6 formas que os pais destroem a vida dos filhos

Talvez essas coisas aconteçam sem que os pais percebam. Então chegou a hora de mudar essa situação.

79,172 views   |   593 shares
  • Não existe perfeição quando se fala em criação de filhos. Não há pais perfeitos e tampouco filhos completamente ideais. Os pequenos não vêm com manual de instrução e, tornar-se pais, também não faz ninguém ter, de uma hora para a outra, todas as respostas para as dúvidas que tomam conta da cabeça de um pai ou de uma mãe.

  • Porém existem atitudes, ou a falta delas, que podem marcar um filho para toda a vida. O fato de crianças e adolescentes serem negligenciados por seus familiares, tanto material como emocionalmente, traz consequências que às vezes tornam-se irreversíveis. "Meu filho adolescente é ingrato e rebelde. Está perdido". Esse pode ser o pensamento de alguns pais. Porém, o que foi feito até ele transformar-se nessa pessoa?

  • O que pode ter sabotado o futuro brilhante que ele tinha?

  • 1. O trabalho toma muito tempo dos pais

  • As plantas precisam ser cuidadas, regadas, adubadas e colocadas no sol. Se você não prestar atenção em uma semente plantada e esquecer de colocar água por alguns dias ou semanas, por exemplo, ela não irá brotar. Se você estiver tão ocupado e não perceber que outra planta ficou tão grande que encosta no chão, também não verá que ela exposta ao solo desenvolverá rapidamente doenças. O que você faz ou deixa de fazer irá prejudicar a planta. As crianças são como elas. Precisam ser podadas, adubadas e treinadas para crescer. Deixá-las crescer para que a própria natureza as eduque é a pior escolha que se tem para elas. Os pais precisam dar direção, apoio, segurança e amor constantes.

  • 2. Defina um mau exemplo

  • As crianças precisam saber quais atitudes são aceitáveis ou não. Tudo precisa ser explicado. Normalmente mais de uma vez, muito mais do que uma vez. Você precisa falar sobre o que é desonestidade, ingratidão, desrespeito, entre outras coisas. Para os pequenos é preciso conversar sobre compartilhar brinquedos e o fato de ser errado bater ou brigar com outras crianças.

  • 3 formas de satisfazer as necessidades emocionais dos filhos sem torná-los mimados
  • 3. Expressar desagrado regularmente

  • Se nos colocarmos no lugar das crianças ou adolescentes dá para entender como é chato viver com alguém que está sempre criticando e apontando o seu erro. O mau comportamento também pode ser provocado pelos olhares constantes de reprovação que os pais têm sob os seus filhos. As crianças e adolescentes podem entrar naquele ciclo de fazer algo errado só para provocar a família. O autor do livro "To Train Up A Child", Michael Pearl, disse, "se você não consegue ensinar seus filhos a fazer como deveriam é muito melhor diminuir suas exigências e apreciá-los como eles são do que permitir que seus olhares de desagrado se tornem algo normal. Uma criança pode crescer e ser indisciplinado, mas não há nenhuma razão para adicionar a ele um sentimento de não ser amado e incapaz de agradar alguém".

  • Advertisement
  • Os filhos, principalmente os mais pequenos, vão querer agradar aos pais, mas apenas quando encontrar prazer em estar com eles. Os pais precisam ser o exemplo disso.

  • 4. Não impor limites

  • Essa é uma das melhores maneiras de destruir seu filho. Não fazer nada, não colocar nenhum limite e pensar que tudo sairá bem talvez não seja a melhor opção de educação. Ele não irá crescer e aprender o que é certo ou errado por conta própria, nem saberá de uma hora para outra, como num passe de mágica, quais são as responsabilidades dele.

  • Não aplicar limites está muito ligado ao fato de não ser o pai "chato", aquele que perturba a criança e determina regras do que pode ou não ser feito. Se você não quer ser o desmancha prazeres do seu filho, saiba que com isso ele estará perdendo as chances de saber que os limites existem no mundo e eles começam em casa, ou pelo menos deveria começar.

  • 5. Deixar escolher os seus amigos

  • Se a presença do pai e da mãe durante a infância é importante, imagina na adolescência, o período marcante onde a influência dos amigos vem com força total. Mesmo que você tenha feito um ótimo trabalho com o seu filho enquanto ele era apenas uma criança, não há escapatória para os hormônios dos jovens.

  • Direcioná-los a boas amizades é uma forma de protegê-los. Normalmente os adolescentes não têm uma consciência madura sobre as consequências de seus atos e também tendem a pensar que vão viver eternamente sem que nada de ruim aconteça com eles. Um círculo de amizade sadio ajuda muito a não quebrar as regras e valores estipulados pelos pais ainda na infância.

  • Fazer estas 9 coisas simples ajudará seus filhos a evitar maus comportamentos
  • 6. Não dar qualquer responsabilidade ou não os responsabilizar por seus atos

  • Todos nós prestamos contas a alguém e não dá para fugir desse sistema. Todos em casa precisam exercer um grau de responsabilidade. Se as crianças ainda são pequenas, elas podem guardar os brinquedos, levar a sua própria roupa suja para o cesto ou perder um jogo de boliche devido ao mau comportamento. Quando a idade for aumentando, as responsabilidades devem crescer junto. As tarefas domésticas estão todos os dias à espera de alguém para serem feitas.

  • Se um adolescente quebrou, sujou ou desorganizou alguma coisa, ele tem que ter consciência disso e saber que ele é responsável pelas suas ações. Não há como transferir isso a outra pessoa. Não faça essas atividades pelo seu filho. Deixe-o aprender com os erros e suas consequências.

  • Advertisement
  • O autor Michael Pearl também comentou: "Tenho observado um princípio bonito, as crianças que agem com responsabilidade são as mais felizes e mais seguras no amor e baseadas na boa vontade. Elas aprendem a amar o seu próximo".

  • A Bíblia dá um sábio conselho aos pais no livro de Provérbios: "Educa a criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele". Essa educação consiste em amar, respeitar e orientá-los desde pequenos. São sentimentos e atitudes que constroem uma ponte robusta e forte de confiança entre pais e filhos que irá auxiliar muito nos momentos de dificuldades.

  • Leia também: Aprendendo a amar incondicionalmente um filho que faz más escolhas

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

6 formas que os pais destroem a vida dos filhos

Talvez essas coisas aconteçam sem que os pais percebam. Então chegou a hora de mudar essa situação.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr