5 coisas a fazer quando sua esposa tiver um aborto espontâneo

Se a sua esposa não conseguiu levar a gravidez até o fim e sofreu um aborto espontâneo, saiba como confortá-la nesse momento tão delicado.

8,427 views   |   8 shares
  • Sabe quando o casal recebe um dos melhores presentes que poderiam ter na vida? A bênção de serem pais! É algo divino, um sentimento maravilhoso que os invade. É amar a cada dia alguém, mesmo sem ter visto seu rostinho, tocado suas mãos pequeninas ou tê-lo nos braços.

  • Porém, a alegria desse milagre, para muitos casais, infelizmente pode se transformar em dor ao ser interrompida com um aborto espontâneo. É uma fase difícil.

  • Como lidei com um aborto espontâneo
  • A Dra. Sonya Lott-Harrison, psicóloga e professora - Ph.D. em aconselhamento psicológico, diz que "após um aborto a mulher, que queria levar sua gravidez até o fim, pode sentir culpa e um senso pessoal de responsabilidade ou fracasso. Em muitos casos a depressão vem como resultado, especialmente para aquelas que não têm o apoio de um ente querido."

  • Como marido, você pode e deve ser uma grande fonte de apoio para sua esposa durante este tempo difícil. Aqui estão cinco passos, que a Dra. Sonya sugere, para você saber como confortá-la nesse momento tão delicado.

  • 1. Procure compreender que o sofrimento é um processo individual, e a duração do processo de luto varia para cada mulher.

  • Segundo um artigo publicado na revista "Psychology Research and Behavior Management" em 2011, o processo todo de luto pode durar semanas ou meses e a reação com relação à perda do bebê vai depender dos sentimentos que sua esposa tinha sobre a gravidez. Se a gravidez não foi planejada a reação poderá ser menos intensa.

  • 2. Deixe sua esposa saber se você estiver sentindo tristeza também

  • Os homens e mulheres expressam seu sofrimento e tristeza de maneiras diferentes. As mulheres choram mais que os homens quando estão tristes. Se você também está triste, mas tenta ser durão e forte por ela, ela entenderá que você não tem sentimentos por essa perda e pelo que ela está passando. Você pode dividir sua tristeza e apoiá-la ao mesmo tempo, ao falar dos seus sentimentos. Ser capaz de apoiar um ao outro fortalecerá o relacionamento.

  • 3. Lembre-a de que ela não é a culpada pelo aborto

  • Mesmo se sentindo culpada ou achando que ela é responsável pelo que aconteceu, abortos espontâneos acontecem com frequência e, geralmente, a causa não é conhecida. Ajude sua esposa a eliminar esses sentimentos e demonstre confiança na capacidade de superar o que estão passando através do amor que sentem um pelo outro.

  • Advertisement
  • 4. Crie algum tipo de lembrança do filho que você teria

  • Pode parecer que tudo o que sobrou foram ultrassons e fotos de sua esposa grávida, mas você pode usá-los para criar uma linda e doce lembrança para vocês. Um álbum ou um diário para colocar seus pensamentos e aprendizado sobre a gravidez e a perda do bebê; adicionar pensamentos de gratidão que esteja vivenciando, apesar de sua tristeza; expressar sua gratidão pelo aborto não ter tido um grande impacto no bem-estar físico dela e pelo apoio dos familiares e amigos. Isto pode parecer difícil neste momento, mas sua esposa sempre será grata por ter o seu apoio. Focar nas bênçãos em sua vida, apesar da dor, reduzirá a ansiedade, a depressão e fortalecerá a relação de vocês.

  • 5. Incentive sua esposa a participar de um grupo de apoio se seu sofrimento interferir na maneira como ela se comporta no dia a dia após um período de quatro meses.

  • Como o processo de luto é individual será preciso ser paciente e esperar, pois ele poderá durar até quatro meses. Após esse período, se a reação de sua esposa à perda interferir na sua capacidade de dormir, trabalhar ou cuidar de si mesma, ela pode estar sofrendo de depressão clínica. Incentive sua esposa a buscar ajuda de profissionais e esteja ao seu lado apoiando e dando seu amor incondicional.

  • Este pode ser um momento, na vida de vocês, difícil de enfrentar, mas pode ser superado com amor, paciência e ajuda, em especial um do outro, mas também de todos que puderem aliviar essa dor. Se apeguem às boas lembranças e ensinamentos que essa experiência lhes proporcionou e que esses passos possam ajudá-los a vencer este momento, fortalecendo o amor que sentem um pelo outro e os preparando ainda mais para a alegria de serem pais.

  • Como lidar com um aborto

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Sou esposa e mãe de duas lindas filhas. Amo minha família! Gosto de ler e me informar sobre vários assuntos, de artesanato e atividades que envolvam a família e os amigos.

5 coisas a fazer quando sua esposa tiver um aborto espontâneo

Se a sua esposa não conseguiu levar a gravidez até o fim e sofreu um aborto espontâneo, saiba como confortá-la nesse momento tão delicado.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr