriam voltar. Mesma situação… Meninas animadas tentando chamar a atenção, brincar e se divertir, mas fizeram isso de uma forma que simplesmente não é ideal. Mais uma vez, meus meninos não fizeram nada de volta. Se eles fizessem, teriam várias lágrimas envolvidas, tenho certeza. Então, naquela noite, tivemos que ter uma conversa sobre se defender. Que se eles estivessem sendo machucados, mesmo que fosse por uma menina ou alguém mais novo, podiam empurrá-los para longe e encontrar um adulto. Engraçado que a primeira vez que tive que falar com eles sobre se defender foi por causa de meninas. Os pais dessas meninas tomaram conta das coisas rapidamente depois que conversamos.

    3. A terceira vez aconteceu recentemente durante as férias. Meu filho mais velho e alguns amigos estavam sendo perseguidos pelas irmãs mais novas de algumas meninas de sua sala, com as irmãs mais velhas incitando e aplaudindo. As meninas estavam tentando chutá-los na virilha e puxar seus cabelos e outras coisas. Quando os meninos mais velhos se cansaram, eles empurraram as meninas mais novas para longe… Adivinha quem levou a culpa? Certo, os meninos. E eu acho que deveria ter sido elas. Eles não tiveram grandes problemas, só ouviram broncas e um lembrete, o que foi totalmente adequado, mas ainda assim foi uma situação que poderia ter sido evitada.

  • Advertisement
  • Então, agora o meu pedido aos pais de meninas. POR FAVOR, ensine-as outras maneiras de conseguir atenção, brincar, conversar e criar amizades com meninos. E se os meninos ainda assim não estiverem interessados, por favor, ensine-as a seguir em frente. Elas precisam se sentir confiantes o suficiente para querer passar tempo com as pessoas que querem passar o tempo com elas. Os meninos vão mudar de ideia um dia, e você quer que suas filhas escolham os que as tratam bem, que as colocam em primeiro lugar, as escutam e prestam atenção no que elas têm a dizer. Ninguém quer que sua filha esteja com algum idiota. Ensine-as que elas merecem mais do que isso; que se alguém for merecedor de sua amizade elas não deveriam ter que lutar para serem notadas. Também vale a pena conversar com elas sobre a maneira como elas brincam e que é inapropriado machucar os outros… Até mesmo crianças mais velhas. Machucar as pessoas nunca é uma boa maneira de fazer amigos.

  • Vou continuar a tentar ensinar meus filhos a tratar a todos com respeito e encontrar formas adequadas para alterar situações, e eles vão continuar a ter desafios no caminho, entrar em confusões e precisar de lembretes. À medida que eles crescerem, irão ficar maiores e mais fortes, por isso eu não quero que eles nunca partam para uma resposta física, com ninguém, mas especialmente com as meninas. Além do fato de que brigar não é uma forma adequada de corrigir as coisas, no mundo em que vivemos, a palavra de um menino contra a palavra de uma menina raramente acaba bem para o menino; por isso eu tenho que proteger meus filhos, especialmente quando se trata de brigas e lutas e ensiná-los a cuidar de si mesmos. É apenas a maneira que o nosso mundo funciona.

  • Então, vamos ajudar uns aos outros a fazer esta vida um pouco mais amável, melhor e um pouco mais fácil para os nossos filhos navegarem. Meninos e meninas igualmente.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Brooke Romney writes Mom Explores Michigan, where she shares favorite travel destinations, great books, parenting ideas, food to eat and food for thought. She has a weakness for fall, sunshine, date night, nature, good reads, adventure, gummy candy and all things boy. After living in 5 states and 9 different cities, she now resides with her husband and 4 little men in Utah.

Website: http://momexploresmichigan.blogspot.com/

Um recado aos pais de meninas no Ensino Fundamental de uma mãe de meninos também no Ensino Fundamental

Vamos ajudar uns aos outros a fazer esta vida um pouco mais amável, melhor e um pouco mais fácil para os nossos filhos navegarem. Meninos e meninas igualmente.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr