10 sinais perigosos de que você superprotege seus filhos

Através das suas atitudes vocês sabem se estão sendo pais superprotetores. Avaliem-se e mudem o que for preciso para melhor ajudar os seus filhos!

22,154 views   |   48 shares
  • Por amarem seus filhos os pais temem que aconteçam coisas ruins a eles, mas existem aqueles que superprotegem os filhos impedindo que tenham um desenvolvimento normal em vários aspectos da vida como se não fossem capazes, acabando por não pensar nas consequências para o futuro deles, no que poderão se tornar, adultos inseguros, imaturos e infelizes.

  • O Dr. Gregory Ramey, diretor-executivo do Centro Pediátrico do Hospital Infantil de Dayton para Recursos em Saúde Mental, disse que "os pais superprotetores têm boas intenções, mas agindo assim deixam seus filhos despreparados para lidar com o mundo real" e não é isso que desejam para eles.

  • Pais superprotetores: quando é demais?
  • Para saber se vocês estão protegendo demais seus filhos, Dr. Gregory listou dez atitudes que demonstram isso. Avaliem as suas atitudes e mudem o que for preciso para melhor ajudar e preparar seus filhos.

  • Vocês estão sendo superprotetores quando:

  • 1. Tentam resolver todos os problemas dos filhos

  • Quando surgem as dificuldades vocês assumem o controle da situação rapidamente para ter a certeza de que os filhos não sintam nenhum desconforto.

  • 2. Tem contato frequente com a escola dos filhos

  • Ao invés de tornarem os filhos capazes de lidar com um problema vocês imediatamente contatam os professores e diretores para resolver até mesmo o mais pequeno dos problemas.

  • 3. Fazem de tudo para garantir que os filhos serão sempre bem-sucedidos

  • Vocês desencorajam os filhos de se envolverem em qualquer atividade que resulte em sentimentos desconfortáveis.

  • Compreendam que qualquer pessoa aprende muito com o fracasso e a frustração, inclusive as crianças.

  • 4. São excessivamente solidários e compreensivos quando as coisas não vão bem

  • Vocês não deixam os filhos aprenderem a lidar com a tristeza, a raiva e o conflito tranquilizando-os sempre que enfrentam essas situações.

  • É ótimo quando os filhos compartilham seus sentimentos com os pais, mas eles precisam saber como lidar com esses sentimentos e aprender, aceitar e superar as situações difíceis.

  • Você está destruindo a independência de seu filho?
  • 5. Gerenciam as amizades

  • Vocês desencorajam os filhos de terem contato com crianças que vocês acham inaceitáveis.

  • Advertisement
  • Muitas crianças têm uma grande influência sobre seus filhos, eles precisam descobrir e perceber isso por eles mesmos, aprender o que realmente significa ser um amigo.

  • 6. Falam demais

  • Vocês estão sempre preocupados com o bem-estar dos filhos, falando o tempo todo com eles, com o cônjuge, com outros parentes ou profissionais, buscando a garantia de que tudo está bem.

  • 7. Se intrometem no mundo dos filhos

  • Vocês querem saber tudo o que acontece com os filhos, o que fazem, sentem ou pensam. Não respeitam o direito de terem seu mundo e a privacidade de seus sentimentos e pensamentos, qualquer que seja a idade deles.

  • 8. Esperam pouco quando se trata das tarefas domésticas ou responsabilidades

  • Vocês atendem aos caprichos dos filhos sem que eles cumpram suas responsabilidades familiares, nem mesmo exigem isso deles, e fazem sempre os pensamentos, sentimentos e necessidades deles a maior prioridade da família.

  • 9. Desencorajam os filhos de correr riscos

  • Vocês vão ao extremo, fazem qualquer coisa para proteger os filhos de qualquer ameaça física ou experiência emocional desconfortável para que sempre se sintam bem.

  • 10. Falham ao ensinar os filhos sobre o mundo real

  • Vocês protegem os filhos das injustiças, confusões e crueldades do mundo.

  • Como pais sabemos que muitas vezes o mundo é assim, mas os filhos precisam aprender a lidar de forma positiva com esses atributos negativos ao invés de serem protegidos desse lado escuro da vida.

  • 5 dicas realistas para ter filhos mais independentes
  • Amar os filhos não é fazer tudo e superproteger, mas é, além de ensinar e proteger, permitir que eles cresçam e se desenvolvam com suas próprias experiências, à medida que aprendem a discernir as coisas boas e ruins na vida e a lidar com os desafios e dificuldades para fazerem as melhores escolhas e serem maduros, seguros e felizes.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Sou esposa e mãe de duas lindas filhas. Amo minha família! Gosto de ler e me informar sobre vários assuntos, de artesanato e atividades que envolvam a família e os amigos.

10 sinais perigosos de que você superprotege seus filhos

Através das suas atitudes vocês sabem se estão sendo pais superprotetores. Avaliem-se e mudem o que for preciso para melhor ajudar os seus filhos!
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr